Os 5 melhores filmes baseados em crimes reais
Menu & Busca
Os 5 melhores filmes baseados em crimes reais

Os 5 melhores filmes baseados em crimes reais

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Os 5 melhores filmes baseados em crimes reais

    Em diversas ocasiões, vive-se e vê-se histórias que surpreendem tanto que poderiam virar excepcionais obras cinematográficas. Muitas vezes isso realmente ocorre, mas as histórias originais partem de situações desagradáveis, como crimes. Confira os cinco melhores filmes baseados em crimes reais.   

 1. Um Dia de Cão (1975)

    Dirigido por Sidney Lumet, o filme conta a história do assalto a um banco, realizado por Sonny Wortzik (Al Pacino) e Sal Naturile (John Cazale). Porém, as coisas rapidamente dão errado, desesperando os criminosos. 

“Um Dia de Cão” é baseado em um assalto a banco praticado no dia 22 de agosto de 1972. Na ocasião os assaltantes eram Sal Naturale, Bobby Westenberg e o líder John Wojtowicz, um veterano do Vietnã que realizou o crime para conseguir bancar a cirurgia de troca de sexo de sua esposa, Elizabeth Eden.  

A intensidade do assalto foi tanta que até o FBI (Federal Bureau of Investigation) teve que participar do combate aos criminosos. No fim, os assaltantes caíram em uma emboscada feita pelo FBI, que afirmou que haveria um avião esperando para que os criminosos pudessem escapar. Na ação,Sal foi morto, e Wojtowicz acabou sendo preso. Bobby Westenberg havia fugido enquanto estavam no banco. 

John Wojtowicz, assaltante do banco no crime que inspirou o filme ”Um Dia de Cão”.| Foto: Reprodução

A obra foi indicada a seis Óscares, incluindo Melhor Filme e conquistou um, de Melhor Roteiro Original.

2. Prenda-me se For Capaz (2002)

O filme de Steven Spielberg narra as fraudes cometidas por Frank Abagnale Jr. (Leonardo DiCaprio) que, aos 17 anos, já era considerado um sucedido ladrão de bancos. Porém, o agente do FBI Carl Hanratty (Tom Hanks) usa todos o seus meios para pegar o criminoso, que está sempre um passo à frente. 

Hanratty é baseado em Joseph Shea, um agente do FBI que realmente perseguiu Abagnale por anos. Frank cometeu diversos crimes relacionados à fraude e falsidade ideológica, dos 15 aos 21 anos. 

Em 1969, Frank Abagnale Jr. foi preso na França, após ser reconhecido por uma funcionária da companhia Air France. O criminoso ficou seis meses em uma prisão da França, onde quase morreu. Depois, foi extraditado para a Suécia, onde ficou por um ano na Prisão de Malmö, até ser exportado de volta para os Estados Unidos. 

Frank Abagnale Jr
Frank Abagnale Jr. , ex-vigarista que teve a história contada no filme “Prenda-me se for Capaz”, de Steven Spielberg.|Foto: Reprodução

    Em 1974, o governo americano o libertou, sob a condição de que Frank trabalharia para as autoridades federais, ajudando na investigação e captura de criminosos que, como ele, cometiam fraudes. Depois, começou a ensinar aos bancos técnicas usadas por fraudadores. Mais tarde fundou a Abagnale & Associates, onde adverte o mundo sobre as fraudes. 

    A obra cinematográfica foi indicada dois Óscares: Melhor Trilha Sonora Original (John Williams) e Melhor Ator Coadjuvante (Christopher Walken), mas não venceu em nenhuma das categorias. 

3. Foxcatcher– Uma História que Chocou o Mundo (2014)

    Indicado a cinco Óscares, incluindo Melhor Diretor para Bennet Miller, “Foxcatcher” traça a trajetória do milionário John du Pont (interpretado por Steve Carrell, também indicado ao Oscar), que convida o campeão olímpico de luta greco-romana Mark Schulz (Channing Tatum) para a sua mansão, para ajudá-lo a formar uma equipe de luta. Porém, a amizade entre os dois leva a uma tragédia. 

    A tragédia citada acima é o assassinato do irmão de Mark Schulz, Dave Schulz (Mark Ruffalo) por du Pont, testemunhado por Nancy Schulz, esposa de Dave, e Patrick Goodale, chefe de segurança de John du Pont. O crime ocorreu em 26 de janeiro de 1996, e o milionário foi condenado à prisão por assassinato em 25 de fevereiro de 1997, em pena que variaria de 13 a 30 anos.John du Pont faleceu na prisão aos 72 anos, n?o dia 9 de dezembro de 2010. 

John Du Pont (de azul) treinando Dave Schulz. Du Pont assassinaria o seu atleta a tiros em 1996.| Foto: Reprodução

4. Capote (2005) 

    No dia 15 de novembro de 1959, na pequena cidade de Holcomb, Kansas, um crime chocante inspiraria o escritor Truman Capote a escrever um novo livro. “A Sangue Frio” transformaria Capote em um dos maiores escritores de sua geração, além de ser o responsável por ”criar” o “New Journalism” (Jornalismo Literário). 

    O crime em questão seria o assassinato da família Clutter por Richard Hickock e Perry Smith (interpretado por Clifton Collins Jr.). 

    Após ler a notícia que anunciaria a morte dos Clutter, Truman Capote (Phillip Seymour Hoffman) investiga o assassinato e, após os assassinos serem capturados, visita-os na prisão, percebendo que a história poderia virar um livro revolucionário. 

    Depois do julgamento de Hickock e Smith, que resultaria em uma condenação a forca, Truman Capote foi convidado pelo diretor da prisão para assistir a execução das fontes mais importantes de seu livro. 

Perry Smith (acima) e Richard ”Dick” Hickock, responsáveis pelo assassinato da família Clutter , no Kansas, em novembro de 1959. | Foto: Reprodução

5. Zodíaco (2007)

    Com direção de David Fincher, o filme “Zodíaco” é baseado no livro homônimo de Robert Graysmith. Interpretado por Jake Gyllenhaal, Graysmith trabalhou como cartunista no jornal  “The San Francisco Chronicle”, um dos destinatários das cartas criptografadas enviadas pelo Assassino do Zodíaco. Por ter habilidades em palavras-cruzadas, Robert Graysmith foi um dos grandes responsáveis por decifrar os códigos enviados pelo criminoso. 

     Apesar de possuir apenas cinco mortes confirmadas, o assassino afirmou em suas cartas ter executado pelo menos 37 pessoas durante as décadas de 1970 e 1980. 

    O livro de Graysmith apontou Arthur Leigh Allen (incorporado por John Carrol Lynch no filme de Fincher)  como o principal suspeito dos assassinatos cometidos. Embora não existam provas concretas, Allen, mesmo morto em 1992, ainda é visto como o mais provável Assassino do Zodíaco. 

Arthur Leigh Allen, o principal suspeito dos assassinatos cometidos pelo Zodíaco. |Foto: Reprodução      

________________________________
Por Victor Livi – Fala! Cásper

Tags mais acessadas