Os 5 melhores clássicos do terror nos últimos tempos
Menu & Busca
Os 5 melhores clássicos do terror nos últimos tempos

Os 5 melhores clássicos do terror nos últimos tempos

Home > Notícias > Cultura > Os 5 melhores clássicos do terror nos últimos tempos

As obras de terror sempre rondam nossas fantasias, seja na literatura, nos filmes ou nas séries, é difícil resistir ao magnetismo delas. Quando bem escritas e desenvolvidas, essas histórias nos prendem e nos fascinam com seu imaginário de horror, com personagens macabras e assustadoras. Por isso, vale listar as obras literárias mais populares e bem avaliadas na última década, de acordo com sites de críticos e editoras.

As obras a seguir aparecem em todas as listas imagináveis pelo homem do melhor que o terror tem a oferecer.

Os 5 melhores livros de terror

1. It – A Coisa

It - A Coisa
Capa do livro It – A Coisa. | Foto: Reprodução.

O romance de terror estadunidense foi escrito por Stephen King em 1986. A obra conta a história de 7 pré-adolescentes que, no verão de 1958, são perseguidos por um monstro milenar que retorna de tempos em tempos para se alimentar de crianças. O monstro surge na figura de um palhaço, denominado Pennywise. Após aquele verão, os 7 retornam para a cidade com o objetivo de derrotar de uma vez por todas a Coisa.

Publicidade

O romance de King se tornou uma série em 1990, e dessa produção surgiu um filme. 27 anos após o primeiro longa, o mesmo tempo que o monstro leva para retornar a superfície para se alimentar, foi produzido mais uma vez It – A Coisa (2017), a segunda parte foi lançada dois anos após a primeira.

Essa é uma das obras mais aclamadas de King e se tornou um verdadeiro fenômeno mundial após as novas versões de 2017 e 2019.

2. O Bebê de Rosemary

Escrito por Ira Levin e lançado em 1967, o livro O Bebê de Rosemary é uma das obras de terror mais populares da década de 60. Além disso, foi adaptado em 1968 para o cinema, por Roman Polanski, e estrelado por Mia Farrow, Ruth Gordon e John Cassavetes.

Publicidade

O livro conta a história de um casal que se muda para um novo apartamento e, ao descobrir que estão esperando um bebê, passam por diversos momentos bizarros. Ele possui, aproximadamente, 200 páginas, que se mostram suficiente para a construção de um terror psicológico e uma atmosfera tensa.

3. Hell House: A Casa Infernal

Hell House: A Casa Infernal
Capa do livro Hell House. | Foto: Reprodução.

Romance escrito em 1971 por Richard Matheson, autor de Eu Sou a Lenda, Hell House segue a linha de casas assombradas e é um exemplo de como se constrói uma obra de terror.

Na história, somos apresentados à Mansão Belasco, um lugar abandonado, que por mais de vinte anos permaneceu vazia. A construção ficou conhecida por ser cenário de momentos de horror, além de ter enlouquecido e matado pessoas que lá adentraram.

Então, um grupo composto por quatro pessoas decide investigar o local para compreender os fenômenos que ocorrem no lugar. Cada membro possui uma razão para ir ao local em busca de respostas para os mistérios que lá habitam.

Matheson construiu uma história na qual o verdadeiro horror não são os espíritos que residem na Mansão Belasco, mas sim, a idealização da loucura em cada personagem durante a visita ao local, que é descrita de maneira única pelo autor. 

4. O Chamado de Cthulhu

Não é possível criar uma lista de livros de horror sem citar qualquer obra de Howard Phillips Lovecraft, ou H.P Lovecraft. O autor estadunidense é conhecido por revolucionar o gênero do terror, acrescentando em suas histórias elementos de ficção científica. De suas obras, a que mais recebeu destaque nos últimos tempos foi O Chamado de Cthulhu.

Cthulhu é um deus idolatrado por alguns grupos humanos, eles desejam que a criatura retorne e controle a Terra. Com seu retorno, diversos problemas surgem e a humanidade como conhecemos está prestes a ser exterminada. A criatura é uma das diversas que constituem a chamada mitologia lovecraftiana, repleta de seres cósmicos que vieram habitar a Terra.

O conto foi escrito em 1926 e publicado na revista Weird Tales, em 1928.

5. Horror em Amityville

Horror em Amityville é uma obra de Jay Anson, de 1977. O livro se tornou um best-seller e deu origem a sete filmes e um remake. Ele retrata a história da família Lutz, que se muda para uma casa em Amityville. A nova casa da família foi palco de uma chacina, cometida pelo jovem Ronald DeFeo Jr., acusado de matar todos os membros de sua família. Ao final da história, os Lutz fogem de sua nova residência, alegando que eram atormentados por espíritos malignos que viviam na propriedade.

A chacina retratada no livro é um caso real, porém, a história dos Lutz é uma invenção para a construção do enredo.

Bônus Nacional:

No Brasil, o gênero de terror é extremamente popular. Nos últimos anos, diversos autores brasileiros se inspiraram para escrever histórias de horror que condissessem com nossa realidade. Dentre esses autores, André Vianco possui destaque. Suas histórias com vampiros se tornaram populares e já fazem parte do imaginário dos amantes de terror.

De suas obras, a que ganha mais destaque é Os Sete, que narra a história de um grupo de exploradores que, por acidente, desperta sete vampiros portugueses. O mais interessante da história, no entanto, é o ambiente na qual é construída, em plena São Paulo. Durante a leitura é possível se identificar com os lugares e costumes das personagens.

Os Sete
Capa do livro Os Sete. | Foto: Reprodução.

A história é um belo retrato de como seria se vampiros de 500 anos despertassem, atualmente, no estado mais populoso do Brasil.

__________________________________________
Por Luiza Nascimento Lopes – Fala! PUC

Tags mais acessadas