Os 5 autores espanhóis que mais impactaram na literatura
Menu & Busca
Os 5 autores espanhóis que mais impactaram na literatura

Os 5 autores espanhóis que mais impactaram na literatura

Home > Entretenimento > Cultura > Os 5 autores espanhóis que mais impactaram na literatura

“Quem lê muito e viaja muito, muito vê e muito sabe” – Dom Quixote.

A irônica novela de cavalaria da qual vem a citação talvez seja a obra mais conhecida da literatura espanhola. No entanto, a produção escrita do país também é muito bem representada por autores não tão conhecidos internacionalmente. Conheça 5 escritores da Espanha que entraram para a história.

Escritores espanhóis que entraram para a história

Federico García Lorca

escritores espanhóis
Federico García Lorca. | Foto: Reprodução.

García Lorca foi não só um dos maiores poetas do país como foi também artista de várias vertentes: era também prosador, pintor, pianista e compositor. Suas principais obras foram Romancero Gitano e a peça Bodas de Sangue.

Já famoso, foi vizinho de Salvador Dalí e acabou abrindo caminhos para o pintor ingressar nas rodas de artistas da Espanha. Lorca também é lembrado historicamente por sua trágica e misteriosa morte, durante a guerra civil, pois teria sido fuzilado pelas costas por ser homossexual e, embora exista um suposto lugar onde foi enterrado, seu corpo nunca foi encontrado.

Miguel de Cervantes

Dom Quixote
Miguel de Cervantes. | Foto: Reprodução.

O escritor magno da literatura começa sua produção artística em 1585, depois de encerrar sua carreira militar e começar a trabalhar em cargo público. Sua vida prospera depois da publicação de Dom Quixote, mas o curioso é que, antes disso, por questões financeiras, Miguel de Cervantes foi preso três vezes.

A obra que ridiculariza as populares novelas de cavalaria teve seis edições logo no primeiro ano de lançamento e é considerada nacional e internacionalmente como precursora do movimento realista.

José Echegaray

melhores escritores espanhóis
José Echegaray. | Foto: Reprodução.

Original de Madrid, Echegaray foi um dos maiores dramaturgos da história de seu país. Sua obra mais popular, El gran Galeoto, é uma inusitada mistura de prosa e poesia. Foi laureado com o Nobel de literatura de 1904, inaugurando, assim, a categoria de vencedores da nação.

Além de autor, era matemático, engenheiro, ministro e foi agraciado com um teatro que leva seu nome.

Ramón María del Valle-Inclán

Ramón María del Valle-Inclán
Ramón María del Valle-Inclán. | Foto: Reprodução.

Nascido em 1866, Valle-Inclán foi um dos nomes mais importantes do modernismo e da geração de 98 da Espanha. Foi professor na Academia de Belas Artes de San Fernando e presidente do Ateneo de Madrid.

Por um motivo nunca explicado pelo escritor, Valle-Inclán não tinha um dos braços. Influenciou os maiores escritores da língua espanhola que ainda viriam a surgir, como o célebre Gabriel García Márquez.

Camilo José Cela

Camilo José Cela
Camilo José Cela. | Foto: Reprodução.

Contrário a Lorca, José Cela foi militar durante a guerra civil, mas apoiava o lado nacionalista, de Francisco Franco. No entanto, deu adeus à sua carreira no exército devido a um acidente com uma granada.

Publicou, em 1942, um livro chamado A Família de Pascual Duarte, que trazia uma narrativa grotesca e violenta, inaugurando, assim, o movimento posteriormente chamado de Tremendismo. Em 1989, o autor se torna um dos seis espanhóis a ganhar o prêmio Nobel de Literatura.

__________________________________
Por Pedro Moreira – Fala! Cásper

Tags mais acessadas