O peso das Olimpíadas na carreira de um jogador de futebol
Menu & Busca
O peso das Olimpíadas na carreira de um jogador de futebol

O peso das Olimpíadas na carreira de um jogador de futebol

Home > Notícias > Esporte > O peso das Olimpíadas na carreira de um jogador de futebol

Devido à pandemia causada pelo vírus Covid-19, o novo coronavírus, as Olimpíadas que seriam disputadas em 2020, em Tóquio, no Japão, foram adiadas para 2021. Entretanto, a lista de atletas para participar da modalidade Futebol Masculino, são inscritos, no máximo, três jogadores com idade superior a 23 anos, e o restante da equipe com esse limite.

E, com o adiamento da competição, acontecerá de diversos atletas ultrapassarem a idade olímpica. No caso da seleção brasileira, por exemplo, onze jogadores que estavam no radar do treinador André Jardine seriam afetados com essa mudança.

Assim, a FIFA estuda aumentar o limite para reduzir o prejuízo que seria causado aos atletas e países que disputariam os Jogos Olímpicos de Tóquio, afinal, é um torneio de muita influência na carreira de um jogador.

Confira a lista de jogadores que disputaram as Olimpíadas de 2016 pelo Brasil e o decorrer de suas carreiras após a competição.

carreiras dos jogadores de futebol
Jogadores da seleção brasileira nas Olimpíadas de 2016. | Foto: Reprodução.

Jogadores de futebol e suas carreiras após Olimpíadas de 2016

Weverton

Weverton futebol
Weverton. | Foto: Reprodução.

Um dos três jogadores acima de 23 anos que foram convocados, o goleiro que defendia o Athletico (PR), se destacou na final contra a Alemanha, defendendo um dos pênaltis da disputa que garantiu a medalha de ouro.

Após bom torneio, Weverton passou a ser convocado para a seleção principal por Tite e, pouco mais de 1 ano após a conquista olímpica, o arqueiro se transferiu para o Palmeiras, onde foi fundamental para o título do Campeonato Brasileiro de 2018.

Zeca 

Zeca futebol
Zeca. | Foto: Reprodução.

Destaque do Santos, o então garoto Zeca cravou sua vaga na seleção com boas apresentações pelo lado esquerdo. Entretanto, foi na lateral direita que atuou nos Jogo Olímpicos, com atuações que o manteve no clube paulista até 2018, quando se transferiu para o Internacional. Hoje, Zeca atua pelo Bahia.

Rodrigo Caio

Rodrigo Caio futebol
Rodrigo Caio. | Foto: Reprodução.

Estreando no time principal do São Paulo com apenas 17 anos, Rodrigo se consolidou como titular 3 anos depois, em 2013. Por ter tanto tempo de profissional, o zagueiro, que também atuou de volante, gozava de atributos maiores que os demais da sua idade, como experiência e liderança.

Isso, junto das atuações seguras pelo tricolor, o garantiu a convocação e titularidade absoluta no ouro olímpico, onde se destacou e cavou uma vaga nas convocações da Seleção Principal.

Brigando até os últimos meses por uma vaga na Copa do Mundo de 2018, Rodrigo se transferiu para o Flamengo em dezembro do mesmo ano, onde foi fundamental nas conquistas do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores da América de 2019.

Marquinhos

Marquinhos futebol
Marquinhos. | Foto: Reprodução.

O zagueiro, titular do Paris Saint-Germain, já era conhecido pelo torcedor brasileiro por já ter sido convocado para a Seleção Principal algumas vezes.

Entretanto, sempre preciso e seguro nas partidas das Olimpíadas, Marquinhos se consolidou como titular absoluto da Seleção de Tite, nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, e hoje se mantém como incontestável na posição.

Douglas Santos

Douglas Santos futebol
Douglas Santos. | Foto: Reprodução.

Peça importante do Atlético-MG no vice-campeonato do Campeonato Brasileiro de 2015, Douglas também fez parte do grupo que disputou a Copa América Centenário de 2016.

O lateral esquerdo teve boas atuações no Jogos Olímpicos do mesmo ano, atraindo o interesse de times europeus e, após o fim do torneio, o jogador concretizou sua transferência para o Hamburgo, da Alemanha. Hoje, o lateral atua pelo Zenit, clube russo.

Walace

Walace futebol
Walace. | Foto: Reprodução.

Conquistando a vaga de titular do decorrer da competição, passou a dar mais segurança ao setor defensivo da seleção, sendo importante no crescimento do rendimento do time. Seguro, o volante voltou das Olimpíadas com moral, e também atraiu interesse de clubes europeus.

Em janeiro de 2017, o volante destaque do Grêmio fechou sua ida ao mesmo Hamburgo, da Alemanha, por um valor de 10 milhões de euros. Após isso, Walace passou pelo Hannover 96, antes de se transferir para a Udinese, da Itália, seu clube atual.

Renato Augusto

Renato Augusto futebol
Renato Augusto. | Foto: Reprodução.

O segundo entre os acima da data limite, a convocação de Renato gerou expectativa aos torcedores, que o viram fazer uma bela campanha na conquista do Campeonato Brasileiro de 2015, pelo Corinthians.

Mesmo já tendo sido chamado pelo então técnico da Seleção, Dunga, em 2016, o meio-campo ainda não estava tão à vontade com a Amarelinha. Foi durante os Jogos Olímpicos, onde correspondeu às expectativas, que ele ganhou ainda mais confiança do sucessor de Dunga, Tite, que o levou para os demais jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 e para o próprio mundial. 

Luan

Luan futebol
Luan. | Foto: Reprodução.

Após ter feito parte de seleção do Campeonato Brasileiro de 2015, por conta da bela campanha que fez com o Grêmio e ainda se enquadrando no limite de idade, a convocação de Luan para as Olimpíadas era incontestável na época.

Entretanto, iniciou os primeiros jogos no banco de reservas, só vindo conquistar a vaga de titular no último jogo da fase de grupos, contra a Dinamarca, quando o Brasil conquistou sua primeira vitória, contando com gol do meia-atacante.

O crescimento de rendimento da Seleção esteve diretamente ligado à entrada de Luan, que comprovou sua influência técnica na conquista do título da Copa do Brasil de 2016, tirando o tricolor gaúcho de uma fila de 15 anos sem títulos de expressão.

No ano seguinte, Luan mais uma vez foi fundamental e decisivo na conquista da Copa Libertadores da América, garantindo a ele o prêmio de Rei das Américas, dado ao melhor jogador do continente em cada ano.

Em dezembro de 2019, o Corinthians anunciou sua contratação e, agora, conta com Luan para voltar aos dias de glória.

Gabriel Barbosa (Gabigol)

Gabigol
Gabriel Barbosa (Gabigol). | Foto: Reprodução.

Artilheiro de Copa do Brasil de 2015 pelo Santos e participando de todos os jogos do Brasil da Copa América Centenário, havia muita expectativa para as atuações de Gabriel nas Olimpíadas.

Titular durante toda a competição e marcando 2 gols em 6 jogos, o bom rendimento do atacante atraiu o interesse de gigantes europeus. Assim, a Inter de Milão desembolsou cerca de 28 milhões de euros para contar com Gabriel, que não conseguiu se adaptar e ainda passou pelo Benfica, de Portugal, antes de retornar ao Santos, em 2018, por empréstimo.

Na segunda passagem pelo clube paulista, voltou a se enxergar o Gabigol medalhista de ouro, com ele garantindo a artilharia do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, novamente.

Tal feito foi inédito no futebol brasileiro e despertou o interesse do Flamengo, que negociou um empréstimo junto a Inter de Milão. Pelo rubro-negro, o atacante foi peça fundamental na conquista da Copa Libertadores da América e do Campeonato Brasileiro de 2019, se consagrando artilheiro de ambas competições.

Além das Artilharias, Gabriel conquistou diversos prêmio individuais, como o de Rei da América de 2019, fazendo com que o Flamengo o contratasse em definitivo por um valor de 83,5 milhões de reais.

Gabriel Jesus

Gabriel Jesus
Gabriel Jesus. | Foto: Reprodução.

Além de revelação do Campeonato Brasileiro de 2015 e atuações decisivas no título da Copa do Brasil pelo Palmeiras, o jovem atacante fazia um ótimo início de Brasileirão quando foi convocado para a disputa dos Jogos Olímpicos.

Aquela altura, Gabriel era artilheiro do campeonato e crucial para a liderança que viria a dar o título ao alviverde. Isso, acrescido à titularidade em todos os jogos e bom rendimento nas Olimpíadas chamou a atenção de gigantes da Europa.

E, assim, o atacante acertou sua transferência ao Manchester City, da Inglaterra, por cerca de 28 milhões de euros, além de bônus por metas a serem cumpridas. Como se não bastasse, Gabriel foi convocado pelo técnico Tite para a disputa das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, e fez sua estréia pela seleção principal em partida contra o Equador, sofrendo um pênalti e marcando 2 gols, dando números finais a partida.

Atualmente, ele é peça importante no time de Pep Guardiola e sempre figura entre os convocados da Seleção. 

Neymar

Neymar
Neymar. | Foto: Reprodução.

Estrela do Barcelona e tecnicamente o melhor jogador brasileiro, a convocação de atacante para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, encheu o torcedor de esperança. O Brasil nunca havia conquistado a medalha de ouro no futebol masculino, era o título que faltava!

Para isso, convocou-se Neymar, mesmo acima da idade limite, para liderar a equipe com sua técnica e experiência. Foi fundamental na conquista: capitão e influente nas boas atuações do time, marcou gol na final contra a Alemanha e converteu o pênalti decisivo que acabou com o tabu.

Em agosto de 2017, o Paris Saint-Germain pagou a multa rescisória do atacante, concretizando a contratação mais cara da história do futebol, desembolsando 222 milhões de euros. Desde então, Neymar possui número impressionantes no Campeonato Francês, embora tenha sofrido com lesões que o atrapalharam.

Tendo em vista a influência que um torneio tão grande quanto os Jogos Olímpicos pode ter na carreira de um atleta de futebol, nos resta apenas torcer para que a FIFA enxergue a seriedade com que se deve levar nesse caso. 

____________________________________
Por Gabriel Neukranz – Fala! UFPE

Tags mais acessadas