O ano só começa depois do Carnaval?
Menu & Busca
O ano só começa depois do Carnaval?

O ano só começa depois do Carnaval?

Home > Notícias > Cultura > O ano só começa depois do Carnaval?

A maior festa popular do Brasil bateu recorde de foliões em 2020.

Não há dúvidas de que o Carnaval é uma das épocas mais esperadas por grande parte dos brasileiros. Nos principais polos e regiões onde essa expressão cultural se manifesta, a folia começa antes mesmo do Natal e do Réveillon.

Foliões no Carnaval
Foliões no Carnaval. | Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

A cidade de Olinda, em Pernambuco, por exemplo, conhecida pelas ladeiras e bonecos gigantes, recebe orquestras de frevo desde o mês de setembro nas conhecidas prévias da cidade.

Publicidade

Em Salvador, o Carnaval fora de época arrasta trios e multidões pela orla do Farol da Barra e a famosa “pipoca” se forma antes mesmo dos meses de fevereiro e março.

Já no sudeste, as preparações para os desfiles das escolas de samba duram o ano inteiro e os bloquinhos, que estão cada vez mais ganhando força, se aquecem para invadir as ruas dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo.

No calendário, o Carnaval não é dado como feriado nacional, apenas nos locais onde há uma lei específica para a data. Entretanto, grande parte do país considera os cinco dias de folia como um verdadeiro feriadão e ousam até dizer que o ano só começa de verdade após a quarta-feira de cinzas.

Publicidade

Dessa maneira, a grandiosidade do Carnaval brasileiro encanta a todos: jovens, idosos, crianças, bairristas e até estrangeiros, chegando a movimentar áreas importantes para o país como o turismo, economia e, claro, a cultura.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) de Pernambuco, a cidade de Olinda registrou cerca de 98% de ocupação em hotéis e recebeu a média de 3,6 milhões de foliões durante o carnaval de 2020. Os grandiosos dados são fruto de uma cultura cheia de riqueza e que carrega o frevo como atrativo principal.

Mas, para quem pensa que as acrobacias e as sombrinhas coloridas são o limite, as ladeiras de Olinda surpreendem com as apresentações de maracatu, os chocalhos dos papangus e a nova sensação do momento: o bregafunk e seu passinho.

No Brasil, o Carnaval nada mais é do que história e política, ao mesmo tempo que é diversão e festa. Ele tem a capacidade de fazer com que novas expressões artísticas ganhem espaço e que famosas tradições sejam perpetuadas entre gerações, a exemplo das troças líricas e de blocos como o Galo da Madrugada.

Por todo esse poder 100% a cara do Brasil, não há outra data mais simbólica para nosso país do que o Carnaval. A alegria, as fantasias, a busca pelo “hit do carnaval”, os blocos, as pessoas, as cores, a liberdade, a tradição e a inovação invadem as regiões brasileiras e preparam toda a nação para iniciar, de fato, o ano.

___________________________________
Por Davi Guabiraba – Fala UFPE

Tags mais acessadas