segunda-feira, 17 junho, 24
HomeNotíciasMorre Milan Kundera, autor de 'A Insustentável Leveza do Ser'

Morre Milan Kundera, autor de ‘A Insustentável Leveza do Ser’

Morreu, aos 94 anos, o escritor tcheco Milan Kundera em Paris. A informação foi divulgada pela televisão estatal da República Tcheca na madrugada desta quarta-feira (12). A editora francesa Gallimar também confirmou a informação.

Milan Kundera - A Insustentável Leveza do Ser
Milan Kundera é autor de ‘A Insustentável Leveza do Ser’. | Foto: Montagem/ Reprodução

Quem foi Milan Kundera?

Milan Kundera nasceu no dia 01 de abril de 1929 e foi um dos maiores escritores tchecos. O romancista vivia em Paris desde 1975 e se exilou na França após ser condenado por seu país ao criticar a invasão de tropas soviéticas à Tchecoslováquia em 1968. Na época, seus livros foram proibidos no país e ele perdeu seu cargo de professor na Universidade Carolina de Praga.

Anos mais tarde, as autoridades também tiraram sua nacionalidade e, em 1980, ele recebeu a cidadania francesa. Em 2019, no entanto, o governo tcheco devolveu a cidadania ao escritor como um gesto simbólico para reparar a injustiça sofrida por Kundera.

Sua obra mais conhecida é A Insustentável Leveza do Ser (1983), que chegou a ganhar uma adaptação para o cinema em 1988 sob a direção de Philip Kaufman. O filme chegou a ser indicado a duas categorias no Oscar e ganhou repercussão internacional. No entanto, seu livro de estreia foi A Brincadeira (1967), obra que retratou o regime comunista.

O romancista também escreveu outras obras de destaque, como O Livro do Riso e do Esquecimento (1978), A Valsa dos Adeuses (1972), A Vida Não é Daqui (1973), A Arte do Romance (1986), Risíveis Amores (1969), entre outros. Sua última obra foi A Festa da Insignificância (2014), que acompanha amigos à deriva em Paris.

As obras de Milan Kundera retratavam vivências da humanidade, seja no mundo real, ou no mundo das ideias. O autor também conquistou reconhecimentos como o Prêmio da União de escritores da Tchecoslováquia com seu primeiro livro, A Brincadeira, além do Prêmio de Jerusalém (1985) e o Commom Wealth Award de Literatura (1981).

Segundo informações da editora Gallimar, o escritor morreu nesta segunda-feira (11), a causa da morte, no entanto, não foi divulgada até o momento.

________________________________
Por Giovana Rodrigues – Redação Fala!

ARTIGOS RECOMENDADOS