Fórmula 1: 100 vezes Lewis Hamilton no GP da Rússia
Menu & Busca
Fórmula 1: 100 vezes Lewis Hamilton no GP da Rússia

Fórmula 1: 100 vezes Lewis Hamilton no GP da Rússia

Home > Notícias > Esporte > Fórmula 1: 100 vezes Lewis Hamilton no GP da Rússia

Chuva cai no final e britânico assume ponta para conquistar a centésima vitória

Lewis Hamilton comemora com a equipe após conquistar a centésima vitória da carreira.
Lewis Hamilton comemora com a equipe após conquistar a centésima vitória da carreira. | Foto: Reprodução.

Esse domingo, 26, ficará para história. Lewis Hamilton chega em primeiro no GP da Rússia, no parque olímpico de Sochi, e conquista a vitória de número cem na carreira. O primeiro piloto com essa marca na história da Fórmula 1. 

Tudo sobre a 100ª vitória de Lewis Hamilton na Fórmula 1

A vitória só chegou nas últimas voltas quando a chuva caiu, fazendo com que a pista ficasse molhada,  levando muitos pilotos a trocarem os pneus de pista seca para compostos intermediários. Quem não fez isso a tempo foi o jovem Lando Norris. Apesar dos pedidos da equipe McLaren para uma parada, o piloto optou por continuar na pista.

A chuva aumentou, o piloto da McLaren ficou sem aderência, Hamilton parou para trocar os pneus e assumiu a liderança. E Norris após fazer a parada caiu para o sétimo lugar.

Na segunda colocação ficou o holandês Max Verstappen, que largou da última posição devido a uma troca de motor. O piloto da RBR fez uma corrida de recuperação e com o início da chuva foi beneficiado e conseguiu ganhar muitas posições.

Completando o pódio, Carlos Sainz da Ferrari ficou em terceiro. O piloto espanhol largou em segundo lugar, chegou a assumir a liderança no início da prova e no final conseguiu o terceiro posto.

A corrida

No sábado, uma chuva torrencial caiu sobre o circuito de Sochi, fazendo com que a direção de prova cancelasse o terceiro treino livre, deixando a pista liberada somente para a classificação. 

Max Verstappen, que já tinha que pagar uma punição de três posições devido a batida com Hamilton no GP da Itália, há 14 dias, sequer foi para a pista. O holandês teve o motor trocado e iria largar no final do grid de qualquer maneira. 

Melhor para Nando Norris, que conquistou a pole pela primeira vez em toda sua carreira, e a primeira da McLaren desde 2012. Na segunda posição outra surpresa, Carlos Sainz, com a Ferrari, e em terceiro uma Williams, pilotada por George Russell. Hamilton que rodou algumas vezes no Q3, ficou na quarta posição.

A chuva de sábado não deu as caras na largada, e com a pista seca Sainz assumiu a ponta no começo. Quem largou mal foi Hamilton, caindo para o sétimo lugar. E lá traz começava uma corrida de recuperação de Max e Bottas.

O finlandês, Valtteri Bottas iria largar na sétima posição, mas a equipe Mercedes optou por trocar componentes do carro do piloto, para assim largar no final do grid para “segurar” Verstappen.

Na frente, a McLaren liderava, chegando inclusive a ter as duas primeiras posições com Daniel Ricciardo e Lando Norris. Mas após um erro na parada, o australiano Ricciardo caiu para o meio do pelotão.

Restava somente o britânico Norris na liderança. E um outro britânico começou a se aproximar para roubar a primeira posição, Hamilton. Mas o piloto da McLaren não iria vender fácil a liderança da prova. Apesar do esforço do heptacampeão, a ponta seguia com Lando Norris.

Faltando oito voltas para o final, gotas de chuva começaram a cair na Rússia. No momento as duas primeiras posições pertenciam aos ingleses da McLaren e Mercedes, respectivamente. E em terceiro o mexicano Sergio Pérez da RBR.

A tensão no Paddock era visível, as equipes não sabiam se paravam os pilotos ou se os mantinham na pista.

Com o aumento da chuva, a pista ficou escorregadia para os pneus de tempo seco. Quem sofreu foi o líder Lando Norris. Ele escapou do traçado e o carro estava quase rodando nas curvas.  A direção de prova desabilitou o uso da asa móvel, sinal que a chuva estava apertando. 

O jovem Lando Norris (carro laranja) lutou contra a pista molhada, mas não conseguiu segurar o carro na pista até o final.
O jovem Lando Norris (carro laranja) lutou contra a pista molhada, mas não conseguiu segurar o carro na pista até o final. | Foto: Reprodução.

McLaren e Mercedes chamaram seus pilotos para trocarem de pneus, mas como Norris passou reto, Hamilton não quis parar no momento. Porém, na volta seguinte, 49, o heptacampeão entrou no box. Lewis chegou a falar que não queria parar pois a chuva já tinha acabado, mas o mecânico disse que mais água estava por vir. O que de fato aconteceu.

Norris seguia na pista quase patinando, e apesar da equipe falar diversas vezes para realizar a parada, o jovem de forma grossa respondia que iria continuar. Inclusive mandou que o mecânico se calasse nos rádios.

Na volta 51, faltando apenas duas para a bandeirada final, Lando Norris não conseguiu mais segurar o carro e passou reto em uma das curvas. Nesse momento o piloto da McLaren xingou muito e se chamou de tolo no rádio e pediu para fazer a parada. Mas neste momento Hamilton já tinha assumido a ponta e ia abrindo distância. 

Norris teve que ir lentamente até o box para não bater o carro, o que fez com que a distância dos carros que vinham atrás diminuísse, deixando o britânico na sétima posição após a parada.

Antes da chuva, Verstappen estava em sétimo lugar, sem esperanças de um podium. Mas na volta 50, Alonso, Leclerc e Perez, foram para os boxes. Como o holandês já estava com pneus de chuva, ele assumiu a terceira posição. O segundo lugar era de Norris, que estava se arrastando para chegar nos boxes, ficando fácil para o piloto da RBR assumir a posição. Seguindo de Sainz que tomou o terceiro lugar.

Lando Norris e Lewis Hamilton.
Ainda de capacete, Norris comprimentou Hamilton no final do GP. O piloto da Mercedes disse que o jovem da McLaren tem um futuro brilhante e que em pista seca, não teria conseguido tomar a primeira colocação. | Foto: Reprodução.

Hamilton corria sozinho na frente e foi o primeiro a ver a bandeira quadriculada, a centésima vez na carreira. A primeira vitória veio em 2007 no Canadá, com a McLaren. Nenhum outro piloto chegou mais vezes em primeiro do que Sir Lewis Hamilton.

Classificação

Com a vitória, Lewis Hamilton assumiu a liderança do campeonato com 246.5 pontos, contra 244.5 de Max Verstappen. Na terceira posição está Valtteri Bottas com 151 pontos. E no Mundial de construtores, a Mercedes segue na porta com 397.5 pontos. A Red Bull está em segundo com 364.5, seguida da McLaren com 234 pontos.

Veja a classificação completa do Grande Prêmio da Rússia deste domingo. | Foto: Reprodução.

A Fórmula 1 para por duas semanas, voltando no dia dez de outubro, para o GP da Turquia.

___________________________________________________

Por Raul Galetti – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas