Crítica de 'Por Lugares Incríveis': do livro aos cinemas
Menu & Busca
Crítica de ‘Por Lugares Incríveis’: do livro aos cinemas

Crítica de ‘Por Lugares Incríveis’: do livro aos cinemas

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Crítica de ‘Por Lugares Incríveis’: do livro aos cinemas

Um pouco longe do clichê que estamos acostumados a ver por aí, a Netflix nos trouxe um filme completamente emocionante e diferente. O filme é uma adaptação do livro Por Lugares Incríveis, da autora Jennifer Niven, dirigido por Brett Haley; a história é tão impressionante que é difícil descobrir o que vai acontecer até que nos é mostrado. Niven consegue cativar a atenção do leitor facilmente e apresenta um final diferente do que qualquer um poderia esperar.

crítica Por Lugares Incríveis
Filme Por Lugares Incríveis. | Foto: Reprodução.

A primeira cena do filme traz o personagem Theodore Finch correndo pela cidade e, logo após, mostra o momento em que ele encontra Violet Markey, em pé na beira da ponte, e vai conversar com ela. A cena inicial talvez seja decepcionante para aqueles que leram o livro antes, mas incrível para os amantes de um drama romântico adolescente.

Finch é um garoto tachado como “aberração” por todos de sua escola e possui problemas internos, o que faz com que ele, às vezes, suma por dias sem dar notícias aos seus amigos. Violet perdeu sua irmã em um acidente de carro e agora carrega esse trauma, anos depois de tudo. Depois de um encontro inesperado, Finch faz de tudo para se aproximar dela e os dois se aventuram pelas “Maravilhas de Indiana”, vivendo uma amizade e um romance que mudam suas vidas.

No entanto, o filme acaba não conseguindo atingir o público da mesma forma que o livro. Os acontecimentos não são tão aprofundados e ocorrem muito rapidamente, o que faz com que a história pareça ser mais intensa e rápida do que realmente é. Os atores se encaixam tão bem no papel que nos emocionamos ao vê-los emocionados, rimos juntos, somos levados por suas representações.

Entre traumas, superações e aventuras, o espectador se diverte e se emociona, vivenciando os acontecimentos como se os personagens fossem reais. Violet Markey definitivamente deixa a sua marca, a de não ser esquecida, e Theodore também deixa a usa: a de que devemos sempre seguir em frente, pois mesmo nos tempos mais sombrios, ainda há lugares incríveis. 

O final acaba sendo surpreendente, bem diferente do resto do filme. Chega a ser emocionante e leva às lágrimas. Com certeza, a melhor parte do longa. Por isso, não se esqueçam de pegar os lencinhos quando forem assistir ao filme. Para terminar, acrescento uma citação de Ernest Hemingway, usada pela autora, “Aos que trazem muita coragem a este mundo, o mundo quebra a cada um deles e alguns ficam mais fortes nos lugares quebrados.”

Sinopse e trailer oficial

Dois adolescentes que estão passando por momentos difíceis criam um forte laço quando embarcam em uma jornada transformadora para visitar as maravilhas de Indiana.

FICHA TÉCNICA: Por Lugares Incríveis 

Título Original: All the Bright Places
Duração: 108 minutos
Lançamento: 28 de fevereiro de 2020
Distribuidora: Netflix
Dirigido por: Brett Haley
Classificação: 16 anos
Gênero: Romance, Drama, Teen
País de Origem: EUA

________________________________________
Por Rafaela Thomaz Leite – Fala! PUC

Tags mais acessadas