Confira as 5 melhores músicas lançadas durante a Ditadura Militar
Menu & Busca
Confira as 5 melhores músicas lançadas durante a Ditadura Militar

Confira as 5 melhores músicas lançadas durante a Ditadura Militar

Home > Entretenimento > Música > Confira as 5 melhores músicas lançadas durante a Ditadura Militar

A Ditadura Militar no Brasil (1964-1985) foi um período marcado por violência, repressão, tortura e, culturalmente, pela censura. Dentre as produções culturais censuradas estão músicas que, mesmo proibidas por seu teor crítico, são marcantes por sua qualidade.

Confira as 5 melhores canções censuradas durante a Ditadura Militar Brasileira.  

5 melhores músicas censuradas na Ditadura Militar

1. Cálice, de Chico Buarque e Milton Nascimento

Escrita em 1973 por Chico Buarque e Gilberto Gil, Cálice foi censurada pela ditadura e lançada cinco anos depois. Como Gil tinha mudado de gravadora, Buarque uniu-se a Milton Nascimento para cantar a música que se tornaria histórica. 

e
Letra da canção Cálice após passar pelos censores da Ditadura.|Foto: Reprodução.

Em uma lista feita no ano de 2009, pela Rolling Stones Brasil, Cálice ficou na 78ª posição entre as 100 maiores músicas brasileiras de todos os tempos. 

2. Pra Não Dizer que Não Falei das Flores, de Geraldo Vandré

Lançada em 1968, ano em que a Ditadura Militar atingiu o seu auge após a implementação do AI-5, Pra Não Dizer que Não Falei das Flores teve sua execução proibida depois de virar hino de resistências dos movimentos estudantis da época. 

No Festival Internacional da Canção de 1968, ficou em segundo lugar na competição, apesar de ser a favorita do público. 23 anos depois, Walter Clark, então diretor da Rede Globo, revelou em sua autobiografia que recebeu ordens do comando do Exército para que Pra Não Dizer que Não Falei das Flores não vencesse o concurso. 

Na lista da Rolling Stones de 2009, ocupou o 28º lugar. 

3. Apesar de Você, de Chico Buarque 

Apesar de Você foi escrita e interpretada por Chico Buarque. Lançada em 1973, a canção foi proibida de ser executada nas rádios após censura de Emílio Médici, então presidente, e foi liberada oito anos depois. 

Foi considerada como a 58ª melhor música brasileira na lista da Rolling Stones.

4. Tiro ao Álvaro, de Adoniran Barbosa

Cantada em conjunto com Elis Regina, essa canção composta por Adoniran Barbosa, foi lançada em 1973. Porém, acabou sendo a quarta canção censurada de Adoniran Barbosa. Conforme os censores, era uma música de ”mau gosto”, já que apresenta diversos erros de gramática propositais. 

Com erros de português apontados, a censura declarou que ”a falta de gosto impede a liberação”. | Foto: Reprodução.

5. Alegria, Alegria, de Caetano Veloso

Conhecida por iniciar o Movimento Tropicalista, essa música de Caetano Veloso critica a alienação do povo durante a Ditadura Militar. Lançada em 1968, durante os “Anos de Chumbo”, a canção também marca o exílio de Caetano, que ficou em Londres até 1972.

Na lista feita pela Rolling Stones Brasil, Alegria, Alegria ocupa a 10ª posição.

_______________________________
Por Victor Livi – Fala! Cásper

Tags mais acessadas