Como começar um e-commerce do zero?
Menu & Busca
Comece no e-commerce do zero! Saiba tudo sobre

Comece no e-commerce do zero! Saiba tudo sobre

Home > Notícias > Mercado > Comece no e-commerce do zero! Saiba tudo sobre

Saber como começar um e-commerce do zero significa elaborar um planejamento estratégico e, assim, criar de fato a sua loja on-line. No entanto, para que esse processo seja concluído com sucesso, são necessárias algumas etapas fundamentais, por exemplo, escolha de objetivos, definição da melhor plataforma e ações para a divulgação do negócio. 

Por isso, descubra algumas dicas que podem te ajudar nessa etapa inicial do e-commerce e, consequentemente, colaborar para o sucesso da sua empresa no comércio virtual.

e-commerce
Como começar a montar um e-commerce do zero curso: saiba elaborar planos estratégicos e aumente suas vendas com o e-commerce. | Foto: Pixabay.

Como começar no e-commerce?

Para aprender como começar a montar um e-commerce do zero, são necessárias algumas estratégias de vendas e também conhecimento dos meios digitais. Afinal, a sua loja será montada no ambiente virtual. Portanto, alguns passos devem ser seguidos para garantir resultados positivos para o seu e-commerce e suas vendas.

Trace objetivos

Quando falamos em começar uma loja de vendas on-line, um e-commerce, é essencial traçar algumas metas. De modo que é importante que elas sejam realistas e alcançáveis, caso contrário, você corre o risco de se frustrar e, assim, acabar desistindo. 

Portanto, a primeira etapa é pensar nos objetivos macro, ou seja, as questões mais abrangentes, por exemplo, realizar pesquisas para analisar o comportamento dos seus concorrentes. Como também verificar a performance de vendas e através disso verificar onde você quer chegar com o seu e-commerce.

Logo, é fundamental estabelecer índices de crescimento, novos clientes e produtos que almeja alcançar no curto, médio e longo prazo. Em seguida, liste os micro-objetivos, isto é, pontos mais específicos. Desse modo, são as pequenas etapas que vão te ajudar a conquistar as metas maiores. Além de serem essenciais nessa fase inicial do e-commerce, também motivam a cada pequena conquista.

Escolha uma plataforma confiável

Com a finalidade de facilitar a vida de quem está começando no ramo de vendas on-line, existem diversas plataformas de e-commerce no mercado. Portanto, na hora de escolher, é fundamental prestar atenção aos planos oferecidos e às funcionalidades que estão sendo ofertadas. Pois algumas empresas oferecem integração com meios de pagamento e de envio.

Além disso, existem duas modalidades: o open source (maior personalização do e-commerce e menores custos, mas exige conhecimentos técnicos) e a SaaS – Software as a Service (e-commerce mais elaborado, sistema mais desenvolvido e maior segurança).

Defina o produto e nicho de mercado

É importante a definição do produto que será vendido e o público-alvo no e-commerce. Por isso, é recomendada a realização de uma pesquisa de mercado, análise da possibilidade de vendas em cada segmento e verificação da concorrência. 

Logo, para definir o cliente, trace o perfil do consumidor ideal. Desse modo, algumas informações são necessárias, como: hobbies, faixa de idade, interesses, entre outros dados. Com isso, é possível direcionar as suas estratégias.

Estabeleça opções de pagamento

Outro passo importante na criação de um e-commerce e que ajuda no aumento de vendas, é a definição dos meios de pagamento. Nesse sentido, é essencial oferecer diversas opções de pagamento para que, ao menos uma delas, seja escolhida pelo cliente.

Pesquise fornecedores

Está na hora de definir os fornecedores do produto que você escolheu para o seu e-commerce. Sendo assim, realize pesquisas virtualmente para descobrir fabricantes e distribuidores. Como também analise o site de cada um para verificar qual é o ideal para o seu negócio e para as suas vendas. 

Para facilitar o trabalho, planilhas podem ser elaboradas com os benefícios de cada empresa. De modo que, na hora do contato com essas companhias, procure demonstrar interesse, clareza dos seus objetivos e conhecimento de mercado. 

Além dessas etapas, outros passos são fundamentais para o início do seu e-commerce, como: estipular canais de atendimento, determinar as opções de envio, organizar a sua loja de vendas on-line, pensar em estratégias de divulgação e monitoramento dos resultados. Com esses pontos definidos, aumentam-se as chances da sua empresa se destacar nos meios digitais.

O que saber antes de abrir um e-commerce?

Se você quer abrir um e-commerce porque está pensando que essa modalidade vai exigir menos de você do que uma loja física, você está enganado. Embora as lojas de vendas on-line não tenham gastos com aluguel, ainda assim, elas demandam investimento, planejamento e dedicação. 

Logo, um dos principais desafios é que não existe a possibilidade do cliente esbarrar na vitrine, no ambiente virtual ele deve ser atraído pelo seu negócio. Por isso, é importante a elaboração de planos estratégicos para aumentar as vendas e, consequentemente, destacar o seu e-commerce em relação aos concorrentes.

Além disso, outro ponto que deve ser analisado no e-commerce é a entrega no prazo e garantia de segurança na hora da compra. Com isso, aumenta a credibilidade da loja e, consequentemente, o crescimento no número de consumidores – o que também pode aumentar as vendas.

Qual o custo de abrir uma loja virtual?

Ao falar sobre o custo para abrir uma loja de vendas on-line, é fundamental falar sobre o porte empresarial, isto é, os modelos de empresa disponíveis no mercado. Portanto, existem quatro categorias de e-commerce, são elas:

  • MEI (Microempreendedor Individual) no máximo um dono e um funcionário e o faturamento anual não pode ultrapassar R$ 81 mil. Logo, o custo anual pode ser gratuito para até 5.000 visitas, caso contrário, o plano mais econômico é R$ 49.
  • ME (Micro Empresa) possui entre nove e 19 empregados e o faturamento anual fica entre R$ 81 mil e R$ 360 mil. Assim, o custo inicial pode ser de R$ 5 mil e chegar até R$ 50 mil.
  • EPP (Empresa de Pequeno Porte) entre 10 e até 99 funcionários e faturamento anual de R$ 360 mil até cerca de R$ 4,8 milhões. Por isso, o investimento inicial pode ficar entre R$ 50 mil e chegar até R$ 500 mil.
  • Empresa de Grande Porte possui mais de 100 funcionários e faturamento anual superior a R$ 4,8 milhões. Nesse sentido, podem trabalhar com diversas plataformas de e-commerce e, assim, o investimento inicial pode ser de R$ 138 mil e chegar até os R$ 15 milhões.

Além disso, é importante pensar que os custos não ficam restritos apenas ao e-commerce, pois, para aumentar o número de vendas, são necessários investimentos nas áreas de marketing.

O que é necessário para abrir uma loja virtual?

Para abrir o seu e-commerce, é essencial planejamento e gestão – desde o início até as vendas. De modo que podem ajudar na identificação de um produto bom com necessidade no mercado. Além disso, contribuem no número de vendas e, consequentemente, na rentabilidade da loja. O setor de contabilidade também deve ser desenvolvido. Nesse sentido, auxilia para que o seu comércio virtual esteja seguindo corretamente as normas e procedimentos fiscais. Afinal, será necessário o recolhimento de alguns impostos.

Além da escolha da plataforma do e-commerce, os conteúdos devem ser descritivos e apresentarem os principais dados do produto, como: garantias, validades, imagens, vídeos demonstrativos, regulamentação e valores de compra. 

Outros pontos também devem ser analisados na abertura do e-commerce, por exemplo, atenção com fraudes e validações, estratégias de marketing, integração das vendas com controle financeiro, acompanhamento jurídico, logística e conhecimentos para a contratação de pessoas especializadas.

como começar um e-commerce do zero
O e-commerce é uma ótima alternativa para vendas de produtos on-line e pode ser um excelente negócio. Comece agora seu e-commerce! | Foto: Pixabay

Após aprender como começar um e-commerce do zero, agora é só se preparar para conseguir tirar esse projeto do papel e expandir suas vendas. Portanto, é essencial o acompanhamento das novidades do mercado para que a sua loja virtual esteja sempre atualizada com novos recursos e, assim, garantir performance de vendas alta.

_________________________
Por Marcus Vinicius Mendes da Costa – Fala! Metodista

Tags mais acessadas