Cinema brasileiro: Quais foram os primeiros filmes feitos no Brasil?
Menu & Busca
Cinema brasileiro: Quais foram os primeiros filmes feitos no Brasil?

Cinema brasileiro: Quais foram os primeiros filmes feitos no Brasil?

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Cinema brasileiro: Quais foram os primeiros filmes feitos no Brasil?

Você sabe qual o primeiro filme feito no Brasil? O cinema brasileiro quase sempre é descredibilizado, mas possui uma história intrigante e com grandes obras. Existem alguns filmes, contudo, que marcam o início do cinema no País, produções que retratam o dia a dia dos brasileiros. Além disso, essa obra pode ser mais antiga do que se imagina. 

A seguir, conheça os primeiros filmes brasileiros e saiba como o cinema nacional começou e ganhou suas próprias características.

Saiba quais foram os primeiros filmes feitos no Brasil.
Saiba quais foram os primeiros filmes feitos no Brasil. | Foto: Reprodução.

O início: Os primeiros filmes feitos no Brasil

Apesar de não haver imagens do filme Baía de Guanabara, o dia 19 de junho de 1898, data de sua filmagem, é considerado o dia do cinema brasileiro, enquanto os cineastas italianos Paschoal Affonso e Segreto são considerados os primeiros cineastas no Brasil.

O primeiro filme gravado no Brasil, contudo, não foi o gravados pelos italianos, mas sim Chegada do Trem em Petrópolis, de 1897, gravado por Vittorio Di Maio, que consiste em um curta-metragem com a chegada de trem na estação, apesar de alguns questionarem se não foi gravado na Europa foi comprovado sua autenticidade.

Já o primeiro filme de ficção nacional é de 1908, Os Estranguladores, de Francisco Marzullo e Antônio Leal, com duração de 40 minutos.

Apenas em 1914 foi feito um longa-metragem, chamado O Crime dos Banhados, dirigido por Francisco Santos, com mais de duas horas de duração.

Em 1930, com a criação do estúdio Cinédia, os principais filmes da época foram Limite (1931), de Mário Peixoto; A Voz do Carnaval (1933), de Adhemar Gonzaga e Humberto Mauro, e Ganga Bruta (1933) de Humberto Mauro.

_______________________________________________________

Por Leticia Rodrigues – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas