sexta-feira, 14 junho, 24
HomeSaúdeCâncer de cabeça e pescoço: sintomas, diagnóstico e tratamento

Câncer de cabeça e pescoço: sintomas, diagnóstico e tratamento

O câncer de cabeça e pescoço é um grupo de tumores malignos que podem afetar diversas áreas, como boca, língua, garganta e seios paranasais. Os sintomas incluem dor persistente, feridas na boca, dificuldade para engolir e caroços no pescoço. O diagnóstico envolve exames clínicos, de imagem e biópsias. 

O tratamento para câncer pode incluir cirurgia, radioterapia, quimioterapia, terapia-alvo e imunoterapia, dependendo do tipo e estágio do câncer.

Câncer de cabeça e pescoço: Entenda tudo sobre o assunto. | Foto: Freepik
Câncer de cabeça e pescoço: Entenda tudo sobre o assunto. | Foto: Freepik

Quais são os cânceres de cabeça e pescoço?

Os cânceres de cabeça e pescoço se referem a um grupo de tumores malignos que podem ocorrer em várias áreas da cabeça e do pescoço, incluindo a boca, língua, garganta, laringe, faringe, seios paranasais e glândulas salivares. Estes cânceres podem se desenvolver nos tecidos moles da boca, como as gengivas, língua, palato mole e a parte inferior da boca, bem como nos tecidos duros, como os ossos da mandíbula e maxila.

Os principais tipos de câncer de cabeça e pescoço

São eles:

  • Carcinoma de células escamosas: Este é o tipo mais comum de câncer de cabeça e pescoço. Ele se origina nas células escamosas que revestem as superfícies mucosas dentro da boca, nariz e garganta.
  • Câncer de laringe: Afeta a laringe, ou caixa de voz, onde as cordas vocais estão localizadas.
  • Câncer de faringe: Pode ocorrer na faringe, que é a parte da garganta localizada logo atrás da boca e do nariz, ou na garganta inferior, conhecida como laringofaringe.
  • Câncer de cavidade nasal e seios paranasais: Estes cânceres afetam as passagens nasais e os seios da face.
  • Câncer de glândulas salivares: Afeta as glândulas que produzem saliva, localizadas dentro e ao redor da boca.
  • Câncer de tireoide: Embora a tireoide esteja localizada no pescoço, é frequentemente incluída nos cânceres de cabeça e pescoço devido à sua proximidade.

Os fatores de risco incluem tabagismo, consumo excessivo de álcool, infecção por HPV (papilomavírus humano) e exposição a certos produtos químicos. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são cruciais para melhorar as chances de sobrevivência e qualidade de vida.

Quais são os principais sintomas de câncer de cabeça e pescoço?

Os sintomas do câncer de cabeça e pescoço podem variar dependendo da localização do tumor, mas existem alguns sinais comuns que as pessoas podem observar e que devem ser investigados por um médico. 

Aqui estão alguns dos principais sintomas:

  • Dor persistente: Dor na boca, garganta, pescoço ou ouvidos que não desaparece e pode piorar ao engolir.
  • Feridas na boca: Feridas que não cicatrizam na boca ou nos lábios, que podem sangrar facilmente ou causar dor.
  • Alterações na voz: Rouquidão persistente ou mudanças na voz, como voz anasalada ou áspera.
  • Dificuldade para engolir: Sentir dificuldade para engolir, chamada disfagia, que pode ser acompanhada de dor ou sensação de algo preso na garganta.
  • Caroços no pescoço: Inchaços ou caroços persistentes no pescoço que não desaparecem com o tempo.
  • Perda de peso não intencional: Perda de peso inexplicada, mesmo sem mudanças na dieta ou no estilo de vida.
  • Sangramento nasal: Sangramento nasal frequente, especialmente se persistente e não relacionado a lesões ou resfriados.
  • Dor de ouvido: Dor persistente no ouvido, especialmente se acompanhada por outros sintomas relacionados à cabeça e ao pescoço.
  • Mudanças na visão, audição ou olfato: Alterações na visão, audição ou olfato podem ocorrer em casos de câncer que afetam os seios paranasais ou outras áreas próximas.
  • Úlceras na pele: Úlceras ou lesões na pele do rosto, pescoço ou couro cabeludo que não cicatrizam ou que continuam a crescer.

É importante ressaltar que esses sintomas podem ser causados por várias condições além do câncer, mas se persistirem por mais de duas semanas, é recomendável procurar um médico para uma avaliação completa. O diagnóstico precoce aumenta significativamente as chances de tratamento bem-sucedido.

Quais os diagnósticos para esses cânceres?

O diagnóstico de cânceres de cabeça e pescoço envolve uma série de procedimentos médicos destinados a identificar a presença de tumores malignos e determinar sua extensão. Os principais métodos de diagnóstico incluem exames clínicos, exames de imagem e biópsias.

O processo geralmente começa com uma consulta médica, durante a qual o médico realizará um exame físico detalhado, incluindo a avaliação da boca, garganta, pescoço e áreas adjacentes. Eles procurarão por sintomas como feridas, inchaços, dor ou qualquer outra anormalidade.

Exames de imagem, como radiografias, tomografias computadorizadas (TC), ressonâncias magnéticas (RM) e PET-CTs (tomografia por emissão de pósitrons), são frequentemente utilizados para visualizar a área afetada e determinar o tamanho e a extensão do tumor. Esses exames também ajudam a identificar se o câncer se espalhou para os gânglios linfáticos ou outras partes do corpo.

A biópsia é um procedimento essencial para confirmar o diagnóstico de câncer. Durante uma biópsia, o médico remove uma pequena amostra de tecido do tumor ou área suspeita, que é então examinada sob um microscópio por um patologista. Este exame permite a identificação das células cancerígenas e a determinação do tipo específico de câncer.

Além desses métodos, alguns testes adicionais podem ser realizados para ajudar no diagnóstico e no planejamento do tratamento. Isso pode incluir exames de sangue para verificar os níveis de certas substâncias no sangue que podem indicar a presença de câncer, como marcadores tumorais. Testes de função pulmonar também podem ser realizados para avaliar a função respiratória antes do tratamento, especialmente se o câncer estiver localizado perto das vias respiratórias.

Em alguns casos, a endoscopia pode ser realizada para examinar diretamente o interior da boca, garganta ou outras áreas afetadas usando um tubo flexível com uma câmera na ponta.

O diagnóstico final geralmente é feito com base na combinação de informações obtidas a partir de todos esses métodos. Uma vez confirmado o diagnóstico de câncer de cabeça e pescoço, é importante determinar o estágio da doença, ou seja, o quão avançado o câncer está e se ele se espalhou para outras partes do corpo. Isso é fundamental para orientar o plano de tratamento mais adequado para cada paciente.

Quais são os principais tratamentos?

Os tratamentos para cânceres de cabeça e pescoço dependem do tipo específico de câncer, do estágio da doença e das necessidades individuais de cada paciente. Os principais métodos de tratamento incluem cirurgia, radioterapia, quimioterapia, terapia-alvo e imunoterapia.

  • Cirurgia: A remoção cirúrgica do tumor é uma opção comum de tratamento, especialmente em estágios iniciais ou em tumores localizados. Dependendo do tamanho e localização do tumor, a cirurgia pode envolver a remoção parcial ou total do tumor, bem como de tecidos circundantes e gânglios linfáticos afetados.
  • Radioterapia: A radioterapia utiliza radiação de alta energia para destruir células cancerígenas e pode ser usada como tratamento primário ou adjuvante, antes ou após a cirurgia, ou em combinação com quimioterapia. Pode ser externa, onde a radiação é direcionada para a área afetada do corpo, ou interna, onde fontes radioativas são colocadas dentro ou perto do tumor.
  • Quimioterapia: Envolve o uso de medicamentos para destruir as células cancerígenas e pode ser administrada sozinha ou em combinação com outros tratamentos, como cirurgia e radioterapia. A quimioterapia pode ser usada para encolher tumores antes da cirurgia, para matar células cancerígenas remanescentes após a cirurgia ou para tratar cânceres avançados.
  • Terapia-alvo: Esta abordagem utiliza medicamentos que visam características específicas das células cancerígenas para interromper seu crescimento e propagação. Os medicamentos de terapia-alvo podem ser utilizados sozinhos ou em combinação com outros tratamentos.
  • Imunoterapia: A imunoterapia ajuda o sistema imunológico do corpo a reconhecer e atacar as células cancerígenas. Pode ser administrada através de medicamentos que estimulam o sistema imunológico ou bloqueiam as proteínas que impedem a resposta imunológica contra o câncer.

O plano de tratamento de câncer de cabeça e pescoço é individualizado para cada paciente e pode envolver uma combinação dessas abordagens. O objetivo é controlar o câncer, aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente. O acompanhamento regular com a equipe médica é essencial para monitorar a resposta ao tratamento e ajustar o plano conforme necessário.

ARTIGOS RECOMENDADOS