Árvore pau brasil e mogno brasileiro: Conheça principais semelhanças e diferenças
Menu & Busca
Conheça mais sobre o pau brasil em relação com o mogno brasileiro

Conheça mais sobre o pau brasil em relação com o mogno brasileiro

Home > Notícias > Urbano > Conheça mais sobre o pau brasil em relação com o mogno brasileiro

A natureza brasileira é uma das grandes riquezas de nossas terras desde que este território se entende por “Brasil”. A matéria prima brasileira, como a árvore Pau Brasil, despertou interesse por seu valor e beleza, desde o primeiro momento em que os portugueses atracaram seus navios na costa. Meio milênio depois, essa, e outras belas espécimes como o Mogno brasileiro, seguem sendo muito valorizadas e admiradas, mas sofrem cada vez mais com o risco de extinção, pela exploração ilegal de madeireiros ao redor do país, mesmo se tratando de espécies protegidas por lei.

árvore pau brasil
Entenda as principais semelhanças e diferenças entre a árvore Pau Brasil e o Mogno brasileiro. Veja também curiosidades sobre a árvore Pau Brasil. | Foto: Freepik

Conheça sobre a história e algumas curiosidades sobre a árvore Pau Brasil e sobre o Mogno brasileiro, entendendo o motivo de terem elevados valores e diversas utilidades, sobre a delicada situação que se encontram na natureza, devido ao risco de extinção e as principais semelhanças e diferenças entre árvores tão belas, icônicas e importantes para a história do Brasil.

História e curiosidades sobre a árvore Pau Brasil

É muito provável que você tenha ouvido falar sobre a árvore Pau Brasil desde as suas primeiras aulas de história. Os jovens alunos aprendem sobre a história do Brasil, e uma das primeiras coisas que gravam, é sobre a história do Pau Brasil, e como os portugueses se interessaram nesta bela espécie de árvore com o tronco avermelhado, e exploravam os índios para retirar a madeira e transportá-la para a coroa portuguesa.

A árvore Pau Brasil é parte importantíssima da história brasileira, e essa espécie é nativa das florestas tropicais brasileiras, sendo encontrada na Mata Atlântica, a qual cobre uma área que parte do litoral do Rio Grande do Norte e se estende até a costa do Rio de Janeiro. Ao redor do país, o Pau Brasil recebe outros nomes, como paubrasilia, muirapiranga, brasileto, pau-rosado, orabutã, entre outras tantas denominações diferentes para a mesma espécie de árvore.

Durante o período colonial, quando os portugueses tomavam conta das terras brasileiras, a madeira da árvore pau brasil foi a primeira a ser considerada “de lei” no Brasil. O intuito de tal ação, era evitar o tráfico e contrabando por parte de navios invasores que partiam de países como Espanha, França e Inglaterra. Com isso, a exploração do Pau Brasil só poderia acontecer por quem tivesse autorização da coroa de Portugal.

Talvez, você se pergunte: o que a árvore Pau Brasil tem de tão especial, que gerava grande interesse das principais nações do mundo naquele período? Bem, as respostas são diversas. Seu tronco de belo tom avermelhado, somados com sua grande dureza e resistência, era perfeito para a construção de móveis, instrumentos musicais, e principalmente, era praticamente perfeito para ser utilizado na construção civil e na produção de navios, algo extremamente importante para o período em que se encontrava.

O corante avermelhado que era possível extrair do tronco da árvore Pau Brasil, era comumente utilizado na pintura de roupas e acessórios da nobreza portuguesa, tratando-se de uma cor dificilmente encontrada ao redor de todo o planeta. A importância desta árvore foi tamanha para história do país, que o nome “Brasil”, foi implementado a partir dela, sendo esta, a primeira grande riqueza produzida e explorada nas terras tupiniquins.

Em um passado relativamente distante, as árvores Pau Brasil chegaram a atingir até 30 metros de altura. Porém, atualmente, os exemplares desta espécie que ainda estão espalhados em nossa natureza, dificilmente ultrapassam os 12 metros de altura. 

Em mais de 500 anos de explorações intensas, a árvore Pau Brasil, que já foi algo que existia em grande quantidade na mata brasileira, hoje em dia se tornou extremamente raro e protegido. Entrando na lista de árvores ameaçadas de extinção no ano de 2004, mesmo sendo bastante controlada pelas autoridades, o Pau Brasil segue sendo indevidamente explorado e o risco desta árvore tão importante para a história do país deixar de existir, é cada vez maior.

História e curiosidades sobre o Mogno brasileiro

Assim como a árvore Pau Brasil, o Mogno brasileiro pode ser classificado como uma das grandes riquezas produzidas pela natureza brasileira. Tratando-se de uma espécie de árvore que se desenvolve até impressionantes 70 metros de altura e atinge cerca de 3,5 metros de diâmetro, o Mogno brasileiro é uma das espécies de árvores da floresta amazônica que correm o maior risco de entrarem em extinção.

Possuindo um grande valor comercial, o tronco da árvore Pau Brasil é um dos mais explorados pelos madeireiros, que conseguem vender o metro cúbico do Mogno brasileiro no exterior por cerca de cinco mil reais. A efeito de curiosidade, um quilo de sementes desta espécie de árvore pode custar até R$ 3.000 no Brasil.

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, o Embrapa, com apenas 625 árvores de Mogno brasileiro em uma área de um hectare, é possível atingir em 10 anos, um lucro de cerca de R$5 milhões. Esta valiosa espécie é mais comumente encontrada no sul do Pará, podendo se estender até Maranhão, Rondônia, Tocantins, Mato Grosso, Goiás e Acre.

Um dos fatores que torna o Mogno brasileiro tão valioso, é o seu rápido crescimento. Nas condições certas, em florestas de clímax, com terra firme e argilosa, esta espécie pode desenvolver até quatro metros de altura em apenas dois anos, chegando até 80 centímetros de diâmetro.

Servindo como ornamentação de praças, jardins e parques, um dos grandes valores do Mogno brasileiro é a sua utilidade na recuperação de áreas naturais degradadas, por possuir um crescimento bastante rápido. Possuindo uma bela cor avermelhada e alaranjada, e tendo uma boa durabilidade, o tronco de Mogno brasileiro é atrativo para a produção de móveis, decorações e até mesmo embarcações de menor porte.

A construção civil e a criação de instrumentos musicais, como violões e guitarras, também são grande parte da finalidade da madeira extraída do Mogno brasileiro. Porém, esta espécie possui um inimigo natural, pequeno, mas capaz de causar um enorme estrago: a lagarta broca-do-mogno. Essa espécie de lagarta ataca o tronco da árvore e impede o seu desenvolvimento, sendo um grande problema principalmente para as áreas de reflorestamento.

Mas é evidente, que o grande problema não são as lagartas, mas sim o ser humano. Devido à exploração ilegal e desenfreada, o Mogno brasileiro é junto com o Pau Brasil, uma das espécies de árvores mais ameaçadas de extinção no Brasil. Mesmo que seu corte seja proibido desde 2001, a espécie segue sofrendo baixas e mais baixas na natureza brasileira, sendo mais uma parte importante da história e da flora nacional, que corre enorme risco de acabar.

Principais semelhanças e diferenças entre a árvore Pau Brasil e o Mogno Brasileiro

A árvore Pau Brasil e o Mogno brasileiro são parte importante da história do país, e possuem um alto valor nos mais variados sentidos da palavra. Existem muitas semelhanças e diferenças entre ambas, por mais que, à primeira vista, estas árvores pareçam até mesmo “irmãs” devido ao característico interior avermelhado de ambas.

O tronco bonito e avermelhado do Pau Brasil e do Mogno brasileiro é uma das diversas semelhanças entre estas espécies de tradicionais árvores brasileiras. O alto valor de mercado, somado com as diferentes possibilidades que ambas geram em relação ao que pode ser produzido, é uma característica comum entre elas. Sua utilidade na confecção de móveis, instrumentos musicais, artigos de decoração e até mesmo na construção naval, são finais possíveis para as madeiras de Pau Brasil e Mogno brasileiro.

Por mais que não seja o aspecto mais valioso de suas existências, tanto o Pau Brasil, quanto o Mogno brasileiro, produzem belas flores e frutos amarelados durante a época de florescência. Outra semelhança, essa na qual o brasileiro se lamenta, é o fato de que em breve, estas espécies podem desaparecer da natureza do país. A exploração indevida e ilegal são o principal fator, e tanto o Pau Brasil, quanto o Mogno brasileiro, correm sério risco de serem completamente extintas.

Apesar de serem parecidas, e terem muitos aspectos semelhantes, o Pau Brasil e o Mogno brasileiro também possuem diversas diferenças. Quanto ao seu tamanho, o Mogno é consideravelmente maior, atingindo até 70 metros de altura, enquanto o Pau Brasil dificilmente ultrapassa os 12 metros. O tempo de crescimento também é mais favorável ao Mogno, o qual se desenvolve completamente em 10 anos, enquanto o Pau Brasil possui um processo de crescimento consideravelmente mais lento. Em relação ao tempo de vida, o Mogno pode passar dos 300 anos de idade, enquanto o Pau Brasil pode passar tranquilamente dos mil anos de vida.

O local de crescimento das espécies também difere, enquanto o Pau Brasil se desenvolve na Mata Atlântica, o Mogno brasileiro está presente nas florestas de clímax, com solo firme e argiloso. A madeira mais dura e pesada do Pau Brasil, o protege do ataque de insetos e fungos, o tornando mais resistente na natureza, em comparação ao Mogno brasileiro, que possui um grande inimigo em algumas espécies de parasitas, como a lagarta broca-de-mogno.

Enfim, com similaridades e diferenças, o fato é que tanto a árvore Pau Brasil, quanto o Mogno brasileiro, são protagonistas da história da flora brasileira, e os seus valores para o Brasil podem ser considerados inestimáveis, histórica e economicamente. Portanto, é fundamental que a população se conscientize da importância destas espécies para o país, e preserve-o, pois aos poucos, essa bela e fundamental parte da natureza brasileira, está desaparecendo.

______________________________
Por Filipe Saochuk – Fala! PUC-SP

Tags mais acessadas