YouTube desmonetiza vídeos de Trump declarando vitória
Menu & Busca
YouTube desmonetiza vídeos de Trump declarando vitória

YouTube desmonetiza vídeos de Trump declarando vitória

Home > Notícias > Mercado > YouTube desmonetiza vídeos de Trump declarando vitória

Vídeos de pronunciamento de Trump sobre vitória são desmonetizados no YouTube, apesar de não apagados

Trump
Donald Trump tem vídeo de pronunciamento desmonetizado pelo Youtube por apresentar informações falsas. FOTO: Doug Mills / NYT.

Na madrugada da quarta-feira (4), após a noite das eleições americanas, o atual presidente dos Estados Unidos Donald Trump alegou que havia ganhado a eleição – apesar de os votos ainda estarem em contagem.

Os vídeos do pronunciamento, apesar de divulgar informações falsas abertamente, não foram apagados pelo YouTube. Mas o site os desmonetizou, assim, quem os publicou não ganhará dinheiro sobre eles.

Com o mundo a aguardar o resultado das eleições americanas, Donald Trump já tem certeza de sua vitória. O presidente não hesitou em falar publicamente no meio da contagem de votos, afirmando não só que “já tinha ganho”, mas também que vários dos seus opositores, como os democratas, estavam tentando “roubar as eleições” do povo americano.

O pronunciamento em questão circulou rapidamente nas redes sociais, tornando-se viral no YouTube. Diante da proliferação de notícias falsas, uma vez que ainda não acabaram as contagens de votos em Estados-chave, a plataforma de vídeo anunciou que não tem a intenção de excluir o vídeo.

Questionada pelo TechCrunch, a empresa americana explicou:

Nossos regulamentos proíbem conteúdo que possa enganar os espectadores, por exemplo, ao transmitir informações falsas sobre o horário, local ou condições de elegibilidade para votar. Também proibimos qualquer declaração falsa que possa desencorajar materialmente a votação. O conteúdo deste vídeo não atinge este nível.

Portanto, o YouTube acredita que os vídeos do discurso de Donald Trump não ferem as suas diretrizes. Mesmo assim, a empresa quis tomar medidas.

Assim, o vídeo foi automaticamente desmonetizado, como todos os vídeos “cujo conteúdo é manifestamente falso no resultado das eleições”. A plataforma ainda afirmou que continuará vigilante no período pós-eleitoral.

Não é a primeira vez que redes sociais precisam utilizar medidas restritivas nas falas do presidente americano. Esta semana, o Twitter censurou alguns de seus tweets, afirmando que há fraude no sistema eleitoral dos Estados Unidos – alegação que fez quando seu oponente, Joe Biden, virou em estados que acreditava que ia ganhar.

__________________________________________
Por Domitilla Mariotti – Redação Fala!

Tags mais acessadas