Menu & Busca
Você já ouviu Vaporwave?

Você já ouviu Vaporwave?


Por Vinicius Santos – Fala!Cásper

 

Vaporwave é um gênero musical que surgiu em comunidades da internet em  meados de 2010. Contemporâneo de outros gêneros como o Seapunk, Witch House e o Chillwave. Desta leva inicial de gêneros criados na internet o Vaporwave foi o único sobrevivente. Diferente dos outros, seu estilo vai além de um sentimento nostálgico barato: ele critica a própria condição  da música, o capitalismo tardio e a ideia utópica de tecnologia que as pessoas tinham no passado.

aesthetic

O nome Vaporwave deriva de vaporware, que significa “software que é anunciado e nunca realmente lançado,”, algo que está sempre criando uma expectativa que nunca irá ser alcançada, visto que, o que a criou não é real.

A sonoridade deste estilo não é algo tão fácil de definir, mas a sensação que ele traz sim. Seria algo como um momento de calma em alguma cidade grande depois de um dia cansativo. Um sentimento bem parecido ao ouvir lofi hiphop que, além disto, também tem o sentimento nostálgico como o vaporwave.

[read more=”Leia Mais” less=””]

O que diferencia-o dos outros gêneros que trazem estes sentimentos, entretanto, são as críticas (já citadas) que o gênero carrega. Vaporwave traz consigo muito peso político, referências ao consumismo e ideias utópicas de tecnologia (antes dela tornar-se algo que quase nos escraviza). É quase uma parodia: o gênero é muito auto-consciente e usa todos os elementos que critica em sua própria estética; todos os sentimentos que ele passa, de escapismo, relaxamento e entorpecimento coletivo causado pelo consumo, quase como uma droga. Ele se afunda nos problemas que critica para então criticá-los.

O fato deste gênero não ser mainstream faz parte de sua proposta, já que a conquista de destaque tornaria-se alvo de sua própria crítica. Mesmo não estando sob a luz dos holofotes, existem alguns memes criados ligados ao vaporwave, isto é quase uma metalinguagem do gênero, visto que é a plataforma fazendo piada com ela mesma.

Por fim, este gênero musical, com sua estética única (as estátuas gregas, os gráficos rudimentares da década de 90, e a tipografia japonesa), remetem a um cenário de puro surrealismo que, unido a música, fetichiza tudo que é obsoleto, abstrato e vazio. Talvez não seja um gênero para todos, mas vale a pena conferir algumas músicas e artistas (uma das mais conhecidas é Macintosh Plus) e deixar-se levar por alguns minutos pela música.    

[/read]

Confira também:

– Entrevista com Marujos – Red Bull Breaktime Sessions

– Gambino – This is America

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas