Veja como a indústria da moda tem lidado com a pandemia
Menu & Busca
Veja como a indústria da moda tem lidado com a pandemia

Veja como a indústria da moda tem lidado com a pandemia

Home > Notícias > Mercado > Veja como a indústria da moda tem lidado com a pandemia

A pandemia do Covid-19 impactou as mais diversas indústrias mundiais em seus primeiros meses, porém, com a diminuição de casos e maior entendimento geral sobre a situação, as coisas começaram a encaminhar positivamente em um “novo normal”. Com a indústria da moda, não foi diferente, diversas adaptações e mudanças tiveram que ser feitas para sobreviver às primeiras fases da crise do coronavírus e continuar crescendo a partir disso. 

moda
Veja como a indústria da moda tem lidado com a pandemia. | Foto: Reprodução.

Como a indústria da moda tem lidado com a pandemia

Uma das principais formas das marcas continuarem lucrando e estar presentes na vida da população foi o maior investimento das lojas virtuais. Apesar de ser uma tendência que vem crescendo há um bom tempo, com lojas físicas e shoppings fechados, as pessoas começaram a ir ainda mais atrás das alternativas digitais para fazer compras, até mesmo como uma forma de refúgio na quarentena.

As empresas então começaram a investir ainda mais neste mercado, lojas que antes não estavam presentes na Internet se adaptaram, melhorando as interfaces e criando diversas formas de chamar a clientela, como promoções e descontos frequentes.

Entretanto, como esperado, por conta das regras de isolamento social e a quarentena, as produções de peças e coleções novas ficaram basicamente inviáveis com uma redução drástica da mão de obra, o que impactou principalmente os trabalhadores das fábricas. No Brasil, mais de 3,1 milhões de brasileiros perderam o emprego desde o começo da pandemia e, dentro deste número, o Diário Oficial da União listou o mercado da moda entre os 40 mais impactados durante este período.

Em contrapartida, a demanda por uma moda sustentável e slow fashion cresceu mais do que nunca. Os clientes estão cada vez mais em busca de um consumo consciente, entendendo o impacto negativo que o fast fashion tem para o meio ambiente e seus funcionários, que, em grande maioria, trabalham em situações precárias. 

Além disso, muitas marcas se reinventaram para ajudar no combate ao vírus. Diversas indústrias do setor têxtil mudaram sua linha de produção para desenvolver itens essenciais no combate do coronavírus, como máscaras, aventais e luvas, além de tecidos próprios para essas peças.

___________________________
Por Melissa Marques – Fala! Mack

Tags mais acessadas