'Sound of Metal': quando a vida treme  - leia a crítica
Menu & Busca
‘Sound of Metal’: quando a vida treme  – leia a crítica

‘Sound of Metal’: quando a vida treme  – leia a crítica

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Sound of Metal’: quando a vida treme  – leia a crítica

Dirigido e co-escrito pelo estreante Darius Marder, Sound of Metal conta a história de Ruben Stone (Riz Ahmed), um baterista ex-viciado em drogas que possui uma banda de heavy metal com sua namorada Lou (Olivia Cooke). Próximo ao momento em que iniciariam uma turnê, Ruben começa a perder sua capacidade auditiva. No entanto, ele ignora o que está acontecendo e prossegue com os shows. Com o alto som produzido pelas músicas durante a performance de sua banda, a situação se agrava e sua audição se deteriora com mais intensidade e velocidade.

Desesperado pela perda auditiva, Ruben procura maneiras de voltar a ouvir e decide fazer uma consulta ao médico. No entanto, ele descobre que sua realidade não pode ser melhorada, apenas se for realizado um implante coclear (dispositivo eletrônico que funciona transformando sons em estímulos elétricos para o nervo auditivo). Porém, o alto custo da cirurgia não se encaixava em seu orçamento.

Assim, incentivado por Lou, ele decide participar de uma comunidade de surdos coordenada por Joe (Paul Raci) para ajudá-lo em sua luta individual enquanto ainda procura alternativas para arrecadar o dinheiro e fazer a operação.

sound of metal
O filme tem sido muito bem avaliado pelos assinantes do Prime Video. | Foto: Reprodução.

Interpretado por Paul Raci, Joe, o líder local da comunidade, tem um papel fundamental na narrativa por ser a figura do “velho sábio”. Ele é responsável por ajudar Ruben em sua interação com o grupo e o orienta no processo de adaptação. Convicto e agradável, Joe apresenta uma lição ao baterista que o surpreende: em sua comunidade, as pessoas são ensinadas a enxergarem a surdez não como algo que precisa ser corrigido. Ser surdo não é ser deficiente

Quando Ruben inicia sua participação no grupo, o espectador fica perdido. Não há legendas durante as conversas entre os surdos. Elas começam a surgir à medida em que ele aperfeiçoa sua compreensão sobre a língua de sinais. Esse recurso puxa ainda mais atenção de quem assiste. Ele não sabe o que está dizendo e você, muito menos, e dessa forma, é possível se aproximar da desorientação que Ruben está sentindo.

Sound of Metal

Primeiro muçulmano a ser indicado a melhor ator no Oscar, Riz Ahmed faz uma brilhante performance que eleva a qualidade do longa. Ele transpassa credibilidade ao mostrar um homem que vê sua vida desmoronando e não sabe o que fazer. Seu olhar que vagueia por várias direções carregando o forte senso de desordem enfrentado pelo músico. 

O ator consegue demonstrar todo o desespero do personagem por estar perdendo sua audição. Fica evidente que o fato de estar perdendo sua capacidade auditiva significa algo além da dimensão física. Por causa disso, em algumas cenas, o protagonista explode por não aguentar mais tudo o que estava vivendo. Riz Ahmed proporciona um grande impacto emocional nessas sequências e o espectador enxerga quão dolorosa a mudança está sendo. 

Sound of Metal elenco
Riz Ahmed é o primeiro muçulmano a ser indicado ao Oscar de melhor ator por seu papel em Sound of Metal. | Foto: Reprodução.

A direção de Darius Marder acerta ao explorar toda ambientação de calmaria criada pelo silêncio, que se contrasta com aquilo que o personagem vivia em sua antiga realidade, com os shows da banda que possuíam fortes luzes e altos barulhos. Antes da perda da audição de Ruben, o diretor, em cenas curtas, mostra como cada som importa. O barulho do liquidificador, as gotas de café pingando na cafeteira, o spray que limpa a mesa de som, o canto dos pássaros. Por isso, quando o personagem perde a audição, você sente muito por ele, porque cada som, até com o menor volume, foi bem apresentado.

A fotografia realça a suavidade criada pela quietude do lugar onde a comunidade se encontra. Belas paisagens naturais e uma paleta de cores com tons leves compõem o cenário e são essenciais para acentuar a sensação de jornada existencial e tranquilidade. 

Porém, o grande destaque de Sound of Metal é o design de som que proporciona uma experiência imersiva na situação de Ruben. Em determinadas cenas, o áudio é elaborado para que você ouça da mesma forma que ele. Sons abafados, constantes ruídos, vozes distorcidas e o silêncio total. Toda edição de som constrói-se com a finalidade de fazer o público criar um vínculo com o protagonista e participar bem de perto do todo o processo da perda da sua audição.

amazon prime video
O filme traz reflexão e muitos ensinamentos sobre a vida. | Foto: Reprodução.

Ensinamentos do filme

Nem todas mudanças são fáceis. Uma transição pode ser complicada. O poeta francês Glissant escreveu: “Compreendemos melhor o mundo quando trememos com ele, pois o mundo treme em todas as direções”. Ruben tremeu. Precisou tremer. Teve que passar por uma transformação que implicou em difíceis conflitos dentro de si. 

Nem sempre estamos preparados para o que acontece. Assim, o longa mostra que precisamos saber nos encontrar quando a vida criar seus desencontros. É necessário se reinventar. E para isso temos que tentar enxergar o imprevisível como um obstáculo ou uma deficiência, mas, sim, uma forma diferente de ver, sentir e ouvir a vida. 

Disponível no Amazon Prime Video, Sound Of Metal é um filme que retrata o processo de aceitação que qualquer um enfrenta quando tudo se desencaixa. 

Ficha técnica de Sound of Metal

Título Original: Sound of Metal
Lançamento: 2020 
Direção: Darius Marder
Elenco: Riz Ahmed, Paul Raci, Olivia Cooke, Lauren Ridloff 
Duração: 2h10min

_________________________
Por Lucas Kelly – Fala! UFF

Tags mais acessadas