Menu & Busca

Síndrome do Pânico e Ansiedade: causas, sintomas, tratamento


Considerado o mal do século, crises de ansiedade são mais comuns do que imaginamos. Algumas pessoas, porém, já se depararam com uma situação em que se viu em desespero profundo, e uma sensação de apavoramento intenso, o que caracteriza a Síndrome do Pânico. Mas qual seria, de fato, a relação entre Ansiedade e Síndrome do Pânico?

Muitas dúvidas rolam a partir dos dois assunto. Mas para começar a explicar, devemos destacar que Síndrome do Pânico é um tipo de transtorno de ansiedade e muitos dos sintomas podem ser percebidos pelo próprio indivíduo.

O que é ANSIEDADE?

No entanto, a ansiedade pode ser considerado um estado natural ao ser humano, isso porque o corpo, aliado à mente, tende a gerar reações internas e externas toda vez que prevê algum acontecimento nocivo ou excessivamente agradável a si próprio. Por isso é comum ficarmos tão inquietos nos dias que antecedem aquela viagem super especial, ou aquela prova em que não dominamos a matéria.

Quais as diferenças entre ansiedade e síndrome do pânico?

A ansiedade começa verdadeiramente a ser caracterizada como um distúrbio quando essas sensações são potencializadas e se tornam prejudiciais, e passam a produzir sintomas como palpitações exaustivas, falta de ar, tremores, enjoos e até desmaios, passando a atrapalhar atividades do cotidiano, como trabalhar, ir à uma festa, a um show, ou até mesmo ficar sozinho em casa.

Portanto, para estabelecer as diferenças entre ansiedade e síndrome do pânico basta pensar que a segunda caracteriza um período “isolado” (mas que dependendo do grau pode ser corrente) em que todos esse sintomas da ansiedade são instantaneamente intensificados, causando assim o ataque de pânico e seguido de alguns sintomas.

Sintomas da síndrome do pânico

Entenda quais são os principais sintomas:

  • Delírios
  • Dificuldades para respirar;
  • Perda de concentração;
  • Suor frio;
  • Pensamentos desagradáveis;
  • Boca seca
  • Medo de morrer sem motivos aparentes

Síndrome do Pânico tem cura? E tratamento?

Muitas pessoas se perguntam se Síndrome do Pânico tem cura. Mesmo sem cura, o que muita gente não sabe é que possui sim tratamento e pode ser controlada pelo próprio portador. E embora seja possível se auto avaliar em relação a síndrome do pânico ou outros transtornos de ansiedade, ir em busca de ajuda profissional é o que trará resultados ao tratamento, que pode não ser suficiente quando elaborado por conta própria.

Por isso, tratamentos de Síndrome do Pânico com um profissional da área comportamental, como um psicólogo ou um profissional de medicina especialista em psiquiatria que tem propriedade para prescrever tratamentos medicamentosos pode ser eficaz e a melhor alternativa dependendo do seu caso.

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas