Menu & Busca
São Paulo: Bazar, Gastronomia e Arte no Encontro Vegano JMA

São Paulo: Bazar, Gastronomia e Arte no Encontro Vegano JMA


Por Jamilly Santana – Fala!PUC

Encontro Vegano JMA J’adore mes amis

 

3º Mega Brechó Vegano JMA J’adore mes amis!. (Foto: Jamilly Santana)

O Encontro Vegano JMA J’adore mes amis é um evento que reúne bazar, palestras, música, gastronomia e arte com o objetivo de divulgar o veganismo. Os produtos disponíveis no JMA, e nos seus diversos eventos realizados ao longo do ano, são totalmente livres de exploração animal. Ao todo, já foram realizados mais de 50 eventos veganos em São Paulo.

O Fala! entrevistou Rosana Tsibana, criadora do evento, confira:

Fala! – Como surgiu a ideia do Encontro Vegano?

Rosana Tsibana –  Em dezembro de 2013, eu resgatei uma gatinha, Marrie, que carecia de cuidados como cirurgias e uma série de tratamentos. Eu precisava fazer um evento que me ajudasse a cobrir os custos da gatinha, e na época havia uma carência de eventos veganos. Existia apenas um bazar vegano, que acontecia duas vezes ao ano. Então eu resolvi fazer um bazar em um modelo que pudesse atender às demandas do veganismo. Em junho de 2014, aconteceu o primeiro encontro vegano – que, obviamente, não cobriu os gastos com a gatinha -, mas o evento foi tão bom que pediram pelo próximo. Daí em diante, realizamos outros encontros.

Infelizmente, no terceiro encontro, que era um especial de Natal, Marrie faleceu, e nesse momento compreendemos que não poderíamos parar de divulgar o veganismo. Ainda estava tentando entender qual era o propósito dela ter entrado na minha vida quando, no dia do falecimento dela, duas pombas entraram no auditório às 9h da manhã – algo não recorrente considerando que o evento ocorre em um local fechado. Quando eu cheguei em casa, recebi uma ligação da minha irmã contando que a Marrie tinha falecido naquele dia, às 21h30 da noite. Nesse momento eu entendi que deveria continuar divulgando e levando às pessoas um veganismo de qualidade. Hoje, já fizemos mais de 50 edições de eventos veganos – e tudo isso começou por casa de um animal!

Fala! – É crescente a procura das pessoas pelo veganismo. Como você vê essa tendência?

Rosana Tsibana –  O veganismo parte da consciência de que o consumo de produtos e alimentos de origem animal é cruel, prejudicando não só a sua saúde, mas também o meio ambiente, os animais e a própria sociedade em que vivemos.  Os animais são seres emocionais. Antes de serem mortos e consumidos pelos seres humanos, eles acompanham o sofrimento de seus companheiros sendo abatidos bem na sua frente. Por que estamos tão inclinados a amar alguns animais, como cães e gatos, e a banalizar o sofrimento de outros, como porcos e vacas? É muito importante levar essa mensagem, a conscientização dos benefícios que o veganismo traz além da saúde.

3º Mega Brechó Vegano JMA J’adore mes amis!. (Foto: Jamilly Santana)

 Fala! – Como você relaciona a importância de cuidar do meio ambiente com o veganismo?

Rosana Tsibana –  A indústria de produtos de origem animal provoca enormes impactos ao meio ambiente. Uma só fazenda de porcos gera um lixo equivalente aos resíduos de uma cidade de 12 mil habitantes. Somente o gado produz 127 toneladas de fezes por segundo. A amônia que existe nas fezes bovinas também passa a poluir as águas, afetando a camada de ozônio. A criação de gado também produz um efeito devastador na atmosfera, devido à emissão de gases. A redução do consumo e da produção de carne e outros produtos de origem animal é essencial para que melhores condições de vida sejam proporcionadas para todos.

  

3º Mega Brechó Vegano JMA J’adore mes amis!. (Foto: Jamilly Santana)

 

Fala!– Deixe uma mensagem para quem tem muita vontade  de aderir ao estilo de vida vegano:

Rosana Tsibana –  A contribuição do veganismo também passa por um consumo consciente de roupas, acessórios e cosméticos. Ficar atento às matérias-primas desses itens, não consumir couro e peles e comprar apenas produtos que não tenham sido testados em animais são outras medidas importantes. Preservar a vida e o mundo deve ser nossa maior missão, e quem mais se beneficia com isso somos nós mesmos.

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas