Saiba como ajudar a proteger os animais marinhos
Menu & Busca
Saiba como ajudar a proteger os animais marinhos

Saiba como ajudar a proteger os animais marinhos

Home > Notícias > Urbano > Saiba como ajudar a proteger os animais marinhos

Bom, mais de 97% do espaço vital do planeta constitui-se dos nossos oceanos, os mesmos fornecem alimento, energia, lazer, turismo e também transporte de pessoas e produtos. Além disso, ainda possuem papel fundamental na regulação climática do planeta, absorvendo 30% do CO2 produzido por nós, humanos, e, assim, minimizando o impacto do aquecimento global.  

Quer mais motivos para a sua preservação? Então, vamos lá. Além de todos os benefícios que os oceanos nos proporcionam, também abrigam milhões de espécies variadas de animais que dependem desse ambiente para a sobrevivência, é nosso dever preservá-los e respeitá-los.

animais
Tartaruga marinha. | Foto: Reprodução.

Contudo, através do tempo, da evolução humana e tecnológica, do capitalismo e da globalização, este espaço está cada vez mais precisando de ajuda. Para saber como ajudar nossos amigos marinhos, primeiro precisamos entender o que os compromete e os ameaça.

O que ameaça os animais marinhos

Estima-se que cerca de 14 bilhões de toneladas de poluentes atingem os oceanos anualmente, mas quais são esses poluentes?

São eles:

  • esgotos;
  • resíduos industriais;
  • petróleo;
  • fertilizantes agrícolas;
  • lixo.

Principalmente o nosso lixo ameaça esses animais! Em especial, nosso querido plástico, presente em quase tudo no nosso dia a dia, facilitando a nossa vida. Mas que, por consequência, cerca de 13 milhões de toneladas deste plástico acabam sendo descartados nos oceanos todos os anos, afetando diretamente nossos animais marinhos.

praia
Itens normalmente encontrados nas praias. | Foto: Reprodução.

A maioria das espécies marinhas não consegue distinguir o que é ou não plástico, causando uma grande ingestão desse lixo por esses animais, dos quais mais de 100 mil acabam morrendo por ano – decorrente do entupimento de suas vias respiratórias ou de seus sistemas digestórios comprometidos. Isso porque o plástico possui muita resistência e durabilidade, podendo uma só garrafa permanecer no nosso planeta por séculos, poluindo águas, praias e matando ecossistemas.

poluição
Oceano poluído. | Foto: Reprodução.

 Estamos deixando esse assunto de lado e esquecendo que, assim como os animais marinhos, nós também precisamos dessas águas e, por isso, devemos rever os conceitos de como vamos preservá-los.

Como ajudar a preservar os animais marinhos

  • Opte por produtos orgânicos, que respeitam o uso do solo e da água;
  • Alterne o tipo de peixe que você consome. Consumir apenas um tipo acarreta em uma sobrepesca, o que desequilibra a cadeia alimentar;
  • Informe-se sobre a produção dos produtos que costuma comprar, e sempre opte por marcas que apoiem e incentivem a sustentabilidade;
  • Ao visitar praias, não retire nada que está lá e leve para casa, não pegue nada com as mãos, só observe e admire sem interferir.
  • Jogue lixo no lixo;
  • Fiscalize se alguém está sujando o ambiente comum e se posicione;
  • Diminua o seu uso de plástico ao máximo.
animais marinhos
Tartaruga presa em redes e plástico. | Foto: Reprodução.

Como substituir o plástico no seu dia a dia

  • Troque sua escova de dentes de plástico por uma sustentável de bambu;
  • Evite sacolas plásticas, troque por papel, papelão ou ecobags;
  • Exclua seu consumo de embalagens como de shampoos, condicionadores, cremes. Troque por produtos em barra com embalagens de papelão ou papel;
  • Troque sua bucha de louça ou de banho pela bucha vegetal;
  • Evite canudos plásticos, troque pelos de metal, bambu, papel, vidro ou até por canudos comestíveis;
  • Evite garrafas e copos plásticos, tenha sempre sua garrafa e seu copo de metal ou silicone retrátil.

_____________________________
Por Caroline Torres – Fala! Cásper

Tags mais acessadas