'Romeu e Julieta': conheça cinco adaptações do sucesso
Menu & Busca
‘Romeu e Julieta’: conheça cinco adaptações do sucesso

‘Romeu e Julieta’: conheça cinco adaptações do sucesso

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > ‘Romeu e Julieta’: conheça cinco adaptações do sucesso

A tragédia de Shakespeare, Romeu e Julieta, foi escrita há mais de quatrocentos anos. Mesmo assim, o amor proibido entre o filho dos Montéquio e a herdeira dos Capuleto segue vivo no imaginário de milhares de pessoas ao redor do mundo. Essa história já foi recontada várias vezes, no cinema, na música e na dança. Veja, abaixo, algumas das adaptações feitas de Romeu e Julieta:

Romeu e Julieta
Representação de Romeu e Julieta. | Foto: Reprodução.

Adaptações de Romeu e Julieta

1. West Side Story

West Side Story, ou Amor sublime amor, é um filme de 1961 dirigido por Robert Wise e Jeremy Robbins. A história é uma versão para as telonas da peça da Broadway de 1957, na qual se adaptou a tragédia de Shakespeare para a Nova York dos anos 50. O filme é um musical, com melodias compostas por Leonard Bernstein, um dos principais maestros do século XX nos EUA, e Stephen Sondheim, quem completou 90 anos em 2020, compositor de famosas obras musicais, como Sweeney Todd.

No filme, conhecemos a história de amor entre Tony (Richard Beymer) e Maria (Natalie Wood). Ambos moram no lado oeste de Nova York, em um bairro pobre e nada glamoroso. Ele é membro de uma gangue juvenil, os Jets, e ela é irmã do líder da gangue rival, Bernardo, chefe dos Sharks, gangue porto-riquenha. Os dois vivem uma intensa e emocionante história de amor, cuja intensidade se vê nas canções do musical, em especial no momento em que o par interpreta o número de Tonight. Impossível não chorar.

A obra foi indicada a onze Oscars e venceu dez, dentre eles melhor filme, melhor diretor e melhor trilha sonora. Para os fãs do filme, fiquem de olho, porque haverá um remake da obra em 2021, dirigido por Steven Spielberg e estrelando Ansel Elgort e Rachel Zegler.

2. Love Story, música de Taylor Swift

Em 2008, a cantora de pop country lançou o single como música principal de seu álbum Fearless. Taylor escreveu o hit  inspirada em um episódio de quando se apaixonou por um garoto, mas seus amigos não foram com a “cara” dele. Então, ela decidiu contar a história por meio do drama amoroso que faz parte da cultura ocidental há mais de 400 anos, mas não o contou de forma trágica, pois os protagonistas da canção de Swift acabam recebendo a benção do senhor Capuleto (pai de Julieta) e podem viver seu amor livremente.

A canção chegou à quarta posição das paradas da Billboard e, em 2009, Taylor ganhou o prêmio Grammy de álbum do ano por Fearless. Em fevereiro de 2021, a estrela do pop lançou uma regravação da canção para promover o seu novo álbum, o qual será um remake do disco de 2008 e que se chamará Fearless (Taylor’s version).

3. Romeu e Julieta (1968)

O filme da década de 60 foi dirigido por Franco Zefirelli, e levou para as telonas uma adaptação que segue a clássica narrativa escrita por Shakespeare séculos atrás. É um filme de época ambientado na Itália do século XIV. A obra teve um papel inovador, pois colocou atores muito jovens para fazer o papel principal, assim como são descritos os personagens no texto de Shakespeare. Isto fez com que o filme tivesse um importante sucesso com o público jovem.

A obra também foi premiada pela Academia, recebendo dois Oscars, por melhor figurino e melhor fotografia. Além disso, a trilha sonora é assinada por Nino Rota, compositor famoso por suas parcerias com o renomado diretor italiano, Federico Fellini.

4. O Casamento de Romeu e Julieta (2005)

Esta produção dirigida por Bruno Barreto transforma a tragédia shakesperiana em uma comédia brasileira, ou mais especificamente: em uma comédia paulistana. Os rivais dessa história não são duas famílias nobres, mas dois times de futebol: Palmeiras e Corinthians. O ano é 1999 e Romeu (Marco Ricca) é um corintiano roxo, enquanto Julieta (Luana Piovani) é capitã do time feminino do Palmeiras e fanática torcedora alviverde, assim como toda sua família. Os dois se conhecem em um dos clássicos paulistas e a moça se encanta com Romeu, por mais que ele fosse torcedor do time rival.

Após se conhecerem, Julieta conta que vem de uma família fanática torcedora do verdão, e que seu pai nunca aceitaria que ela namorasse uma pessoa que fosse corintiana. É aí que a comédia se desenvolve, pois Romeu, então, tenta se passar por palmeirense para conhecer o pai de Julieta, o que leva a uma espiral de trapalhadas e momentos cômicos envolvendo principalmente o personagem de Marco Ricca e o pai de Julieta, interpretado por Luís Gustavo.

5. Romeu e Julieta – Ballet de Prokofiev

O ballet de 1938 foi escrito pelo compositor russo Sergei Prokofiev e estreou após enormes dificuldades que ele teve para convencer uma companhia de teatro a realizar sua obra. Em um primeiro momento, Prokofiev tentou encenar a adaptação com um final feliz, mas, após críticas na União Soviética, ele mudou o roteiro para que o final fosse trágico. Uma das cenas mais famosas da obra  é a da música que vem após a batalha entre os Montagues e os Capuletes. Dance of the Knights (em tradução livre, “dança dos cavaleiros”) é uma música que foi usada por grupos como a Tribe Called Quest e a banda The Smiths. Muita gente conhece a melodia por seu uso recorrente na cultura pop e não se dá conta de que ela veio dessa adaptação da peça de Shakespeare.

Essas foram as cinco adaptações de Romeu e Julieta. Como vemos, a obra de Shakespeare segue viva até hoje, inspirando artistas em diversos meios e através de gerações.

_________________________
Por Gabriel Coca Matias – Fala! Cásper

Tags mais acessadas