Home / Colunas / Cinema / Resenha: Pantera Negra

Resenha: Pantera Negra

Por Isabella von Haydin – Fala!Cásper

 

Confira a resenha do filme que quebrou barreiras entre o debate social e o audiovisual mainstream.

O início é digno de um conto de fadas:  um pai conta a seu filho a história de sua terra natal, Wakanda, onde cinco tribos viviam em discórdia até se submeterem a um forte guerreiro que possuía os poderes da Pantera Negra, considerada uma espécie de divindade.  E assim, em uma das animações mais bonitas que já vi, o novo filme da Marvel dá partida a uma produção de fotografia linda, cheia de cores e paisagens vivíssimas. 

Pantera Negra conta a história de um herói africano que vivia em um país isolado, rodeado por tecnologia avançada. Todavia, após a aparição de um vilão carregado de mágoas e cicatrizes – em todos os sentidos – a segurança da nação é ameaçada.

Leia Mais


Confira os outros indicados ao Oscar:

– Resenha: The Post – A Guerra Secreta

Resenha: Três Anúncios Para um Crime

Resenha: A Forma da Água

Resenha: Me Chame pelo Seu Nome

Resenha: Lady Bird


Confira também

São Paulo: Festival Vegano de Doces e Bolos na Vila Mariana

No mês das crianças Vila Mariana receberá o Festival Vegano de Doces e Bolos Muitas ...

2 Coment.

  1. Tabaré Golmar

    É realmente um bom filme! Vale a pena assistir? Sim! O gráfico do filme é de cair o queixo, as cenas de ação são muito eletrizantes, os rituais simbolizando as tradições tribais africanas nos transportam para uma realidade totalmente diferente da nossa. As atuações dos atores estão sensacionais, eles incorporaram os papéis de forma magistral, mas entre tantas estrelas, há um nome que roubou corações: Michael B. Jordan (muito talentoso, eu compartilho seu novo projeto, Fahrenheit 451, aqui: https://br.hbomax.tv/movie/TTL711416/Fahrenheit-451 os detalhes), na pele de Killmonger, um vilão impossível de odiar, realmente muito cruel sem traços caricatos e exagerados. A forma como a tecnologia foi perfeitamente agregada à cultura africana foi simplesmente incrível. Os efeitos visuais e a agregação do moderno com o antigo foi, sem dúvida, fantástico. Um dos melhores e mais criativos filmes que já li no cinema.

  2. amei esse filme de mais
    kkkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *