Home / Colunas / Resenha “Guardiões da Galáxia Vol.2”

Resenha “Guardiões da Galáxia Vol.2”

Por: Lucas Sam – Fala! Cásper

 

Se o primeiro filme nos mostrou a formação da equipe e trouxe consigo muita diversão, uma ótima trilha sonora e personagens extremamente cativantes, “Guardiões da Galáxia 2” melhora ainda mais a experiência de acompanhar os mercenários mais conhecidos do universo, com um roteiro envolvente e ação intensa.

A história se concentra principalmente no reencontro de Peter Quill com seu pai, Ego, o espectro de um planeta que vive vagando pelo universo na companhia de Mantis. Mesmo que pareça simples, o enredo convence por trabalhar o relacionamento de Quill com os diversos personagens do filme. Seja ele o ressentimento de ter sido abandonado pelo pai, a relação amorosa não esclarecida entre ele e Gamora, ou os atritos que ocorrem na amizade com Rocky Raccoon. Todas são bem guiadas por James Gunn, que repete a função na direção do filme, e dão solidez à trama. O roteiro não é aprofundado, mas a sua simplicidade não decepciona e torna o filme mais dinâmico e simples de ser entendido.

guardiões galáxia2

Os personagens, carismáticos desde o primeiro filme, aqui são desenvolvidos ainda mais, ganhando aspectos mais humanizados. Drax se mostra um ser sensível debaixo da montanha de músculos, Gamora é mais do que a “atração feminina”, comum aos filmes de heróis e é, talvez, a persona mais complexa e bem desenvolvida da sequência. E Groot, bom… ele continua fofo como sempre e se torna uma boa atração para as crianças e pessoas em busca de um bom alívio cômico.

A comicidade do filme é outro ponto importante a ressaltar. Em “Guardiões da Galáxia 2”, as piadas fluem de forma natural e são bem encaixadas no enredo, escapando das situações forçadas que acabavam mais atrapalhando o ritmo da história nos filmes passados. Aliás, apesar de ser um filme muito comercial, essa pode ser considerada uma das melhores produções da Marvel Studios justamente por causa da naturalidade das suas cenas. Tudo se conecta, desde os fatos da história até a amizade entre os integrantes do grupo.

Não podemos esquecer também da trilha sonora, recheada de músicas dos anos 80 e 90. Os mais novos poderão desconhecer umas ou outras, porém o público mais maduro sentirá totalmente o clima nostálgico e de jovialidade que a trilha sonora tenta trazer ao filme, dando um ritmo fora de normal para as produções do gênero e sendo um atrativo a mais.

Em resumo, “Guardiões da Galáxia 2” não decepciona e mostra um avanço em relação ao seu antecessor, tento narrativo como de produção. O final fecha com louvor o roteiro envolvente e faz o público ansiar por uma continuação o mais rápido possível!

guardiões galáxia

Confira também:

Os Minions estão de volta em Meu Malvado Favorito 3

– Fragmentado – Confira nossa resenha sobre o filme!

Confira também

Deputados aprovam lei de descriminalização do aborto na Argentina

Por Bianca Dias, Fernanda Ming e Gabriela Henrique – Fala! Anhembi   Na última quinta-feira, ...

Um comentário

  1. Antonia Almeida

    Desfruto muito deste gênero de filmes, sempre me chamam a atenção pela historia. É um dos filmes mais divertidos que já vi, gostei muito como se desenvolve a história, o roteiro é muito divertido para pequenos e grandes, em todo momento nos fazem rir. Eu gostei muito a participação de Dave Bautista, ele é um ótimo ator, recém o vi em Blade Runner 2049, é excelente! Quero ver novamente e em: https://br.hbomax.tv/movie/TTL617387/Blade-Runner-2049 encontrei os horários em que a transmitirão, deixo o link por se querem ver-la. Eu gosto como interpreta o seu personagem, é um filme muito original. Acho que o diretor Denis Villeneuve fez um ótimo trabalho no filme, ele conseguiu fazer uma sequela impecável e manteve a mesma atmosfera. A fotografia é impecável e o elenco é incrível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *