Home / Colunas / Fala! na BGS: analisamos o FIFA 2019

Fala! na BGS: analisamos o FIFA 2019

Foto: Divulgação

A franquia de futebol mais famosa do mundo está na Brasil Game Show estreando seu mais novo game, o FIFA 19. A versão, lançada no dia 28 de setembro, está em exibição neste período da BGS para os fãs boleiros.

Leia também:

O mais recente queridinho da EA Sports e dos fãs de futebol volta com uma edição incrível, embora não muito inovadora. Focando numa atmosfera mais fiel à realidade e com pequenas mudanças em recursos simples, algumas mudanças poderão fazer toda a diferença para quem acompanha as configurações anteriores do jogo há algum tempo.

Jogabilidade e Gráfico

Você poderá perceber ajustes quanto ao detalhamento de alguns elementos, mas nada muito especial além novas cinemáticas básicas de interações entre os jogadores antes de uma partida ou durante alguma pausa do jogo. Há uma nova cutscene de momentos anteriores aos pênaltis, por exemplo, que parece nos colocar de frente à uma transmissão real.

Com mais realismo gráfico, o jogo busca trazer movimentos mais reais e orgânicos para a franquia. Do olhar do jogador a movimentos de braços e passadas parecidas com os que vemos no futebol profissional, o FIFA 19 traz o que quem gosta da franquia mais deseja: boas partidas competitivas.

Bola parada

As performances dos principais jogadores foram recriadas de forma perfeita: experimente uma penalidade com Neymar ou Cristiano Ronaldo e você verá. Além disso, as habilidade dos jogadores irão implicar em suas batidas, ou seja, você não terá mais o controle total do tempo ou velocidade dele, o que promete deixar ainda mais incrível a experiência, já que o desempenho original deles terá destaque nesta questão.


Habilidade/Domínio

Dribles e esculachos. O jogo conta com o Active Touch System, uma tecnologia que vai permitir diversas fintas de primeiro toque. Você pode brincar com sua criatividade dentro do campo e a execução de algumas simples firulas basta para deixa seu adversário sem reação.


Contato Físico

Ser mais forte agora é essencial. Nesta versão, os jogadores com mais vigor terão vantagem quando disputarem a bola com um menos resistente, e empurrões e cotoveladas darão lugar a contatos artificiais antes propostos pelo FIFA 18. Portanto, não se incomode com as colisões, elas serão mais normais do que você imagina e farão o jogo ser mais eletrizante, embora às vezes pareça exagerada.

Tática

Mudanças e desenvolvimentos das táticas de jogo farão toda a diferença no FIFA 19. O domínio dessas funções em campeonatos ou até partidas amistosas te ajudará a ter belas chances de ganhar com prestígio. A inteligência dos jogadores também será levada em conta, e eles realizarão quase tudo o que você propor como gerenciador do time, mesmo sem a posse de bola.

Licenciamento

Aqui o FIFA 19 surpreendeu, trazendo a UEFA como um dos seus campeonatos principais e deixando seu rival PES, da Konami, no chinelo. Além disso, o Campeonato Italiano e o Campeonato Inglês  também serão oficiais e licenciado pelo jogo da EA Sports, deixando tudo mais emocionante e dando um UP a mais para o jogo. Ponto negativo: o campeonato brasileiro está genérico e com poucos clubes para disputar, deixando de fora alguns dos principais.

Bugs

Porém, com tantas mudanças, o jogo acabou se tornando lento ainda apresenta algums bugs – deve vir por aí algum patch com atualizações e correções responsivas. Por mais que o FIFA, em comparação com o PES, historicamente seja um jogo mais de passe e tática visando o gol, o jogo acaba se tornando amarrado, já que mesmo correndo os jogadores parecem não atingir tanta velocidade quanto no FIFA18. Isso é verdade em especial se tratando de atacantes em arrancada carregando a bola, o que torna a defesa por parte da zaga adversária mais fácil.

Os goleiros também estão mais competentes, fazendo verdadeiras acrobacias para defender a bola. Alguns mecanismos mudaram – você terá uma surpresa, por exemplo, se tentar dar o tradicional chute rasteiro apertando o botão de chute duas vezes. Por fim, FIFA19, por mais que algumas correções simples sejam necessárias, mantém o alto nível de qualidade da franquia.

Algumas novidades consolidam esse título, como a UEFA e alguns modos de jogabilidade. Mas é claro: como grandes admiradores do esporte e do jogo, não queremos que a EA se acomode, e esperamos muito mais para o que vem por aí.

Confira também

Fotos impressionantes de refugiados

O Prêmio Pulitzer, maior honraria do jornalismo internacional, anunciou seus vencedores e trouxe a crise ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *