Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Crítica:  Shazam! surpreende e revigora universo DC

Crítica: Shazam! surpreende e revigora universo DC

Por João Vitor Ferreira – Jornalismo Jr. ECA USP

Dirigido por David F. Sandberg, o filme Shazam! (2019) mostrou-se um dos melhores filmes da DC. Após alguns trabalhos que não foram tão bem na crítica, como Esquadrão Suicida e Batman vs Superman, a empresa está tentando algo novo, para mudar o clima mais sombrio e sério de seus filmes.

A ideia funcionou, e muito bem. Shazam! é voltado para comédia, principalmente, colocando a ação em segundo plano. Mesmo estando repleto de piadas, elas não ocorrem de maneira forçada, o que ajuda no andar da história. O mais interessante é que o humor, muitas vezes, acontece de uma forma bem sutil e simples, em especial nas cenas mais sérias, fazendo com que o filme continue com a pegada engraçada, mas sem forçar muito.

Embora o filme seja bem descontraído, a história do protagonista Billy Batson (Asher Angel/ Zachary Levi) e do vilão Dr. Silvana (Mark Strong) são bem tristes e dramáticas, principalmente mostrando a relação do vilão com seu pai. A origem dos poderes, tanto do vilão quanto do herói, também foi muito bem explicada, o roteiro soube trabalhar bem a motivação de Silvana e sua sede por poder. No caso de Billy, todo seu drama de menino órfão ficou bem refletido na personalidade do personagem, que muitas vezes age de maneira individualista.

Na maior parte do tempo o filme consegue balancear bem o drama com a comédia, há apenas uma cena em que o excesso de violência acabou sendo desnecessária. Até o momento da cena em questão o clima é bem leve e descontraído, e, do nada, um personagem é arremessado por uma janela e um monstro come a cabeça de outro. Essa parte é interessante para mostrar o quão vingativo e perigoso é o vilão, mas o diretor poderia ter passado isso sem essa violência gratuita, já que o longa é inteiro pensado para a comédia.

O filme não mostrou grande integração com o universo compartilhado da DC nos cinemas, apenas fez pequenas referência aos outros heróis para ficar claro que eles compartilham o mesmo universo. Os acontecimentos dos filmes anteriores são refletidos na personalidade de Freddy Freeman (Jack Dylan Grazer), um garoto fanático por super heróis  que acaba se tornando o grande parceiro de Billy e Shazam.

Apesar das cenas de ação serem poucas, elas são muito bem feitas e construídas sem perder a essência cômica do filme. No geral o filme cumpre muito bem com tudo que ele propõe e ainda como bônus conseguiu diversificar um pouco mais a temática dos filmes de heróis da DC.

Shazam! é um ótimo filme, principalmente, para aqueles que não são tão fãs assim de histórias de heróis, pois ele consegue utilizar da comédia para dialogar com um público maior. A Warner e a DC acertaram em cheio com esse personagem, que era pouco conhecido do público geral, deixando ele muito carismático, diferente dos outros personagens da empresa no cinema, que apesar de mais famosos, não caíram muito no gosto popular com essas versões recentes.

LEIA MAIS NO JORNALISMO JR. ECA USP

0 Comentários

Tags mais acessadas