Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Quem é o maior Tenista de todos os tempos?

Quem é o maior Tenista de todos os tempos?

A era atual do tênis vive um momento ímpar em sua história. O esporte conta com a presença simultânea de três tenistas considerados os maiores de todos os tempos: Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic, o trio “Fedalovic”.

Quem é o maior Tenista de todos os tempos?
Quem é o maior Tenista de todos os tempos?

HÁ UM GOAT NO TRIO “FEDALOVIC”?

O domínio do trio parece ser indiscutível. Os três são os tenistas que disputaram mais finais de Grand Slam, ficaram como os melhores do mundo por 300 semanas e venceram mais vezes os torneios de Masters 1000. Além disso, são os maiores vencedores de Grand Slams, tendo cada um conquistado pelo menos 1 título de cada Slam. Isso faz com que muitos amantes do tênis se perguntem: há um melhor entre esses três? E se há, quem seria?

Vamos analisar o histórico de cada um dos três e tentar chegar a uma conclusão.

Quem é o maior Tenista de todos os tempos?

ROGER FEDERER

Roger Federer
Roger Federer

O tenista de 37 anos, nascido na Basileia, na Suíça, é reconhecido por muitos como o maior de todos os tempos. Com um estilo de jogo marcado pela polivalência, inteligência, leveza e versatilidade, Federer é o recordista de títulos de Grand Slam, com 20 conquistas, e o maior campeão do tradicional Torneio de Wimbledon, com 8 títulos. Ademais, é o atleta que ficou mais tempo na 1ª posição do ranking da ATP (Associação de Tenistas Profissionais), com 310 semanas entre 2004 e 2018, quebrando o recorde de maior número de semanas consecutivas na liderança, com 237.

            Em 2019, o suíço se tornou um dos poucos tenistas a atingir as impressionantes marcas de 101 títulos de ATP e 1202 vitórias na carreira. Além disso, é o primeiro tenista da história a vencer os torneios de Wimbledon e US Open na mesma temporada por quatro anos seguidos (2004-2007) e o primeiro a ganhar dois torneios de Grand Slam cinco vezes consecutivas (Wimbledon 2003-2007 e US Open 2004-2008).

            Entre outras conquistas, pode-se identificar uma Copa Davis em 2014, uma medalha de prata nas Olimpíadas de Londres em 2012, 6 títulos de ATP Finals (recorde), 22 títulos de ATP 500 (recorde) e o reconhecimento, por parte dos sites “Tennis.com” e “Ultimate Tennis Statistics”, como o maior tenista masculino da história.

            Quanto ao confronto direto, o suíço está em desvantagem. Contra Rafael Nadal, o espanhol se sobressai com uma larga vantagem de 24 a 15. Já contra Novak Djokovic, o duelo está mais equilibrado, mas Federer ainda está atrás: são 22 vitórias do suíço contra 25 do sérvio.

RAFAEL NADAL

Rafael Nadal
Rafael Nadal

O espanhol de 33 anos nascido em Manacor na ilha de Maiorca, na Espanha, é sem dúvidas o maior tenista de saibro da história. Recentemente após conquistar Roland Garros, Nadal chegou ao seu Grand Slam de número 18, e também ao seu décimo-segundo na terra batida.

Pelo fato de ter conquistado “apenas” 6 outros títulos de Slam fora do Aberto da França, o maiorquino, muitas vezes, acaba sendo vítima de certo preconceito “tenístico” por parte dos fãs de Federer e Djokovic. No entanto, vale ressaltar que Roland Garros é tido como o Major mais complicado entre os quatro pela maioria dos tenistas, tanto que o sérvio e o suíço foram campeões apenas uma vez cada durante o reinado do espanhol.

Além dos feitos em Paris, não podemos esquecer que Nadal é também o maior vencedor de Masters 1000 da história (34 títulos), o jogador com melhor aproveitamento de todos os tempos no tour (aproximadamente 83%), possui duas medalhas de ouro olímpicas (uma no individual e outra nas duplas), e quatro Copas Davis.

Já em relação aos confrontos diretos contra seus principais concorrentes na disputa pelo título de “GOAT”, contra Federer, o espanhol leva uma larga vantagem no “H2H” (24-15). Já contra Djokovic, Nadal fica um pouco atrás, com o retrospecto atual de 26 vitórias para Rafa e 28 para Novak.

NOVAK DJOKOVIC

Novak Djokovic
Novak Djokovic

O sérvio de 32 anos nascido em Belgrado, na antiga Iugoslávia, é provavelmente o tenista mais completo da história. Possui 15 títulos de Grand Slam, sendo que sete desses quinze foram nas quadras rápidas da Austrália, o Major que mais venceu. No retrospecto geral dos grandes torneios, perde apenas para Federer e Nadal em conquistas. 

Por ser o mais novo dos três, a expectativa é que “Nole” domine o tour pelos próximos anos. O jogador que mais ficou na primeira colocação no ranking da ATP nesta década mostrou que, quando se encontra no auge, é tarefa quase impossível pará-lo. Lembrando que Djokovic é o único tenista na era aberta a ganhar todo os quatro Majors de forma consecutiva.

Além disso, Novak já faturou 33 títulos de Masters 1000 (sendo o único jogador a faturar todos), uma medalha de bronze na Olimpíada de 2008, cinco ATP Finals e uma Copa Davis em 2010.

Em relação aos confrontos diretos contra Nadal e Federer, Djoko leva vantagem sobre os dois. Contra Nadal, como dito antes, tem o retrospecto de 28 vitórias e 26 derrotas. Já contra Federer, o sérvio venceu 25 partidas e perdeu 22.

Conclusão

Há apenas um jogador que merece realmente o título de MAIOR DE TODOS OS TEMPOS. Este é um tipo único de glória, que não pode ser compartilhado nem haver um empate neste concurso.

No entanto (e isso é um grande no entanto), podem haver várias opiniões sobre quem é o GOAT. Tudo depende do tipo de critério que as pessoas desejam utilizar e, nesse caso, fãs de Federer vão argumentar com aqueles que privilegiam o suíço, do mesmo modo ocorrerá com fãs de Nadal e Djokovic.

____________________________________________________________
Por Bruno Marquesini e Pedro Souza – Fala! Cásper Líbero

0 Comentários

Tags mais acessadas