Quarto árbitro comete racismo em partida pela Champions League
Menu & Busca
Quarto árbitro comete racismo em partida pela Champions League

Quarto árbitro comete racismo em partida pela Champions League

Home > Notícias > Esporte > Quarto árbitro comete racismo em partida pela Champions League

No dia 8 de dezembro, terça-feira, ocorria mais uma rodada da tão sonhada e desejada Champions League. Jogos extremamente visíveis e muito bons para quem gosta de um bom campeonato, partida como Juventus x Barcelona, em uma tarde em que todos esperavam e acreditavam que o momento mais esperado seria o duelo entre Cr7 e Messi.

Mas, infelizmente, ocorreu um fato que chocou e revoltou todos os membros da comissão técnica e jogadores que estavam atuando pelo jogo entre Paris Saint-Germain x Istanbul Basakserir, partida pela qual o resultado era muito importante para sabermos quem se classificaria em primeiro ou em segundo.

racismo
Árbitro é acusado de cometer racismo em partida pela Champions League. | Foto: Charles Platiau/Reuters.

Quarto árbitro comete racismo em partida pela Champions League

Na chave do PSG, aos 20 minutos do primeiro tempo, o 4° árbitro, Sebastian Coltescu, proferiu injúrias raciais (racismo) ao membro da comissão técnica George Webu. As palavras ditas por uma das autoridades ao ex-jogador foram as seguintes: “Ei, negro, saia do banco”. O fato deixou o ex-jogador extremamente bravo, que apoiado por Neymar e Mbappé, liderou junto aos jogadores do Istambul um protesto onde todos decidiram não continuar a partida se o árbitro não fosse retirado do Parque dos Príncipes, estádio que pertence ao PSG, onde a partida estava sendo realizada.

Em um momento-chave, os dois maiores jogadores do PSG, Neymar e Kylian Mbappé pronunciaram as seguintes palavras ao árbitro: “Nós não vamos jogar”, seguido do craque brasileiro foi a vez do craque francês, “Não vamos jogar, se esse cara não for retirado, não jogaremos”.

Vale lembrar que outros atos de racismo já ocorreram sem nenhum tipo de punição, caso de Malcom, jogador do Zenit da Rússia, injúrias proferidas pela torcida do próprio time, e o caso de Tayson e Dentinho, ocorrido em uma partida contra o Dinamo de Kiev, onde os dois brasileiros sofreram injúrias, e Tayson, atacante brasileiro, não se conteve e acabou fazendo um gesto obsceno em resposta à torcida rival. O que deixou o mundo esportivo ainda mais bravo foi o fato do atacante ter sido expulso, sendo que era vítima.

A Uefa já se pronunciou sobre o assunto e fará uma investigação detalhada contra o quarto árbitro, que faz parte do quadro de árbitros da Uefa. A partida entre Paris Saint-Germain x Istanbul Basaksherir será remarcada para o dia 9 de dezembro. Tal fato criou tamanha repercussão nos demais programas e veículos esportivos. Além disso, teve uma comoção tão grande que foi considerado um marco humanitário não só para o mundo esportivo como para as demais “bolhas” ao redor do mundo.

_________________________________
Por Artur Takeda – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas