Projeto Social aproxima crianças carentes à prática da leitura
Menu & Busca
Projeto Social aproxima crianças carentes à prática da leitura

Projeto Social aproxima crianças carentes à prática da leitura

Home > Entretenimento > Cultura > Projeto Social aproxima crianças carentes à prática da leitura

O instituto Vida – Casa de Apoio já auxilia 135 beneficiários para a causa

Dados contabilizados pelo Instituto Pró-livro no ano 2016 mostram que o brasileiro lê em média 2,43 livros por ano e que 30% da população nunca comprou um livro. Os projetos de incentivo à leitura são fundamentais para formar cidadãos mais conscientes, e podem ser uma alternativa para recriar esta realidade. Criar hábitos de leitura instiga aspectos de criatividade, além de aprimorar o vocábulo e a visão de mundo das pessoas. Com isso, tal atividade pode transformar a visão de mundo inserida em distintos contextos sociais.

A instituição Vida – Casa de Apoio da Granja Viana é uma organização não-governamental (ONG) que presta diversos serviços à sociedade civil. Atualmente, atua na elaboração de diversos trabalhos realizando um total de 600 atendimentos por mês, além de contar com 80 voluntários, sendo distribuídos conforme as demandas impostas para colaborar na produção das atividades.

Projetos de incentivo à leitura

Os projetos a serem destacados, aqui, serão os de incentivo à leitura, coordenados pela ONG e realizados no município de Cotia/São Paulo. A ação tem-se por nome “Todo Dia é Dia”, e conta como público-alvo crianças com idades entre 6 e 15 anos, que são cotadas a participar do projeto por meio do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou que estejam passando outro tipo de vulnerabilidade social.

As rodas de leitura são organizadas semanalmente e separadas por faixa etárias de 6 a 8, 9 a 11 e 12 a 15 anos, respectivamente. A metodologia utilizada para os menores apresenta os livros com figuras ilustrativas para que as crianças acompanhem e façam uso da imaginação. Para os maiores, os educadores os aproximam de leituras, como Diário de Anne Frank, Diário de um Banana, livros de contos com folclore, poemas, poesias, versos e trava- línguas. Assim, visando discussões em grupo, e até apresentação teatral em cima do tema abordado, com objetivo de gerar opiniões e senso crítico.

incentivo à leitura de jovens
Rodas de Leitura com as crianças na Casa de Apoio. | Foto: Banco de imagens Casa de Apoio.

Impactos das oficinas

Os impactos percebidos ao longo da realização das oficinas mostram o quão satisfatório e necessário é compor ações como essas no país. Segundo a professora, Rose Okamura, “são resultados maravilhosos, pois as crianças têm acesso ao mundo das expectativas e experiências maravilhosas que somente os livros trazem, e a leitura vai, aos poucos, sendo refinada e sendo, muitas vezes, de objeto de desejo para o conhecimento de outras culturas (…)”.

O projeto ainda recebe doações de livros para utilização em benefício das crianças buscando o aprimoramento nas diversas formas de aprendizado, o livre acesso aos periódicos, ademais, ocasionar o estímulo para os iniciantes em processo de alfabetização.

Os professores participam além da atuação nas rodas de leitura, recolhendo dados que, posteriormente, serão passados à psicóloga da instituição, visando traçar os perfis dos que se apresentam com maiores dificuldades, para que estes tenham atendimento detalhado com as voluntárias.

De acordo com um dos educadores da instituição, que anteriormente usufruía dos projetos, Anderson Freitas relata que esta ação pode influenciar de maneira bastante significativa a prática da leitura, assim, esta passa a ser adotada como um hábito inclusive para ambientes externos aos da instituição, como o ambiente familiar, por exemplo. Dessa forma, comenta que “as rodas de leitura revelam a importância de a criança ler melhor, escrever melhor”.

livros
Criança lendo histórias em quadrinho no Espaço de Leitura. | Foto: Banco de imagens Casa de Apoio.

A importância de projetos sociais que aproximam os livros ao alcance de crianças se faz necessária, assim, mostrando para os adultos a importância do hábito para o crescimento pessoal e para a construção cognitiva das crianças. Segundo Okamura, “É indispensável deixarmos que os usuários se relacionem com a leitura e livros de forma consistente e prazerosa, fazendo-os discernir entre o que acontece em seu cotidiano e a forma em que os demais países, contemplam sua história, e, assim, se formam mais preparados para viver em sociedade”. 

____________________________________
Por Paula de Lima Santos – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas