Pós-segunda guerra: como esse período impactou a moda?
Menu & Busca
Pós-segunda guerra: como esse período impactou a moda?

Pós-segunda guerra: como esse período impactou a moda?

Home > Lifestyle > Pós-segunda guerra: como esse período impactou a moda?

A Segunda Guerra Mundial foi um evento catastrófico que deixou marcas no mundo todo. Além das consequências políticas, econômicas e sociais, aconteceram radicais mudanças no estilo de vida, nos hábitos e até mesmo na moda.  

Os impactos no mundo da moda foram diversos e os mais expressivos serão citadas a seguir, com comentários do Professor João Braga, que ministra aulas de História da Moda na Universidade FAAP.

moda
Os anos após a Segunda Guerra Mundial impactaram o mundo da moda. | Foto: Reprodução.

Impactos da Segunda Guerra na moda

1. Fechamento das fábricas

Dentre as consequências da guerra, uma das mais invasivas foi o colapso econômico que atingiu diretamente a Europa. Esse cenário causou a escassez de matéria-prima, operários e dinheiro, gerando uma quebra no setor fashionista. Desse modo, inúmeras lojas e fábricas fecharam suas portas.

moda segunda guerra
Fábricas foram fechadas no período. | Foto: Reprodução.

Além disso, como explica o professor, “havia um controle na compra de tecidos”, o que dificultava ainda mais o acesso ao pouco material que se tinha na época.                            

2. Peças desaparecendo do guarda-roupa feminino

O desequilíbrio no mercado da moda gerou uma visível mudança nas vestimentas das mulheres. Por exemplo, as roupas começaram a aparecer com aviamentos e tecidos de outras cores, devido ao reaproveitamento de material que já se tinha antes.

Além disso, muitos tecidos foram destinados para a fabricação de artefatos para a guerra. Por exemplo, o nylon que antes era utilizado para fazer meias, passaram a fazer os paraquedas dos soldados. Isso fez com que as mulheres desenhassem em cada perna um risco que simulasse o uso das meias.

roupas
O nylon passou a servir para montar os paraquedas. | Foto: Reprodução.

3. Calças no vestuário da mulher: a “masculinização” das peças femininas

“Se até então, nos anos 1930 se privilegiava uma feminilidade, agora nos anos 1940, durante o período da guerra, há uma significativa ‘masculinização’ na roupa feminina, por questões de necessidade mesmo”, explica João Braga.

As operárias que antes ainda utilizavam saias e vestidos durante o trabalho, nos anos de conflito, começaram a aderir ao uso de calças. Isso, diante da funcionalidade dessa peça, e não por um processo de empoderamento feminino.

segunda guerra
As calças foram umas das maiores adesões do período. | Foto: Reprodução.

Não só o uso de calças masculiniza a vestimenta das mulheres, mas o professor também nos conta que “a roupa feminina da época passar a ter ombreiras, sapatos mais pesados e os vestidos com abotoamento frontal, o chamado chemise”.

4. Surgimento da Dior

Também foi durante o período pós-guerra que surgiu um dos maiores estilistas da história. Foi por meio da coleção denominada “New Look”, que em 1947, Christian Dior traz para os anos 50 uma ideia totalmente diferente da “moda de guerra” dos anos 40.

As vestimentas femininas simples e masculinizadas pelo conflito mundial deram espaços a roupas acinturadas que valorizavam o corpo da mulher. A proposta de Dior era trazer luxo e extravagância, com saias longas e plissadas, com uma cintura demarcada, valorizando o corpo ampulheta. O que fez muito sucesso e se tornou a marca da moda durante a década de 50.

Dior
Dior revolucionou o mundo da moda. | Foto: Reprodução.

Sendo assim, depois de analisar todas os impactos que a guerra proporcionou para o mundo da moda, podemos ver como mundos tão distantes podem influenciar tanto um no outro.

A moda tornou-se uma peça fundamental no conflito por meio dos tecidos na hora de produzir equipamentos para os militares. E as consequências da guerra alcançaram áreas tão amplas, que chegaram a mudar até mesmo as vestimentas das pessoas.

____________________________
Por Beatriz Mittermayer – Fala! Cásper

Tags mais acessadas