Pantanal: Entenda a causa das queimadas e a importância do bioma
Menu & Busca
Pantanal: Entenda a causa das queimadas e a importância do bioma

Pantanal: Entenda a causa das queimadas e a importância do bioma

Home > Notícias > Pantanal: Entenda a causa das queimadas e a importância do bioma

Desde o início de Julho, um incêndio vem consumindo o Pantanal, localizado em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Estima-se que cerca de 10% a 12% da área já foi consumida pelas chamas

Pantanal
Queimadas no Pantanal. | Foto: CBMS/Divulgação / Estadão.

O que é o Pantanal e qual a sua importância?

O Pantanal é um bioma constituído principalmente pela vegetação tropical savana estépica, que é alagada em sua maior parte. O Pantanal é rodeado ao norte pela Floresta Amazônica, ao leste e ao sul pelo Cerrado e ao oeste pelo Gran Chaco, herdando um pouco da diversidade de cada um desses biomas, principalmente do cerrado.

Com cerca de 150.355 km², o Pantanal ganha o título de menor bioma brasileiro e está localizado no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Bolívia e Paraguai.

O Pantanal brasileiro possui uma estrutura com características únicas: possui terrenos montanhosos e planícies que contribuem para seus períodos de seca e de alagamento. O bioma também é considerado uma das maiores extensões úmidas contínuas do planeta.

Queimadas no Pantanal

De acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), os incêndios no Pantanal aumentaram 210% em 2020. segundo o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), cerca de 2,3 milhões de hectares da área do complexo do pantanal já foram prejudicados por conta das queimadas. Esse número equivale a 12% de todo o bioma.

Queimadas não são fatores incomuns e podem ocorrer por um processo natural da floresta. No entanto, em muitos casos, as queimadas estão relacionadas ao desmatamento para renovação da pastagem ou a ampliação de áreas para criação de gado.

Segunda informações divulgadas pelo Governo do Mato Grosso, grande parte dos danos no pantanal foram causados pela ação humana. Um exemplo concreto disso foi o incêndio provocado na Reserva Particular do Patrimônio Natural Sesc Pantanal (RPPN), que foi causado com intuito de abrir espaço para pastagem de gado de acordo com o Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT).

Segundo as informações divulgadas pelo Instituto Centro de Vida (ICV), as queimadas aumentaram 530% no primeiro semestre de 2020 se comparadas com o mesmo período em 2019. Além disso, desde o início desse ano até o começo de setembro, mais de 12 mil focos de calor foram registrados, sendo o maior número de queimadas desde 1998.

Em 2020, apesar dos impactos climáticos positivos causados pela pandemia no meio ambiente, como redução da redução de CO2 e de NO2, o mês de junho fechou com o maior número de focos de queimadas na Amazônia dos últimos 13 anos.

Os dados oficiais foram levantados e divulgados pelo próprio governo federal. Mais de 2.248 focos de calor foram registrados neste curto período de 30 dias, um volume que não era atingido desde 2007 e que representa um aumento de 19,57% em relação ao registrado em junho de 2019.

As queimadas na Amazônia prejudicam a região pantaneira pois a Amazônia é responsável pela distribuição de chuvas em grande parte da América Latina.

Biodiversidade e Economia

Apesar de ser considerado o menor bioma brasileiro, o Pantanal possui muita diversidade, abrigando mais de 2000 espécies de plantas, 325 peixes, 44 anfíbios, 127 répteis, 656 aves e 174 mamíferos.

Esse território também contribui muito para a economia local. Além da agropecuária, a pesca esportiva na região gera cerca de 100 milhões de reais por ano na economia do pantanal. A observação turística da exótica onça pintada também gera uma grande receita, 7 milhões dólares por ano, equivalente a mais de 35 milhões de reais.

As queimadas na flora pantaneira destrói a casa de muitos animais, além de os machucarem. Diversas imagens vem circulando na internet mostrando animais queimados pelo fogo, mortos ou gravemente feridos. Além de ser uma situação muito triste, essa devastação pode causar um grande dano na economia local.

Onças-pintadas vagam pelo terreno carbonizado, com fome e sede, as patas queimadas, os pulmões enegrecidos pela fumaça.

Disseram integrantes de uma equipe de veterinários e biólogos de acordo com o UOL

O Pantanal é reconhecido pela Unesco como uma das reservas da biosfera mundial. Apenas 7% do pantanal faz parte de áreas protegidas, número muito abaixo do recomendado para esse tipo de bioma, que seria no mínimo 17%. Clique aqui para acessar uma vaquinha para ajudar os animais sobreviventes das queimadas no Pantanal.

Bolsonaro gera Polêmica ao rir da situação do Pantanal

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi alvo de críticas na última semana após rir da grave situação em que se encontra o bioma brasileiro. Na ocasião, o político deu o microfone para uma criança que disse “Tá pegando fogo o Pantanal?” e logo em seguida o presidente e seus ministros começaram a rir da situação.

Tags mais acessadas