Oscar 2021: cerimônia em meio à pandemia e vitórias surpreendentes
Menu & Busca
Oscar 2021: cerimônia em meio à pandemia e vitórias surpreendentes

Oscar 2021: cerimônia em meio à pandemia e vitórias surpreendentes

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Oscar 2021: cerimônia em meio à pandemia e vitórias surpreendentes

A tradicional premiação dos melhores do cinema aconteceu neste domingo (25 de abril), três meses após a data tradicional. Com a pandemia de Covid-19, a dinâmica foi muito diferente das outras 92 anteriores. A cerimônia do Oscar deste ano aconteceu em dois locais diferentes: Dolby Theatre e no Union Station, em Los Angeles.

A 93ª edição foi a que mais premiou mulheres na história, foram 17 ganhadoras ao todo. Destaque para uma vitória feminina como Melhor Direção, a segunda na categoria em toda história da premiação. Confira, abaixo, a lista dos vencedores:

Oscar
Cerimônia em meio à pandemia contou com vitórias surpreendentes. | Foto: Reprodução.

Vencedores do Oscar 2021

Indiscutivelmente, o grande destaque da noite foi o longa Nomadland. Vencedor nas categorias Melhor Filme,  Melhor Atriz, por Frances McDormand, e Melhor Direção, por Chloé Zhao.

Já a categoria Melhor Ator foi dada a Anthony Hopkins pela obra Meu Pai, também vencedora em Melhor Roteiro Adaptado.

O prêmio de Melhor Roteiro Original ficou a cargo do filme Bela Vingança, da britânica Emerald Fennell. O longa foi a estreia da roteirista assumindo o papel de diretora.

A Voz Suprema do Blues levou a estatueta de Melhor Figurino pelas mãos de Ann Roth, a mulher mais velha a ganhar um Oscar, 89 anos. O longa com Viola Davis e Chadwick Boseman contextualiza-se em 1927, com figurinos luxuosos e teatrais. A obra também consagrou-se pela categoria Cabelo e Maquiagem.

A animação Soul levou para a casa as estatuetas de Melhor Animação e Melhor Trilha Sonora. Do cineasta Pete Docter e diretor Kemp Powers, a trilha sonora da animação da Disney conta com Atticus Ross e Jon Batiste.

Melhor Atriz Coadjuvante ficou a cargo de Youn Yuh-jung, por Minari, e Melhor Ator Coadjuvante, Daniel Kaluuya,  por Judas e o Messias Negro, também campeão na categoria Melhor Canção Original, por Fight for You.

O filme dinamarquês Druk – Mais uma rodada, do diretor de 51 anos Thomas Vinterberg, levou o prêmio de Melhor Filme Internacional.

O curta-metragem da Netflix, If Anything Happens I Love You, conquistou a estatueta de Melhor Curta de Animação. Dirigido por Will McCormack e Michael Govier, a plataforma de streaming recebeu boas críticas do público e principalmente da banca.

Na categoria Melhor Documentário, My Octopus Teacher, de Pippa Ehrlich e James Reed, saiu vencedor. Enquanto Colette ganhou Melhor Documentário de Curta-Metragem.

O emocionante, O Som do Silêncio encerrou a noite com duas estatuetas: Melhor Som e Melhor Edição. Na categoria Melhor Fotografia, o campeão foi Mank, assim como em Melhor Design de Produção. Por fim, em Efeitos Visuais, Tenet, de Christopher Nolan, consagrou-se o campeão.

____________________________
Por Fernanda Aranha – Fala! Mack

Tags mais acessadas