Menu & Busca
Oscar 2016: Grandes Polêmicas e Muitas Surpresas.

Oscar 2016: Grandes Polêmicas e Muitas Surpresas.


Em sua 88ª edição, a premiação mais famosa de cinema no mundo trouxe assuntos polêmicos tanto na apresentação, quando nas performances. Enquanto os queridinhos da Academia ficaram para traz, aqueles que não foram lembrados pelo público levaram a melhor.
A apresentação ficou por conta de Chris Rock, um famoso comediante americano que abordou com uma pitada de humor e uma grande ironia o caso dos negros no Oscar deste ano. Em 2015, quando saiu a lista de indicados para 2016, membros da Academia, atores e amantes do cinema se chocaram com a ausência de negros na lista. Mas, a questão maior não é essa, e sim o fato de atores como Samuel L. Jackson e Michael B. Jordan, ambos negros e participantes de filmes indicados, não terem sido nem mencionados para concorrer ao prêmio. Isso foi, por muitos, considerado um ato de racismo por parte da Academia, e atores como Will Smith boicotaram a premiação deste ano.

chris-rock-backstage-at-oscars
Chris Rock. Fonte: deadline.com.

 

Devido a grande polêmica discutida desde o ano passado, Chris Rock não deixou para traz e fez toda a cerimônia focada na questão. Seu discurso inicial trata com muito humor o racismo, sugerindo até que os próximos Oscars tenham cotas para que os negros possam concorrer a uma categoria. E encerra sua fala com a frase: “Vocês querem diversidade, nós temos diversidade!”, em tom um tanto quanto irônico.
Durante a cerimônia ouve montagens de como seriam os filmes se houvessem negros participando, um de muitos momentos que trataram o racismo com humor. Além das falas do apresentador, alguns atores também fizeram piadas sobre o assunto. Com certeza isso diferenciou o Oscar deste ano, fato que ainda repercutirá na mídia e nas redes sociais.
Agora, vamos aos prêmios. Se você não assistiu Mad Max: Estrada Da Fúria, com certeza vai conferir essa semana após assistir o Oscar. Dentre 10 indicações, o filme levou seis estatuetas para casa. Os seis prêmios envolviam categorias técnicas e visuais. Merecido, afinal, os produtores passaram meses criando uma nova civilização em colapso no deserto. Mad Max mais uma vez reinventou a forma de se fazer cinema.

mad_max__fury_road_ost_custom_cover__5_by_anakin022-d8uexk3
Mad Max. Fonte: DeviantART.

 

Diferente do que muitos achavam, O Regresso levou apenas três prêmios, sendo eles o de Melhor Fotografia e Melhor Direção, que deu a Alejandro Iñarritu pela terceira vez seguida um dos prêmios mais importante da noite. Em 2014, ganhou com Gravidade, em 2015 com Birdman e completou com mais uma estatueta sua prateleira este ano.
Mas o prêmio mais esperado e mais comentado do Oscar foi o de Melhor Ator. Amantes e não amantes de cinema sentaram no sofá na noite de ontem só para conferir se Leonardo DiCaprio ia finalmente levar a estatueta tão sonhada para casa. Eventos no Facebook tinham milhares de pessoas confirmadas por todo o mundo para comemorar o Oscar com DiCaprio. E assim, após cinco indicações, o eterno Jack de Titanic leva a melhor. Leo, hoje, pode dizer que tem uma estatueta amarela em casa.

meme-adele
Fonte: UOL.

 

Oscar não é Oscar sem as apresentações dos cantores do momento. Dentre os cinco indicados a Melhor Canção, apenas três se apresentaram. O show contava com Sam Smith e The Weeknd, mas quem arrasou foi Lady Gaga com a sua interpretação de “Till it happen to you”. A música representa muito bem o documentário The Hunting Ground que fala sobre os assédios sexuais nas universidades dos Estados Unidos. Acompanhada do piano e de uma orquestra, Gaga se mostra emocionada com a letra, mas a parte que mais comoveu os espectadores foi a entrada de muitas jovens com dizeres como “Survivor” (sobrevivente) e “Not your fault” (não é sua culpa) escritos no braço. Uma apresentação linda e um significado forte era digno de uma estatueta. Mas quem levou a melhor foi Sam Smith com a sua interpretação do filme 007: Spectre.

A perda de Gaga não foi a única que chocou a noite. O prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, que para muitos já era de Sylvester Stallone, perante a sua excelente atuação em Creed: Nascido para Lutar, acabou indo para Mark Rylance em Ponte dos Espiões. Mark realmente se destacou fazendo uma sutil atuação merecida do prêmio, mas é uma pena para Stallone, pois para muitos essa era sua última chance de ganhar um Oscar.
Para Melhor Atriz e Atriz Coadjuvante, Brie Larson e Alicia Vikander levaram a melhor, afinal, as atrizes foram excepcionais em seus papeis. Uma mãe encarcerada e uma esposa que ajuda seu marido a se assumir como mulher são figuras femininas fortes que representam bem as mulheres de hoje e do amanhã.

E para finalizar a noite, o prêmio de Melhor Filme foi para Spotlight: Segredos Revelados.

spotlight-filme
Spotlight. Fonte: Portal Comunique-se.

 

Outra surpresa desse Oscar, pois o filme não era o queridinho do momento, e ganhou como Melhor Roteiro Original, o prêmio mais importante desse ano. Spotlight não é apenas um filme que denuncia a pedofilia na igreja, ele é a prova do quão importante é a figura do repórter investigativo. Em um mundo em que ser jornalista não é preciso de diploma, esse filme dá um tapa na cara dos que desvalorizam a profissão. Esse prêmio não só marca a história do cinema mas também a vida de muitos jornalistas.

Confira alguns trailers dos filmes que marcaram o Oscar 2016:

https://www.youtube.com/watch?v=I7TYGRwZbE4

 

 

Por: Elizabeth D’Andrea Matravolgyi- fala!M.A.C.K

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

1 Comentário

  1. 4 anos ago

    Amei, Beth!!! Primeira matéria de muitas!
    Bjsss,
    Ba!
    http://www.blogdabarbara.com

Tags mais acessadas