O Reino Unido proibiu do uso de equipamentos da Huawei em redes 5G
Menu & Busca
O Reino Unido proibiu do uso de equipamentos da Huawei em redes 5G

O Reino Unido proibiu do uso de equipamentos da Huawei em redes 5G

Home > Notícias > Mercado > O Reino Unido proibiu do uso de equipamentos da Huawei em redes 5G

As relações entre a Huawei e as potências ocidentais parece estar cada vez mais complicada. Principalmente após as acusações do governo americano sobre uma possível tentativa do governo chinês se utilizar da empresa de tecnologia para obter dados de usuários do Ocidente. O episódio mais recente dessa relação tumultuada foi o banimento dos equipamentos de 5G da empresa chinesa do Reino Unido.

Huawei
A 5ª geração da Internet móvel promete diversos avanços e, hoje, é palco para uma disputa comercial entre os EUA e a China. | Foto: Unsplash.

Mas, afinal, o que é o 5G?

É a mais nova geração de Internet móvel, a quinta geração para ser exato. Essa evolução promete entregar uma Internet móvel mais rápida e uma conexão mais estável que as gerações anteriores ( 4G, 3G, e outras).

Além de uma maior velocidade, o 5G também promete possibilitar a conectividade entre objetos e outros eletrodomésticos (como geladeiras, carros), o que poderia nos levar a um outro nível de interação tecnológica.

E qual o papel da Huawei nisso tudo?

A empresa de tecnologia chinesa produz equipamentos que são utilizados na transmissão dos sinais de Internet 5G. No entanto, vem sendo criticada por países do ocidente, em especial os Estados Unidos, que acreditam que a Huawei pode se apossar de dados de clientes e repassar para o governo chinês.

Huawei 5g
A Huawei é uma empresa muito conhecida no mercado tecnológico global, mas vem sendo acusada de roubo de informações para Pequim. | Foto: Unsplash.

Essa quebra de braço entre os EUA e a Huawei (reflexo do clima tenso entre Washington e Beijing) já foi responsável pela prisão da diretora financeira da empresa, Meng Wanzhou, no Canadá, em 2018. E à medida que a pressão americana aumenta, mais “países amigos” vem desistindo de seus negócios com a empresa chinesa.

Por que o Reino Unido decidiu banir a Huawei do 5G no país?

Os porta-vozes oficiais do governo britânico asseguram que a decisão foi tomada para garantir a segurança de dados dos cidadãos britânicos. No entanto, é perceptível que a decisão reflete um alinhamento com os EUA, que podem ter pressionado a tomada de decisão, já que, até pouco tempo, Boris Johnson havia anunciado que permitiria uma participação limitada da Huawei no 5G britânico.

Agora, o país decidiu que nenhuma empresa britânica do ramo de telecomunicações está autorizada a comprar equipamentos 5G da Huawei e que as mesmas devem desativar gradativamente até 2027 os equipamentos já em uso.

Porém, a medida do governo britânico não proíbe a continuação do uso por parte das empresas de telecomunicações dos equipamentos da Huawei de outras gerações, como o 2G, 3G e 4G, já que, para o governo, o problema como o “furto de dados” só ocorre no 5G.

Assim, os equipamentos Huawei continuam operando nas Ilhas Britânicas desde que não sejam pertencentes à nova geração, e não existe previsão de qualquer proibição futura para esses “equipamentos ultrapassados”. Outro ponto é que o texto não proíbe a comercialização de smartphones produzidos pela Huawei no território britânico, já que para os órgãos de inteligência não existem provas de que eles também desviem informação.

Mas só a Huawei produz equipamentos 5G?

Apesar de estar na vanguarda e possuir os equipamentos mais evoluídos até o momento, quando comparados com as concorrentes, a empresa não está sozinha nesta corrida.

Entre as empresas que também estão empenhadas na criação de tecnologias 5G, podemos citar a Cisco, Qualcomm, Ericsson e Nokia. Todas as citadas são empresas ocidentais com sede na Europa ou nos EUA.

A resposta da empresa

A empresa nega todas as acusações de espionagem, roubo de dados ou que está a serviço do governo chinês. E, por sua vez, acusam os EUA de estarem fazendo campanha contra o crescimento da empresa, a fim favorecer as empresas americanas, já que os equipamentos delas não possuem o nível de desenvolvimento conquistado pela Huawei e o preço competitivo por ela oferecido.

____________________________________
Por Jefferson Ricardo – Fala! UFPE

Tags mais acessadas