Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Afinal de contas, o que é Cosplay?

Afinal de contas, o que é Cosplay?

Por Bruna Liu – Fala! M.A.C.K
Cosplayers do universo da Disney na Comic Con Experience 2017

Cosplay é um hobby normalmente praticado por jovens, que consiste em se fantasiar como seus personagens favoritos de desenhos animados, quadrinhos, séries, filmes e todo o vasto universo do entretenimento, com o intuito de ir aos eventos de cultura pop, fazer ensaios fotográficos ou participar de concursos.

Apesar de ter se iniciado nos EUA, em 1939, foi no Japão que essa prática tomou notoriedade, sendo os japoneses os responsáveis pelo termo Cosplay, uma junção das palavras em inglês costume e play.

Cosplay: brincadeira de gente grande

De início, para muitos que não conhecem, o hobby pode parecer exótico. No entanto, ao ir mais afundo no universo do cosplay, descobrimos que seus praticantes são pessoas comuns iguais a qualquer um. A única diferença é que eles gostam de trazer à realidade personagens da ficção.

É o que acontece com a modelo paranaense de 18 anos, Débora Fuzeti. Foi em 2009 que começou a fazer cosplay e não parou desde então. “Desde pequena gostava de me fantasiar, eu não usava ‘roupas normais’, estava sempre vestida de princesa ou de bailarina, meu guarda roupa era isso. Quando descobri sobre os cosplayers pensei que seria divertido”, conta ela.

A jovem que já participou do vídeo oficial de divulgação do CBLOL (Campeonato Brasileiro de League of Legends) montada como a personagem do jogo Morgana, revela que esse é o cosplay que mais gosta de fazer. “Ela já me rendeu muitas oportunidades, coisas, amigos e prêmios. Com certeza tem um espaço especial.”

Débora Fuzeti e sua Morgana, personagem do jogo League of Legends

Em relação à confecção da roupa, Fuzeti diz que desde o começo faz todo o trabalho, mas sempre obtendo ajuda. “Gosto muito de desafios quando vou fazer um cosplay, quero algo que eu me divirta fazendo e não somente usando, como por exemplo, uma maquiagem diferente, armas. Enfim, coisas trabalhosas.” O preço final de tudo varia, já que é ela mesma quem fabrica as roupas.

A vida de um cosplayer não é fácil. Requer tempo, dinheiro, habilidade.  Mas no final das contas, o que recompensa é a diversão nesse processo todo. “Se você vai começar agora, pegue um personagem mais simples, e não se esqueça de que antes de tudo, cosplay é para se divertir”, aconselha Débora.

 

Confira também:

– Resenha: Me Chame pelo seu Nome

– Lady Bird: A Hora de Voar – confira a resenha do filme!

0 Comentários