O '1989' e o nascimento da popstar Taylor Swift
Menu & Busca
O ‘1989’ e o nascimento da popstar Taylor Swift

O ‘1989’ e o nascimento da popstar Taylor Swift

Home > Entretenimento > Famosos e TV > O ‘1989’ e o nascimento da popstar Taylor Swift

Lançado em 2014, o álbum 1989 foi um divisor de águas na carreira da Taylor Swift. Até o momento do lançamento do seu quinto álbum, a cantora americana era associada ao estilo country. O 1989 representou a saída completa do country e a entrada da mesma no hall de artistas pop.

Taylor Swift
O 1989 foi o primeiro álbum inteiramente pop da Taylor Swift. | Foto: Reprodução.

O Red e a transição

Apesar de o 1989 ser o primeiro álbum totalmente pop da loirinha, no trabalho anterior ela já havia dado sinais de mudança. Red é um álbum de transição reunindo faixas mais próximas do country com faixas que indicavam para o pop.

Essa escolha assertiva de Taylor Swift em lançar um álbum de transição antes do 1989 fez com que ela percebesse o que o público dela queria escutar e transformasse a sua transição em algo menos chocante.

O 1989 e o nascimento da popstar Taylor Swift

1989
Capa do álbum do 1989, lançado em 2014 pela Big Machine. | Foto: Reprodução.

Após Red, a cantora estava decidida a fazer um álbum completamente pop, algo que gerou alguns atritos com os diretores da sua gravadora, a Big Machine. Até aquele momento, a Big Machine era uma gravadora country e muitos pensavam ser arriscado para a Taylor largar um estilo no qual ela já era consagrada e tentar a sorte em outro totalmente diferente.

Porém, Taylor não cedeu e foi até o fim com a ideia de lançar um álbum pop, fazendo que os diretores da Big Machine lhe dessem um voto de confiança. Em entrevistas sobre o álbum, a cantora falou que queria “entregar um álbum coeso”, que estava feliz em trabalhar no pop já que o estilo “ampliava as possibilidades de sua música” e afirmou que o pop dos anos 80 foi a maior inspiração para o trabalho.

Conquistas do 1989

Os críticos receberam positivamente o trabalho da Taylor em 1989. A loirinha conseguiu 76/100 no Metacritic (site que indexa críticas de veículos famosos e dá uma nota baseado na média obtida nestes veículos).

Dos sete singles lançados na época, três alcançaram o #1 na Billboard Hot 100. O álbum também ganhou dois Grammys por Best Pop Vocal Album e Álbum do Ano. O álbum foi um dos mais vendidos do começo da década e a tour para promovê-lo também uma das mais rentáveis do período.

Faixa a Faixa

Welcome to New York

A primeira faixa do álbum trata da mudança de residência que Taylor Swift fez durante a produção do álbum, saindo de Nashville (cidade importante para o gênero country) e indo para Nova York. Nesta música, a cantora fala sobre as descobertas vivendo na nova cidade.

Blank Space

Na faixa, Taylor brinca com a reputação de namoradeira que a mídia veicula e associa a ela. A loirinha de maneira bem humorada fala sobre sua longa lista de ex-namorados e que, apesar disso, ainda guarda espaço para o próximo affair.

Style

A terceira faixa fala explicitamente do relacionamento que a cantora americana teve com o ex-integrante da banda britânica One Direction, Harry Styles. Nela, Taylor descreve a si e ao affair como um casal que nunca “sairia de moda”. 

Out Of The Woods

Mais uma faixa referente ao relacionamento entre Harry e Swift. Porém diferente da anterior, nesta faixa, a cantora mostra-se incerta e insegura sobre o relacionamento, inclusive a própria produção da música transmite esta sensação.

All You Had To Do Was Stay

Na sexta faixa do álbum, Taylor fala sobre um relacionamento que acabou e cujo a outra pessoa pede para voltarem. A cantora responde a isso falando que tudo seria mais fácil se ele tivesse ficado, afinal, “tudo que ele tinha que fazer era ficar”.

Shake it Off

Assim como Blank Space, nesta faixa, a cantora usa de bom humor e sarcasmo para criticar a forma como a mídia a trata. Durante os 3:39 minutos da música, ela fala sobre os estereótipos que a mídia associa a ela e como isso nunca vai pará-la, pois ela “não pode parar de se mexer”.

I Wish You Would

Ao contrário das outras faixas sobre relacionamento escritas pela Taylor, nas quais ela costuma mostrar-se como a vítima no término do relacionamento, nesta, em particular, ela assume uma parcela de culpa. A cantora fala que gostaria de não ter feito certas coisas e gostaria que o ex-namorado soubesse de outras.

Bad Blood

A sétima faixa é uma música polêmica, nela, Swift fala de um desentendimento que teve com a também cantora Katy Perry. A faixa teve direito a clipe com o “squad” e desencadeou uma rixa que durou anos entre as cantoras, apenas em 2018 as duas fizeram as pazes.

Wildest Dreams

Nesta faixa, que traz uma sonoridade bem diferente do resto álbum e até dos outros trabalhos da Taylor, a cantora fala sobre um relacionamento que não deu certo. Apesar disso, ela espera continuar nos “sonhos selvagens” do ex-namorado.

How You Get The Girl

A décima faixa do 1989 se aproxima um pouco da antiga sonoridade da antiga Taylor, apresentando um violão no instrumental. Na letra da música, a cantora ensina o que um cara deve fazer para “conquistar uma garota”.

This Love

Sobre esta faixa, a própria Taylor falou que: “(…) é sobre uma experiência que eu tive, em que você realmente gosta da pessoa e sabe que ela não está pronta para estar em um relacionamento (…)”. 

I Know Places

Na décima segunda faixa do álbum, a loirinha fala sobre o receio de ter sua relação com alguém exposta. Então, ela fala que “conhece lugares onde não serão descobertos”. A composição, com certeza, está relacionada com a superexposição que os relacionamentos de Swift tiveram por parte da mídia.

Clean

Nesta faixa, Taylor faz uma metáfora relacionando o “desligar-se de alguém” com o período que ela mesmo passou. A loirinha chegou a afirmar que esta foi uma das primeiras canções a serem escritas para o álbum e que sua ideia era falar sobre como sentimos a dor fortemente em determinado momento, porém depois percebemos que sobrevivemos.

A música está relacionada ao período anterior ao 1989, quando a sua vida pessoal foi extremamente debatida pela mídia e os tabloides, algo que machucou bastante a Taylor.

Wonderland (Deluxe Version)

Nesta faixa, a cantora faz majestosamente referências a um clássico da literatura mundial, Alice no País das Maravilhas. Taylor relaciona os devaneios de uma paixão ao País das Maravilhas, o qual ela jura ter encontrado com o seu amor.

You Are In Love (Deluxe Version)

Sobre esta canção, a cantora falou que é sobre o relacionamento de uma de suas amigas com Jack Antonoff, um dos coautores da letra. Taylor diz que a música é sobre achar um verdadeiro amor e que é como se ela visse isto acontecendo com sua amiga Lena Dunham.

New Romantics (Deluxe Version)

A última música da versão deluxe do álbum descreve como são os romances atuais na visão da artista. Ela fala como sempre estamos em busca de algo mais e, de certa forma, ela critica os “novos românticos”. Com certeza, uma das melhores letras da carreira da loirinha.

____________________________________
Por Jefferson Ricardo – Fala! UFPE

Tags mais acessadas