Menu & Busca
Nick Fury X Homem de Ferro: o novo tutor de Homem Aranha

Nick Fury X Homem de Ferro: o novo tutor de Homem Aranha


Como tutor, Nick Fury foi completamente diferenciado com Peter Parker em relação à Homem de Ferro. Homem Aranha: Longe de Casa explica isso. Chegando logo após os eventos de Ultimato, Longe de Casa vai lidar com os resultados da batalha contra Thanos, que levou à morte o mentor e figura paterna de Peter, o adorado Tony Stark, que deu a própria vida para salvar o universo. Mas com Fury propondo à Peter uma nova missão, o jovem herói passa a ter um novo mentor, um pouco diferente daquele que ele costumava ter.

A Marvel desenvolveu muito a relação entre Peter e Tony desde o primeiro encontro deles em Capitão América: Guerra Civil e a explorou ainda mais em De Volta ao Lar para que, quando Vingadores: Ultimato chegasse, o público estivesse verdadeiramente envolvido no laço criado entre os dois. O novo filme vai falar do luto de Peter após a morte de seu tutor, como é enfatizado no trailer de Longe de Casa. Mas não tem pessoa melhor para ajudá-lo a se recuperar que Fury, que foi quem recrutou Stark para se tornar um Vingador.

Jon Watts, diretor do filme, explicou à Screen Rant a ideia de unir Nick Fury e Homem Aranha. De acordo com ele, a vontade era ver como o jovem herói lida com preocupações superiores. Watts disse: “Eu sempre quis colocar nosso Peter Parker, herói adolescente idealizado, contra um super espião cansado como Nick Fury. Eu sempre achei que seria uma boa combinação de conflitos e é um relacionamento a ser explorado. Isso é algo que estava em meu primeiro passo e na minha primeira reunião na Marvel. Eu estava tipo: ‘eu quero ver esse garoto ir contra esse cara f#da e maldoso’, sabe? Tony Stark é o descolado, o tio rico e apoiador. Nick Fury é mais tipo o mal, o novo padrasto. E eu pensei que seria engraçado ver esses mundos colidirem”.

O produtor do filme, Eric Carroll, confirmou o sentimento de Watts, adicionando que Peter passar um tempo com Fury seria bom para ele entender alguém que lida com super heróis e ameaças mundiais há mais tempo que todo o resto. Carroll diz: “Um dos temas que queríamos falar sobre era a juventude. É o tema atemporal dos filmes, não importa a época. Por que os adultos sempre fazem tudo da mesma forma? O Homem Aranha fala: ‘Isso é fácil. Vamos fazer a coisa certa’, ou ‘vamos contar para as pessoas o que está acontecendo e aí vai ficar tudo bem’, e Nicky Fury fica tipo: ‘Não é assim que o mundo funciona, garoto’. Então, Peter fica envolvido nesse tipo de aventura espiã, orientado por Fury e ficando cada vez mais confuso a respeito de como que fazer as coisas e como mandam ele fazer as coisas”.

Como dito antes, Fury criou o projeto dos Vingadores depois de seu encontro com Capitã Marvel, mas somente após Tony Stark ter se proclamado como o Homem de Ferro em 2008 que ele colocou a ideia em prática, unindo os heróis mais poderosos da Terra. Mas ele não apenas recrutou Stark. Ele trabalhou por fora, como um mentor para ele, o que é visto em Homem de Ferro 2 e na famosa conversa deles em Era de Ultron. Vendo a jornada de Stark como um industrialista egocêntrico até se tornar o herói altruísta de Ultimato, podemos saber que Fury é muito capacitado de compartilhar ensinamentos com Peter enquanto ele luta para se tornar um herói depois da morte do seu querido Sr. Stark.

Vai ser interessante ver a dinâmica de Peter e Fury se desenvolver no decorrer de Longe de Casa, especialmente com a chegada de Mystério, o vilão manipulador dos HQs. Os questionamentos a respeito de como um veterano como Fury caiu na ladainha de Quentin Beck é o que vai ser respondido depois que Peter perceber que eles estavam sendo enganados pelo suposto novo aliado. Além disso, a experiência parece ser de grande aprendizado para Homem Aranha, enquanto ele continua se tornando o herói que deveria ser em Longe de Casa.

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas