Home / Colunas /   Negros Maravilhosos: imigrantes campeões do mundo

  Negros Maravilhosos: imigrantes campeões do mundo

Helio Gustavo – Fala!Anhembi

 

Enfim a tão esperada Copa do Mundo chegou ao fim, como em todas as outras edições veio acarretada de muita emoção, encontro de culturas diferentes e diversas histórias que valem a pena serem contadas; como é o caso da geração dos, agora, campeões mundiais da França que trouxe para a Copa 15 jogadores de origem africana, filhos de imigrantes, e dois atletas naturalizados (Samuel Umtiti e Mandada o primeiro nascido em Camarões e o segundo no Congo) a representatividade é alta visto que o grupo é formado por 23 atletas.

O que poucos lembram é que no primeiro título mundial da França em 1998 o grupo era formado por muitos jogadores de origem africana, inclusive seu maior astro Zinédine Zidane de origem Argelina, isso ocorria pela primeira vez na história da seleção e hoje no seu bicampeonato o feito é repetido sendo que a mãe do principal expoente da seleção, Kylian Mbappé, é Argelina. O jovem de 19 anos não apenas participa de sua primeira Copa do Mundo mas também fora o destaque do mundial impressionando com sua velocidade, talento e simpatia recebendo o prêmio de melhor jogador jovem da competição.

Hoje já não se imagina a seleção francesa sem os seus apelidados “negros maravilhosos”, uma geração talentosa e jovem que promete dar mais alegrias aos amantes do futebol ao redor do mundo.

Imagens como esta rodaram o mundo fazendo alusão às colônias africanas feitas pela França que hoje é novamente campeã mundial tendo no grupo jogadores de origem de povos colonizados pelos franceses

Confira também

Senegaleses tentam recomeço em São Paulo

Por Joice Martins – Fala!MACK   Recomeço – Senegaleses tentam nova vida em São Paulo Imigrantes ...

Um comentário

  1. José Messias

    Ser filho de imigrante não necessariamente o torna imigrante, torna?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *