Cadastre-se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Quero me cadastrar!
Menu & Busca
Museum of Me: e se seu Instagram virasse uma exposição artística?

Museum of Me: e se seu Instagram virasse uma exposição artística?

Por Karolyne Rocha de Oliveira – Fala! Cásper

Exposição promovida pelo Centro Cultural Banco do Brasil incentiva a imersão nas redes sociais dos frequentadores.

Você entra em um espaço vazio e escuro, com paredes espelhadas e cheias de telas, uma luz se acende e tudo o que já postou no seu Instagram te cerca. Essa é a apresentação do Museum of Me, que está em exposição no prédio do Banco do Brasil da Av. Paulista, localizado no número 1.230.

Isso tudo acontece através do cadastro do seu Instagram na entrada, cuja conta precisa ser pública. Os funcionários sugerem que os visitantes assistam à apresentação de dois minutos deitados no chão espelhado, para ter uma experiência melhor nesse mergulho na vida digital. Aos poucos suas fotos te cercam por todos os lados. Na frente das fotos aparece uma breve descrição e, logo depois, as legendas e hashtags usadas. A instalação foi desenvolvida pela Cactus, empresa especialista em experiências digitais.

“Gostei mais de reconhecer as hashtags que eu uso, ver #startrek foi lindo, me deixou emocionada”

declarou Madalena Derzi, de 24 anos após passar pela experiência.

A exposição explora a relação emocional que a maioria dos usuários possuem com as redes sociais, que fica nítida após os minutos imerso em seu mundo digital. “Eu não senti medo (por ver minhas publicações expostas), mas causa um estranhamento, sabe? Você olha para baixo e é uma infinidade daquele momento em várias dimensões do espelho.” diz a estudante de fonoaudiologia, Victória Almeida.

Foto: Reprodução Museu Dell’Arte

A jovem compartilha que a experiência fez com que ela percebesse que não usa o Instagram tanto quanto a maior parte das pessoas, e fica feliz por isso. “Ele (o Instagram) já foi muito tóxico pra mim, já fiquei de verdade vendo os outros. Querendo ter a vida deles, o corpo.”

Para Victória, a exposição é uma maneira de auto avaliar tudo que é postado, além de provocar a aceitação: “Uma caixa cheia de você cria um certo amor próprio, e eu me senti adorável” explica.

Felipe Reif, um dos responsáveis pelo projeto o MoM (Museum of Me) declarou ao site Casa e Jardim que o projeto mostra como, aos poucos, a tecnologia deixa as telas de celulares e computadores e adquire escalas arquitetônicas.

A instalação está aberta de segunda à domingo e é gratuita, mas em alguns momentos é preciso marcar o horário para visitação. O Museum of Me permanece no CCBB até dia 20 de maio.

0 Comentários

Tags mais acessadas