Michele Morrone relembra caso de hater e perigo da mensagem de ódio
Menu & Busca
Michele Morrone relembra caso de hater e perigo da mensagem de ódio

Michele Morrone relembra caso de hater e perigo da mensagem de ódio

Home > Entretenimento > Famosos e TV > Michele Morrone relembra caso de hater e perigo da mensagem de ódio

Por mais que Michele Morrone tenha conquistado uma legião de fãs com 365 Dni, não conseguiu agradar a todos. Mesmo que o ator tenha dado o seu melhor, isso não garantiu a boa avaliação de todos. Inclusive, tal questão se deve – e muito – à temática do filme polonês.

Afinal, no longa, dá vida a um mafioso egocêntrico que sequestra uma jovem executiva para satisfazer seus desejos. Aliás, na época de seu lançamento, a produção foi alvo de diversas críticas, sendo acusado de romantizar o abuso sexual e o sequestro. Além disso, alguns espectadores e especialistas em cinema também alegaram que o polonês ainda floreou a Síndrome de Estocolmo.

Diante disso, as críticas não permearam apenas roteiristas e diretores. Com isso, Morrone passou a ser foco de ataques por seu personagem. Mesmo depois de meses, o artista continua recebendo mensagens de ódio. Assim, veja um caso de hater que Michele sofreu e como ele lidou com a situação.

michele morrone
Ator de 365 Dni relembra caso de hater na Internet. | Foto: Reprodução.

Michele Morrone relembra caso de hater e perigo da mensagem de ódio

Apesar de ser amado por muitos fãs, Michele Morrone não deixa de ter haters também. Sendo assim, em entrevista à Rádio Zet, o ator relembrou mensagens de ódio que já recebeu e como se sentiu após lê-las.

Mas eu recebo muitas mensagem bonitas do mundo todo e, ao mesmo tempo, recebo mensagens ruins. Eu me lembro de uma vez que eu estava recebendo mensagens que me deixavam triste.

Ainda no bate-papo, Morrone lembrou de um caso específico, no qual o hater pediu para que ele tirasse a própria vida. De acordo com a pessoa, o motivo para isso estaria no fato do artista supostamente incentivar a violência doméstica no erótico polonês 365 Dni.

Recebi uma mensagem da minha mãe e da minha família. Nela, ela [a pessoa, o hater] escreveu: “se mate”. Ou seja, ela me mandou cometer suicídio. E eu respondi: “por quê?”. Ela se justificou, mas eu não quis responder porque me senti mal. Ela mandou eu me matar porque eu estava promovendo sexo, violência contra a mulher [devido ao filme 365 Dni].

Ao final, Morrone explicou o perigo de comentários como esse. “Se eu fosse alguém fraco ou alguém com medo de qualquer coisa, talvez eu faria o que ela pediu [para Michele se matar]”, concluiu.

___________________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas