Michele Morrone, de '365 Dni', descreve como é ser uma estrela
Menu & Busca
Michele Morrone, de ‘365 Dni’, descreve como é ser uma estrela

Michele Morrone, de ‘365 Dni’, descreve como é ser uma estrela

Home > Entretenimento > Cinema e Séries > Michele Morrone, de ‘365 Dni’, descreve como é ser uma estrela

Apesar de Michele Morrone já estar no campo artístico há algum tempo, foi com 365 Dni que virou um sucesso internacional. A produção se inspirou na obra de Blanka Lipińska, escritora polonesa de grande prestígio no país. 

No erótico polonês, Michele interpreta Massimo Torricelli, um mafioso egocêntrico e poderoso. Por sua família fazer parte da máfia italiana e ter muito poder, acumulou vários inimigos, os quais planejaram até um tiroteio para o italiano – e que causou a morte de seu pai. Com isso, teve que assumir os negócios e seguir em frente. 

Desiludido com sua vida, Massimo se surpreende com Laura ao longe. Assim, ao vê-la, acredita que seu futuro pode ser melhor. Dessa forma, sequestra a jovem e dá a ela 365 dias para se apaixonar por ele. No entanto, se ela não desenvolver nenhum tipo de sentimento por ele, será liberta ao final do período.

O filme foi muito bem quisto na Polônia, mas mais ainda após sua inclusão no catálogo da Netflix. Além disso, mais do que elogios, 365 Dni também passou a ser alvo de diversas críticas – como a romantização do abuso, sequestro e da Síndrome de Estocolmo.

Por mais que as polêmicas tenham sido a maioria dos assuntos sobre o longa, sua popularidade não diminuiu. Inclusive, seus protagonistas conquistaram mais seguidores e espaços em manchetes internacionais. Acerca disso, Morrone comentou como se sente por ser uma celebridade; confira!

Michele Morrone
Michele Morrone, de 365 Dni. | Foto: Reprodução.

Michele Morrone, de 365 Dni, descreve como é ser uma estrela  

Destaque dos holofotes, Michele Morrone acumula seguidores e fã clubes no Instagram. Por mais que já tenha atuado em outras produções, como Sirene e Bar Giuseppe, apenas 365 Dni garantiu a consolidação de sua carreira.

Em meio a isso, o artista deu uma entrevista ao Curly Tales e explicou como se sente sabendo que é uma estrela internacional. 

Eu me sinto bem. Eu sinto que finalmente entenderam quem eu sou, sabe? Por muitos anos, eu tentei dizer às pessoas o que sou por dentro, e ninguém entendia. Porque a maioria das pessoas que me viam, só olhavam o meu físico, minha aparência. (…) Mas quando alguém descobre que você tem algo a mais, o que você pode oferecer para o público, aí é algo diferente.

Relata com um sorriso no rosto.

Antes do longa polonês, Michele revelou que foi rejeitado na Itália. De acordo com o ator, não conseguia um papel por ser muito “bonito”. “Na Itália, se você é muito bonito, você é apenas muito bonito. Você não tem o que oferecer. Por muitos anos, eu tentei, tentei e tentei.”, confirmou Pinkvilla.

Quando alguém me diz que a minha atuação no filme foi boa, não que meu corpo estava bom, isso é algo muito mais interessante.

Finalizou Morrone.

____________________________________
Por Isabela Cagliari – Redação Fala!

Tags mais acessadas