Menu & Busca
Memórias de uma vida não vivida

Memórias de uma vida não vivida


Por: Elisa Villaça – Fala! Cásper

 

Ouvi um grito no silêncio barulhento das vidas vividas.

Renegado.

Ouvi um pedido de bom senso.

Calado.

Partilhei do choro dos incompreendidos e fiz dele o motivo de minha luta.

Enjaulado.

Gritei, gritei, gritei, cansei… Mas não parei.

Enterrado.

Ouvi um grito no silêncio barulhento das vidas passadas.

ditadura

 

 

Confira também:

– O Terceiro Universo e a escultura de gelo – uma crônica sobre o relacionamento humano

Uma poesia pré-feriado – por Isabela Guiduci

Quer se tornar um colaborar e escrever para o fala?
Saiba como

0 Comentários

Tags mais acessadas