Home / Colunas / MBL convida manifestantes a comemorarem prisão de Lula em hotel erótico de São Paulo

MBL convida manifestantes a comemorarem prisão de Lula em hotel erótico de São Paulo

Por Luiza Granero – Fala!Mack

 

Na última sexta-feira, 6 de abril, o Movimento Brasil Livre cancelou o evento Carnalula e convocou seus seguidores a irem ao Bahamas Club, onde receberiam cerveja grátis. A promessa foi feita em 2016 pelo dono do estabelecimento, Oscar Maroni, quando alegou que distribuiria cerveja em seu hotel caso o ex-presidente Lula fosse preso.

Foto: VejaSP

 

Cerca de 3.000 pessoas compareceram em frente ao Bahamas Club, casa noturna famosa por exploração sexual. Cobrado pelos manifestantes, Maroni distribuiu 9 mil latas e convocou toda sua equipe de seguranças, garçons e até um DJ. Durante o evento, Maroni fez um desfile de passistas e tirou a blusa de uma de mulher, que performou em frente à uma multidão de manifestantes.

Também foram erguidos dois cartazes com fotos dos juízes Sérgio Moro e Carmem Lúcia, em homenagem ao povo brasileiro. Em entrevista à Folha, Maroni afirmou que “eles trouxeram a dignidade de volta ao Brasil“.

Oscar Maroni foi condenado a 11 anos de prisão pelos crimes de favorecimento à prostituição e manutenção de local destinado a encontros libidinosos. Também foi denunciado pelo Ministério Público Estadual por formação de quadrilha, exploração de prostíbulo, favorecimento à prostituição e tráfico de mulheres, mas foi absolvido em ambos os casos.

 

 

Confira também

Beleza, você manja de inglês, mas manja quanto?

Você está planejando um intercâmbio? Quer participar de um processo seletivo para ingressar em uma ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *