Home / Colunas / Resenha: O Mágico de OZ

Resenha: O Mágico de OZ

Por Illan Lima, Giovanna Carvalho e Vinicius Sarcetta – Fala!FIAMFAAM

“O Mágico de Oz”,  obra de Lyman Frank Baum de 1900, é um clássico infantil que nos últimos 4 anos vendeu no Brasil cerca de 3 milhões de exemplares. Dirigido por Billy Bond, o musical baseado no livro está em cartaz no Teatro Bradesco, localizado no Shopping Bourbon, em São Paulo. A peça conta com 32 atores, 22 canções e com muita tecnologia para alegrar o público. O espetáculo vai até o dia 20 de maio, e os preços variam de 50 até 150 reais.

Dorothy, uma menina que mora com os tios na cidade do Kansas, é levada com seu cachorrinho Totó por um furacão a terra de “Oz”. Chegando lá, encontra a princesa Glinda, a bruxa boa do Sul, que explica a Dorothy que ela precisa encontrar o Mágico, na “Cidade das Esmeraldas”, pela estrada de tijolos amarelos. Lá, o feiticeiro diz que, para voltar pra casa, Dorothy haveria de derrotar a bruxa má do Oeste. E aí a aventura começa.

Leia Mais

Confira também:

– O Mercado de Trabalho Artístico no Brasil

– Resenha: A Pequena Sereia, O Musical


Confira também

São Paulo: Festival Vegano de Doces e Bolos na Vila Mariana

No mês das crianças Vila Mariana receberá o Festival Vegano de Doces e Bolos Muitas ...

2 Coment.

  1. Essa é uma obra universal, que mostra as relações humanas, dando valor a cada um dos personagens que se extrapolam para a vida real de cada um quanto a seus sonhos ….

  2. Essa é uma obra que se tornou universal, pois ela retrata as relações humanas no seu mais íntimo, dando valor a cada um dos personagens que se extrapolam a vida real de cada um quanto a seus sonhos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *