Lee Kang-in e o futuro do Valencia
Menu & Busca
Lee Kang-in e o futuro do Valencia

Lee Kang-in e o futuro do Valencia

Home > Notícias > Esporte > Lee Kang-in e o futuro do Valencia

Valencia aposta todas as suas fichas nos jovens, como o sul-coreano Lee Kang-in

Lee Kang-in
O sul-coreano Lee Kang-in em ação pelo Valencia, da Espanha. | Foto: SIPA USA/PA Imagens.

Após uma temporada mediana dentro de campo, o bilionário Peter Lim, proprietário do Valencia, da Espanha, resolveu liberar vários jogadores importantes para a equipe e formar um elenco barato, buscando diminuir os custos e aliviar a crise financeira que o clube vive.

Até o momento, os meias Francis Coquelin e Dani Parejo saíram para o Villarreal, o jovem Ferran Torres foi vendido para o Manchester City e o craque Rodrigo Moreno se transferiu para o Leeds United, da Inglaterra, por 30 milhões de euros.

Lee Kang-in

Com tantas perdas, o Valencia aposta todas as suas fichas nos jovens jogadores do elenco e um dos principais deles é o meia sul-coreano Lee Kang-in, de apenas 19 anos.

Nascido na cidade de Incheon, no norte do país, a promessa chamou a atenção desde cedo, quando participou de um reality show de futebol chamado Fly Shoot Dori, aos 6 anos de idade. Em 2009, juntou-se à equipe sub-12 do Incheon United FC, onde ficou dois anos. Por conselho do seu treinador das categorias de base, Lee viajou à Espanha para fazer testes no Villarreal e no Valencia, onde foi aceito pelos “los murciélagos”.

Lee Kang-in
Lee Kang-in e Takefusa Kubo, hoje jogador do Real Madrid, se enfrentando nas categorias de base. | Foto: AS.com.

Kang-in se desenvolveu e subiu para o Valencia Mestalla, equipe reserva do clube espanhol, estreando na Segunda División B, a 3ª liga da Espanha, em dezembro de 2017, com apenas 16 anos.

Seu 1º gol saiu apenas na penúltima rodada do torneio contra o Sabadell, com um chute dentro da área após o rebote do goleiro. Na temporada seguinte, o sul-coreano começou como titular no campeonato, marcou 3 gols e distribuiu duas assistências, e logo foi integrado ao plantel principal do Valencia.

Sua estreia na equipe de cima aconteceu em uma partida válida pela Copa do Rey, na vitória por 2×1 contra o pequeno CD Ebro, se tornando o jogador sul-coreano mais novo a estrear no futebol europeu. A primeira partida de Lee na La Liga foi 2 meses e meio depois em um empate contra o Valladolid, por 1×1, enquanto sua estreia em competições europeias foi contra o Celtic, da Escócia, pela Liga Europa quando tinha acabado de completar 18 anos. Ao todo, o meia jogou 11 partidas na temporada, começando a ganhar o seu espaço na equipe.

Pela seleção da Coreia do Sul, Lee Kang-in foi convocado para a Copa do Mundo sub-20, em 2019, para ser o grande craque da equipe. Com um excelente desempenho, o talentoso meia ajudou o seu país a alcançar a vice-colocação na competição, sendo derrotado pela Ucrânia, por 3×1, na final, e foi eleito o melhor jogador do torneio.

Em setembro, o jovem estreou pela seleção principal em um amistoso contra a Geórgia e, após esse ano de grande destaque, foi nomeado o melhor jogador de futebol asiático sub-20 do planeta.

Copa do Mundo sub-20
Lee Kang-in recebendo a bola de ouro da Copa do Mundo sub-20 em 2019. | Foto: Tavern of the Taeguk Warriors.

Na temporada passada, Lee Kang-in ganhou ainda mais espaço no time do Valencia, atuando em mais minutos do que nos outros anos. Seu primeiro gol na La Liga saiu em setembro de 2019, contra o Getafe na 6ª rodada da competição, em um empate por 3×3. O sul-coreano anotou outro tento na 35ª rodada, após um belo chute de fora da área que deu a vitória ao clube contra o Valladolid, aos 44 minutos do 2º tempo.

Características

O atleta é um meia canhoto com grande qualidade no passe, dribles curtos e excelente visão de jogo. O seu bom posicionamento no campo de ataque permite que o jovem sempre apareça de frente nas jogadas e com ótimas condições de marcar um gol ou dar uma assistência. Sua maior fraqueza é o seu porte físico, ainda franzino, algo normal para a sua idade e que pode ser melhorado com o tempo.

No meio de tantas saídas e um time reformulado, Lee Kang-in assumiu a titularidade do Valencia na temporada 2020/2021, atuando como segundo atacante, e já deu duas assistências na estreia da La Liga contra o Levante, que ajudou a vitória por 4×2 no clássico valenciano.

Apesar de todos os problemas que a administração do magnata Peter Lim trouxe ao clube, a torcida dos “los murciélagos” pode ter esperança em um futuro melhor em volta dos jovens da equipe, como o uruguaio Maximiliano Gómez, o lateral Thierry Correia e o próprio Lee Kang-in. Provavelmente, o processo de reconstrução do time será demorado, mas, um dia, o Valencia, com responsabilidade e boa administração, voltará ao topo novamente, conquistando títulos e trazendo alegria aos seus adeptos.


*Nós, do projeto Esporte em Pauta, estamos realizando uma parceria com o Fala!; se quiser ter acesso a mais conteúdos sobre os mais variados esportes, procure nossa página no Instagram (@esporte_em_pauta) e no Twitter (@EsportePauta).

____________________________
Por Victor Fardin – Fala! PUC

Tags mais acessadas