Justiça reduz indenização pelas vítimas do Ninho do Urubu
Menu & Busca
Justiça reduz indenização pelas vítimas do Ninho do Urubu

Justiça reduz indenização pelas vítimas do Ninho do Urubu

Home > Notícias > Esporte > Justiça reduz indenização pelas vítimas do Ninho do Urubu

Em 2019, ocorreu uma das maiores fatalidades do futebol. Trata-se do incêndio no Ninho do Urubu, centro de treinamento que pertence ao Clube de Regatas Flamengo, na madrugada do dia 8 de fevereiro de 2019.

O incêndio teve início na ala mais antiga do centro de treinamento, no qual estavam alojados jovens de 14 a 17 anos de idade. Na ocasião, as chamas mataram 10 jovens e deixaram outros 3 em situação muito grave.

Na época, as famílias chegaram a pedir cerca de R$ 11 milhões em indenização, ao que diz a assessoria do clube ter pago 4 famílias que foram vítimas da situação. O fato é que a maioria das famílias ficaram chateadas na época, por conta de jogadores como Gabigol, Arrascaeta e Bruno Henrique, nesta ocasião disputando Libertadores e ganhando cerca de R$ 600 mil a R$ 1 milhão. 

Ninho do Urubu
Flamengo pagará menor indenização pelas vítimas do Ninho do Urubu. | Foto: Mauricio Almeida/Am press & images/Estadão Conteúdo.

Justiça reduz indenização pelas vítimas do Ninho do Urubu

Mas o que chocou a todos é que, pouco mais de um ano após este terrível episódio, na 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, por dois votos a um, o Flamengo conseguiu reduzir essa pensão – que era cerca de R$ 10 mil reais e estava sendo paga às famílias – para 5.225 reais.

O Ministério Público e a Defensoria do Estado do Rio de Janeiro garantem que vão recorrer a esta situação, alegando que o elenco do Flamengo ganha algo similar a R$ 25 milhões por mês. 

O presidente do Clube de Regatas Flamengo já alegou que tentou renegociar essas dívidas, mas que o valor pedido pelas famílias era muito alto para a ocasião, alegando que milhões não deveriam ser pagos, visto que, de acordo com o clube, a culpa não era só da diretoria. Tal declaração, inclusive, gerou polêmica no mundo do futebol entre torcedores e demais entidades.

Vale lembrar que o Flamengo tem o elenco mais caro do futebol brasileiro e que recorrente a toda esse situação, ainda corre uma ação por indenizações de danos morais, coletivos e individuais. Não julgada ainda, a ação tem como pedidos quantias milionárias, que chegam a ser cobradas aproximadamente R$ 20 milhões para futuras indenizações.

_________________________________
Por Artur Takeda – Fala! Anhembi

Tags mais acessadas