Pesquisa aponta insegurança com o corpo como problema em relações
Menu & Busca
Pesquisa aponta insegurança com o corpo como problema em relações

Pesquisa aponta insegurança com o corpo como problema em relações

Home > Lifestyle > Pesquisa aponta insegurança com o corpo como problema em relações

Levantamento feito por aplicativo de relacionamentos aponta insegurança com o corpo e racismo como problemas no desenvolvimento de relações

Insegurança
Insegurança com o corpo pode atrapalhar relações sexuais. | Foto: Reprodução.

Pesquisa aponta baixa autoestima e racismo como fatores problemáticos à relação sexual

Em uma pesquisa feita pelo aplicativo de relacionamentos do planeta Badoo, a insegurança com o corpo é um problema social que pode atrapalhar o desenvolvimento de relações. A pesquisa foi feita com 5.000 pessoas e foi realizada em 5 países (Brasil, Reino Unido, Espanha, França e Rússia).

63% dos entrevistados se sentem inseguros com seu corpo ao compará-lo com os corpos que veem na grande mídia, na cultura popular e nas redes sociais. Além disso, a maioria (60%) dos participantes se preocupa com o tamanho ou aparência de seus órgãos genitais e se eles parecem ‘normais’.

Disse pesquisa feita pelo Badoo.

Ainda de acordo com a pesquisa, mais das metades das mulheres entrevistadas já se privaram de ter relações sexuais por conta por conta de seus pelos, cedendo a uma pressão estética reforçada midiaticamente.

Em meio à ampliação de debates sobre diversidade e importância da autoaceitação, outro dado que chama a atenção é o fato de que 58% das mulheres já recusaram sexo porque não estavam em dia com a depilação.

Outro fator levantado pela pesquisa foi que, no Brasil, o racismo é tido como um dos principais problemas do padrão de beleza socialmente aceito.

Segundo a análise, o racismo ainda é uma pauta dominante também nesta área: para 83% dos participantes brasileiros, o preconceito racial afeta a percepção da sociedade sobre o que é considerado fisicamente atraente.

Por fim, os participantes da pesquisa alegaram em sua grande maioria que o autoconhecimento e a maturidade são fatores primordiais para entender o próprio corpo.

Já em relação ao autoconhecimento, a maturidade é vista pela expressiva maioria (87%) como um fator que auxilia a conhecer melhor seu próprio corpo e preferências sexuais.

Tags mais acessadas