Home / Colunas / Beleza, você manja de inglês, mas manja quanto?

Beleza, você manja de inglês, mas manja quanto?

Você está planejando um intercâmbio? Quer participar de um processo seletivo para ingressar em uma universidade estrangeira? Anda a fim de trabalhar por um tempo em outro país? Certificados internacionais de proficiência são a maneira mais comum e eficiente de provar seu nível de domínio da língua para empresas, escolas, companhias e até governos em todo o mundo.

Exames de proficiência em inglês são cada vez mais populares. Multidões de pessoas de diferentes países em que a língua inglesa não é a nativa vêm se preparando e realizando exames para obterem os certificados, seja para atender a documentação necessária para fazer um intercâmbio, seja para conseguir uma graduação lá fora ou mesmo atestar o domínio da língua no currículo.

Além disso, a preparação para se obter um certificado de proficiência em inglês pode ser uma excelente meta para levar com mais seriedade o estudo do idioma. Para provar às organizações o quão bem você lida com o inglês em situações do mundo real, os exames de proficiência avaliam cada aspecto do seu domínio da língua, incluindo conversação, leitura, escrita e compreensão – um teste justo para ambos os lados. E assim, com o objetivo de passar em um exame de proficiência em mente, você estará mais motivado para estudar mais e melhor o idioma britânico.

Existem várias opções de testes de proficiência em inglês, mas o certificado pioneiro e mais prestigiado no mundo inteiro (não só em países em que o inglês é língua nativa) é o da Universidade de Cambridge, que é parceira da Cultura Inglesa. A escola aplica, periodicamente, diversos exames internacionais importantes, como os da Cambridge English Language Assessment, e também oferece os cursos preparatórios mais eficientes, como explica Marcelo Dalpino, gerente acadêmico da instituição: “as aulas preparatórias da Cultura Inglesa instruem os alunos para uma excelente performance nos exames de proficiência na língua. Nossos professores os auxiliam desde como se concentrar e administrar bem o tempo de prova até como alavancar a expressão oral e a compreensão de vocabulário variado, onde o aluno é exposto a temas atuais como, por exemplo, os países em evidência na área política ou econômica, a vida das celebridades, as músicas ou filmes que estão em alta e etc. A partir de um nível de fluência pré-intermediário, já é possível realizar as provas de certificação internacional. A grande proposta é, portanto, complementar o aprendizado, já obtido nos cursos regulares e intensivos, para ajudar os alunos nas estratégias de prova”.

Confira também

Consciência Negra, muito além do dia 20 de novembro

Por João Guilherme Lima Melo – Fala!PUC   Projeto de lei número 10.639, dia 9 ...

Um comentário

  1. WAGNER MARTINS DA SILVA

    Tenho muita vontade de fazer um intercâmbio. Porém nunca consegui um bom aprendizado em inglês. Quando busquei aprender e me aprofundar nos estudos acabei sendo transferido na empresa que trabalho para uma cidade que não possuía escola do idioma. Mas o desejo ainda e grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *