Importância e efeitos do acompanhamento psicológico na infância
Menu & Busca
Importância e efeitos do acompanhamento psicológico na infância

Importância e efeitos do acompanhamento psicológico na infância

Home > Lifestyle > Saúde > Importância e efeitos do acompanhamento psicológico na infância

O acompanhamento psicológico infantil é, por muitas vezes, subestimado. Mas são muitos os benefícios que ele pode trazer – tanto durante a infância, quanto na vida adulta.

Mas quais são os efeitos surtidos por ele e por que fazê-lo? Essa é a dúvida de muitos pais. E a resposta pode fazer uma grande diferença na infância de seus filhos.

É fácil deduzir por que a terapia pode ser tão útil na vida adulta, considerando o estresse do dia a dia, relacionamentos, problemas familiares… Mas quando se trata do acompanhamento psicológico durante a infância, poucas pessoas têm noção do porquê ele é necessário.

No entanto, é na infância que temos o primeiro contato com o mundo, com a criatividade, e é quando aprendemos as primeiras lições sobre relações.

acompanhamento psicológico infantil
Compreenda a importância e os efeitos do acompanhamento psicológico na infância. | Foto: Reprodução.

Acompanhamento psicológico infantil: o que é e como funciona?

O acompanhamento psicológico infantil é baseado na ludoterapia, método que utiliza brincadeiras e a exerção da criatividade de forma terapêutica.

A psicóloga clínica, Daniele Costa, explica:

O acompanhamento psicológico na infância começa com a entrevista dos pais, onde é feita a anamnese. O psicólogo toma conhecimento do histórico familiar, de como foi aquela gestação e como funciona a dinâmica da família. O trabalho com a criança varia de acordo com a demanda, mas algo que trabalhamos muito na Clínica Infantil são as emoções. A criança ainda não sabe identificar o que está sentindo, e através de recursos lúdicos, elas vão conseguindo expressar e aprendem a nomear a suas emoções.

A anamnese, no caso, seria um tipo de entrevista feita pelo profissional com o paciente para identificar um problema e dar o diagnóstico de uma doença. Seria esse o ponto de partida do processo terapêutico.

Após o reconhecimento do ambiente em que a criança está inserida, o acompanhamento psicológico passa a ser feito somente com a criança, apesar do envolvimento dos pais ou outros responsáveis, eventualmente, para acompanhar o processo, e serão introduzidas brincadeiras como desenhos, pinturas, montagens, como forma alternativa de se comunicar, já que elas não verbalizam seus sentimentos como os adultos. 

A partir daí, o psicólogo irá ajudar a criança a enfrentar suas próprias questões.

Quando saber a hora de iniciar o acompanhamento psicológico infantil?

Muitos acreditam, erroneamente, que não é necessário levar uma criança ao psicólogo. Mas isso não é verdade. É extremamente importante observar a criança de perto, e qualquer sinal de comportamento anormal, hostil ou retraído deve ser interpretado como alerta.

Na opinião de profissionais, como a psicóloga Daniele, nem todas as crianças devem fazer acompanhamento psicológico, apenas em casos em que se pede um encaminhamento escolar ou a família perceba alguma alteração no comportamento ou emoções.

É importante lembrar que as crianças não são como os adultos, pois ainda não sabem interpretar e exteriorizar seus sentimentos. Por isso, é nessa fase que devemos vigiar e intervir, se necessário, para evitar problemas durante a própria infância e possíveis frustrações na vida adulta.

De acordo com Daniele, estes são alguns dos sinais de que uma criança deve fazer um acompanhamento psicológico.:

  • agitação excessiva;
  • inquietude;
  • dificuldade em manter a atenção;
  • agressividade;
  • regressão de alguma fase no desenvolvimento;
  • problemas alimentares sem um diagnóstico médico;
  • timidez que afete a questão social, entre outros.

Benefícios do tratamento na infância 

Os benefícios do acompanhamento psicológico infantil, além da diversão que a criança terá ao brincar durante o acompanhamento psicológico, envolvem também o enfrentamento de seus problemas e aprender a lidar com seus sentimentos. 

Há uma melhora no desempenho, seja escolar, comportamental ou social. Torna a criança mais confiante e com autonomia, fazendo com que ela tenha boa adaptação à rotina.

Declara a psicóloga. 

O acompanhamento psicológico adequado não só alivia os sintomas que a criança apresenta no momento, mas também pode prevenir problemas que venham a ocorrer na vida adulta.

O acompanhamento adequado pode colaborar para que a criança se torne um adulto seguro, que explora o seu potencial, que consegue administrar suas emoções e tenha bons relacionamentos interpessoais.

Completa. 

É sabido que o cuidado com a saúde é essencial, mas, por diversas vezes, nos esquecemos da saúde mental e focamos apenas no físico. É um erro que muitos cometem, mas que pode ser evitado apenas com um pouco de informação. Muitos são os benefícios de um acompanhamento psicológico, basta estar aberto a eles. 

É através da terapia que podemos identificar problemas psicológicos, descobrir a causa de comportamentos atípicos, aprender a lidar com emoções e a expressá-las, impulsionar o desenvolvimento pessoal e escolar e, principalmente, dar a oportunidade para uma criança se desenvolver plenamente e se tornar um adulto seguro e bem resolvido.

_________________________________
Por Amanda da Silva Meneses – Fala! Unip

Tags mais acessadas