Ilhas Galápagos: o arquipélago que mudou a história da biologia
Menu & Busca
Ilhas Galápagos: o arquipélago que mudou a história da biologia

Ilhas Galápagos: o arquipélago que mudou a história da biologia

Home > Lifestyle > Viagens > Ilhas Galápagos: o arquipélago que mudou a história da biologia

Um dos lugares com maior biodiversidade do planeta, as ilhas Galápagos têm grande importância na história mundial. Com grandes belezas naturais e pontos turísticos marcantes, a ação antrópica pode colocar em risco a vida de milhares de seres vivos

Pertencente ao Equador, as ilhas Galápagos localizam-se a cerca de 1.000 km a oeste da costa. Composta por treze ilhas maiores, as mais visitadas pelos turistas, seis menores e dezenas de pedaços de terra bem pequenos. Cercada pelo Oceano Pacífico, temperaturas altas são predominantes – principalmente porque a imaginária linha do equador corta todo o território. Somando todas as ilhas, são cerca de 8.000 km2 de área terrestre e, no total, mais de 50.000km2

ilhas galápagos localização
Localização das ilhas Galápagos. | Foto: escolabritannica.

Embaixo das ilhas, há o encontro de duas grandes placas tectônicas: a placa pacífica e a placa de nazca. O movimento natural do magma terrestre originou o arquipélago há cerca de 5 milhões de anos. Por isso, diversos vulcões compõem o belo cenário e diversos estudos indicam que foram eles os responsáveis pela formação das ilhas a partir de suas erupções.

Ilhas Galápagos e a biodiversidade

O primeiro registro populacional foi no século XVI, de um morador irlandês que dependia da colheita e do pequeno turismo da época. No entanto, as ilhas ganharam maior conhecimento quando, em 1835, o futuro cientista Charles Darwin fez uma longa visita ao arquipélago. Durante sua estada, o britânico desenvolveu seu trabalho de maior notoriedade: o livro A Origem das Espécies.

Darwin
Charles Darwin. | Foto: plg.gal.

Na época, a crença era baseada no criacionismo – pregada pela Igreja Católica – que justificava a criação de todas as espécies a partir de Deus. Com seus estudos, Darwin contou com a grande biodiversidade da ilha e desenvolveu a teoria evolucionista

A biodiversidade do arquipélago realmente encanta. Animais silvestres como enormes tartarugas marinhas, iguanas, focas, que relaxam pela praia, golfinhos que saltam no ar e leões marinhos que enfeitam a bela paisagem. Certamente, as aves também são parte fundamental da fauna, que foram essenciais para o estudo darwinista.

As três principais ilhas são a Isabela, San Cristobál e Santa Cruz – que abriga a linha de acesso ao arquipélago, o aeroporto. Diversas ilhas não são habitadas, apenas têm a disponibilidade para turistas conhecerem o local. Esse tem sido um forte agravante à vida animal, a poluição deixada pelos visitantes prejudicam e matam os seres vivos.

O conjunto de ilhas possui, em média, 28 mil habitantes e a principal fonte de renda dos moradores é baseada pesca, agronomia e turismo.

______________________________
Por Nina Galiotte – Fala! Cásper

Tags mais acessadas