'Ice Cream', de Blackpink, marca a estreia do grupo nos EUA
Menu & Busca
‘Ice Cream’, de Blackpink, marca a estreia do grupo nos EUA

‘Ice Cream’, de Blackpink, marca a estreia do grupo nos EUA

Home > Entretenimento > Música > ‘Ice Cream’, de Blackpink, marca a estreia do grupo nos EUA

A música Ice Cream, focada em impactar o mercado estadunidense, é cantada quase toda em inglês

O grupo de música pop coreana Blackpink lançou, no dia 28 de agosto, a tão esperada parceria com a cantora americana Selena Gomez, intitulada Ice Cream (que significa Sorvete, em português). A música, anunciada desde julho sob suspense de quem seria o artista convidado, sucede How You Like That, single de retorno do grupo que quebrou recordes nas plataformas digitais, e marca mais um passo de entrada das meninas no mercado fonográfico norte-americano.

Blackpink
Grupo sul-coreano Blackpink, em cenas do clipe Ice Cream. | Foto: Reprodução.

A canção, com letra de duplo sentido e divulgada pela empresa YG Entertainment e pelos fãs das artistas, tem duração de, aproximadamente, três minutos. O videoclipe, por sua vez, é trabalhado no conceito “pink” das meninas, mostrando cenários coloridos com carros de sorvetes. A gravação ocorreu de forma separada devido à pandemia de Covid-19, mas que acaba passando despercebido visto à produção divertida e bem elaborada das artistas.

A colaboração, bastante esperada pelo público e que teve mais de 1,5 milhão de expectadores na estreia do clipe no YouTube, dividiu opiniões nas redes sociais. Algumas pessoas não tiveram as expectativas atendidas, as quais envolviam a interação física entre o grupo e a cantora americana. Outras estranharam a produção da música e a divisão desigual de linhas cantadas entre as integrantes do grupo. Outros ainda afirmaram não gostar simplesmente por preferir a cantora Ariana Grande no lugar de Gomez.

Selena Gomez Ice Cream
A cantora norte-americana Selena Gomez no clipe. | Foto: Reprodução.

Desempenho de Ice Cream

Não muito diferente do single anterior, Ice Cream seguiu os passos de How You Like That e alcançou incríveis 76 milhões de visualizações no YouTube em 24 horas, tornando-se o terceiro vídeo mais visto da história em apenas um dia, ficando atrás apenas do single anterior, com 86 milhões, e da música do grupo sul-coreano BTS, Dynamite, que alcançou 101 milhões.

A música, praticamente toda em inglês, também impulsionou a estreia definitiva das meninas em solo estadunidense, sendo o primeiro lançamento delas sintonizado ao fuso horário americano, e não ao fuso sul-coreano, como de costume.

Além disso, o grupo e a americana conseguiram alcançar o topo do iTunes de mais de 45 países, incluindo os Estados Unidos e o Brasil, além de estrear na posição de número #4 do Top 50 do Spotify Global, com mais de 5 milhões de streams. Somente no Brasil, a parceria debutou com quase 470 mil reproduções, alcançando a posição #11 no Top 50 Brasil. Tais feitos fizeram com que Blackpink se tornasse, até o momento, o único grupo feminino da história a alcançar tais números.

Ainda olhando o desempenho comercial, a parceria está prevista para entrar na Billboard Hot 100 na 14ª posição, com 21 mil cópias vendidas e quase 18 milhões de streams somente nos EUA. Se tal feito realmente acontecer, a música marcará a maior entrada do grupo na tabela musical mais importante do mundo, o que caracterizará um grande desempenho que auxiliará na divulgação do álbum de estreia das meninas. Além disso, marcará também o décimo Top 15 de Selena Gomez na tabela.

Sobre o suspense

Antes de ser anunciado qual artista integraria a parceria com as meninas do Blackpink, os internautas, em sua maioria, especulavam a cantora Ariana Grande como a surpresa da YG Entertainment, por acharem que elas estariam trabalhando juntas há algum tempo. No dia da divulgação, a hashtag ARIPINK (em alusão à junção dos nomes da artista com o grupo) ficou no topo dos Trending Topics do Twitter.

No entanto, ao anunciarem Gomez como a participante especial, muitos ficaram chateados e acabaram destilando ódio à artista, afirmando que ela não combinava com a música que sequer tinha sido lançada na época. No mesmo dia do anúncio da parceria, a empresa teve a maior ação na Bolsa de Seul desde a estreia do grupo.

De fato, elas conversaram, mas isso aconteceu no processo de composição da canção. Ariana, juntamente com Victória Monet, que também já trabalhou com Grande, Selena Gomez e os produtores Teddy, Tommy Brown e Mr. Franks trabalharam em Ice Cream. Pelas redes sociais, Ariana Grande parabenizou Blackpink e Selena pelo resultado final deste trabalho conjunto.

Vale ressaltar que a colaboração faz parte do primeiro álbum de estúdio do grupo, intitulado The Album, que será lançado no dia 2 de outubro de 2020 pela YG Entertainment, empresa que também agencia a carreira das meninas desde o single de estreia, BOOMBAYAH, em 2016. Atualmente, a faixa conta com mais de 37 milhões de reproduções no Spotify, quase 200 milhões de visualizações e ainda continua dentro do Top 50 do Spotify, fazendo mais de três milhões de streams diários.

Ice Cream
Capa do single Ice Cream, lançado em 28 de agosto de 2020 pela YG Entertainment e a Interscope Records. | Foto: Reprodução.

_________________________________
Por Renato Menezes – Fala! Universidade Federal do Acre

Tags mais acessadas